28 de set 2016

Baixe o Wallpaper da Carly com o Arnold: Normal | HD

A primavera chegou, trazendo com ela flores, inspiração e a IV Seleção de correspondentes Kipling. Confesso que desde que a seleção foi anunciada estou ansiosíssima planejando o post e como  compartilho tudo com vocês, nada mais justo. Dessa vez não serão escolhidas correspondentes por região, mas sim por ocasião de uso: Work, Everyday, Travel e Shoes. Adivinhem o que a Carla, colorida, louca das bolsas, escolheu, exatamente, a linha Everyday. :D

Conheci a Kipling ainda na pré-adolescência, na época em que o macaquinho virou moda, a ponto de camelôs venderem chaveiros imitação. Eu ainda não tinha internet, mas fuçava catálogos de lojas e recortava as bolsas e estojos, para montar nos meus desenhos. Apesar de sonhar com as bolsas, principalmente o modelo fundamental, nunca pude investir em uma e o contato mais próximo que tive com a marca foi pela Patê (Bff e Colaboradora aqui do blog) que tinha e ainda tem algumas bolsas. Quem conhece a Kipling sabe como é característico da mesma, uma bolsa da linha back to school acompanhar todo o período escolar e sobreviver para contar a história, super resistentes.

kipling1

Como sou canceriana, minha vida inteira tem que caber na bolsa, pois o apego é grande e gosto de estar sempre preparada, o que torna os vários compartimentos das bolsas da Kipling perfeitos para o dia a dia.

Eu acompanho a Melina Souza, do blog Serendipity, e também o blog da Kipling, que sempre apresenta as novidades maravilindas da marca com tanto cuidado, mas fiz questão de ir a uma das lojas, para conhecer melhor os produtos novos e suas características para apresentar a vocês. Escolhi meus produtos e cores favoritas, minhas apostas reais para as próximas estações.

Clique em leia mais para carregar o restante do post  Leia mais

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

27 de set 2016

Sabe aquele mini ataque cardíaco que temos ao começar um filme de terror que diz ser baseado em fatos reais? E conforme o filme vai rolando você fica tentando descobrir qual parte ali foi verdade, porque se for mesmo, o monstro pode vir te pegar, hahaha. Sabendo do efeito que essa frase causa nas pessoas, cada vez mais filmes a carregam e nem sempre a história realmente aconteceu. Separei alguns filmes, os mais recentes, conhecidos e que lembrei de cabeça.

Contatos imediatos de 4º grau

Demorei para ver esse filme, justamente pelo medo que as pessoas me colocaram e talvez por ter esperado alguns anos e aprendido umas coisas sobre vídeo, não acreditei na veracidade do mesmo. Quando o filme começa, a primeira cena é, na verdade, a atriz Mila Jovovich – Sim, a atriz, que já era bem famosa na época, dizendo que aquela história era baseada em fatos reais, que haviam provas documentadas e estatísticas. Durante o decorrer do filme, muitas vezes a tela se divide para mostrar a cena do filme e a tal evidência documentada.

A cidade Nome, no Alasca, onde eles dizem ter acontecido a história e a cidade que aparece nas imagens no filme, nem é a mesma. Nome é cercada por neve (Hello, Alasca) e teve casos de desaparecimentos, geralmente de viajantes, o que fez famílias se preocuparem que houvesse um serial killer a solta. E as pessoas que aparecem da filmagem “real” no filme, que eu já tinha achado muito bem enquadradas para serem verdadeiras, são atores, depois de um tempo apareceram no imdb e tudo, ou seja, tudo falso. Mas não quer dizer que os alienígenas não existam, só acho que se eles realmente vierem pra cá, estamos perdidos de vez.

A bruxa de Blair

Acho que da Bruxa de Blair todo mundo sabe, mas já que lançou o segundo filme, vamos reforçar. A história do filme não é real, ainda que os diretores tenham criado um background histórico super convincente, sobre uma mulher acusada de tirar sangue de crianças, crianças desaparecidas e equipes de resgate mortas ao tentar encontra-las. O filme parece tão real porque foi filmado em primeira pessoa, pelos próprios atores, que praticamente improvisaram as cenas e falas. Ele foi gravado em 8 dias em um parque estadual em Maryland, os três atores realmente dormiram lá e durante a noite a produção do filme os assustava de verdade. E criaram um site, na época que a internet mal existia, que acabou divulgando.

Os estranhos

Quando perguntado a respeito o diretor do filme disse que se inspirou em casos em que pessoas tocam a campainha de casas e no caso de não haver ninguém, furtam a casa, ou seja, não existe uma história de terror ou semelhante de serial killer em que o filme tenha se baseado.

Possessão

Apesar de bem simples e assustador, a história do filme não aconteceu, a única coisa de real é que as caixas que guardam Dybbuks realmente existem, espalhadas pelo mundo.

Bom gente, é isso, se souberem de mais algum filme, me contem. :D

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

23 de set 2016

Esse é o look mais adulto que já usei e o mais adulta que já me senti numa roupa. Então começo a pensar se foi realmente a roupa ou meu estado de espirito que mudou.
Sempre encarei virar adulta como algo chato, uma das coisas que evitava, sempre achei que havia parado nos 17 mentalmente, mas o senso de responsabilidade, maturidade, que sinto hoje sempre me acompanhou, só agora o entendo.
Virar adulta não me impede de gostar das coisas que eu gostava na adolescência ou de ter a ingenuidade de uma criança, agrega mais coisas do que subtrai. Me sinto um pouco mais livre, mais do mundo e mais de mim mesma. carla_setembro_2016-33 carla_setembro_2016-35Vou parar de poetizar meu look agora, hahaha. Essas fotos foram tiradas pela Karly quando fomos a Liberdade, o clima estava ameno, um dos poucos dias do ano em que eu não precisei sair de casa com um casaco (claro que no dia seguinte, ficou frio pra caramba), sai também sem bolsa, deixei na casa da Ana que mora ali perto, o que torna esse look ainda mais simples. carla_setembro_2016-38 Mal sei expressar o quanto estou apaixonada por essa calça, ela é tão confortável. Assim como a calça jagger do look passado, a pantacourt causa polêmica, muita gente ainda pensa que ela não fica boa em todo mundo, que ela é estranha, que parece um modelo masculino na região pélvica. Pois bem, essa pessoa costumava ser eu, mas estou feliz em dizer que me libertei do que os outros podem pensar a respeito do que eu visto se eu estou feliz enquanto vestida. carla_setembro_2016-32 Essa calça sozinha já passa um ar sofisticado, sempre vejo looks com salto fino, mas gosto de brincar misturando os estilos, usaria até com tênis. Como no dia pensei no conforto, escolhi a Grunge novamente. carla_setembro_2016-36carla_setembro_2016-40carla_setembro_2016-37

Cropped e Pantacourt: Renner Sapato: Melissa Batom: QDB Óculos: Acervo da Karly

As fotos foram clicadas pela Karly, se você for de Aracaju e quiser um ensaio, chama ela por inbox pra conversar. :D

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 1 de 18712345... 187››
 
ir ao topo