07 de out 2014

Olá, vamos para o segundo 6 on 6 do projeto, esse foi particularmente divertido!
Na hora de escolher o tema não queria ser clichê, afinal Outubro tem o dia das crianças e o Halloween, resolvemos juntar os dois temas. E é por causa disso que as fotos desse mês são tão soturnas, sei que ás vezes eu assusto vocês quando apareço com coisas assim por aqui, mas encarem como uma coisa divertida e não mórbida, afinal, é Halloween.

As fotos vão retratar os medos que tínhamos quando éramos crianças (me estendi um pouco até a adolescência para ter mais opções). Let’s go!

Peguei minha boneca cheia de pó, do jeito que eu encontrei na garagem (Eu sei, eu sei, Toy Story, mancada) para tirar essa foto. Sempre tive medo que meus brinquedos criassem vida a noite e me atacassem.

O grito – Morro de medo desse filme e desde que assisti, com 12/13 anos não superei.

Principalmente, a cena que a mulher vem por baixo da coberta.

E.T. – Morria de medo de invasão alienígena quando pequena, por causa disso tinha pesadelos terríveis.

Quem nunca teve pesadelo com psicopatas? Hahaha, sim, pesadelos variados na infância.

A noite os objetos do meu quarto se transformavam em monstros e pessoas prontas para me atacar. Essa sombra na foto, que lembra um dementador, é o meu cabideiro.

Espero que vocês tenham gostado, visitem também as outras participantes do projeto:

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

06 de out 2014

Oi, essa é a sexta edição dos Looks Ilustrados! (Para entender e ver os outros looks, clique)

Consegui me organizar melhor em relação as escolhidas, desde o último post e por enquanto tenho uma listinha. Ainda assim, continuem enviando indicações, serão bem aceitas. <3
Ambos os looks de hoje são os primeiros que cada uma fez para seus respectivos blogs, espero que esses desenhos sirvam de inspiração para que mais venham. ;)
O primeiro look é da Gabriela Orlandin do Fluffy, o blog dela é um amor, passo sempre por lá e só recentemente percebi que nascemos no mesmo dia, hahaha (1º de Julho, mas com dois anos de diferença). Muito obrigada por enviar seu look e espero ver muito mais no Fluffy.

Referência: aqui.
O segundo look escolhido é da Talita Lopes do Cereja rocks. Só de entrar no blog para ficar encantada com o layout, fotografias, lojinha e a personalidade da dona. :)
Referência: aqui
Espero que tenham gostado! Em breve teremos novidades no blog, estou muito muito muito ansiosa, mas ainda não vou falar quais serão, shiu!ps: Se vocês clicaram na referência do look da Gabi, perceberam que ela fez um post lindo, todo cheio de amor, sobre os looks, muito obrigada novamente, foi honra aparecer no Fluffy! *—–*

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

04 de out 2014

ifistay

Assisti o ‘Se eu ficar (If i stay)’ antes de ler o livro, talvez isso tenha influenciado na minha opinião, mas essa foi uma das poucas vezes, que eu gostei tanto do filme quanto do livro. Vou mostrar o trailer, a sinopse do livro e a minha opinião, para ver se vocês se interessam.

Livro: Se eu ficar (If i stay)

Autor: Gayle Forman

Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581635415
Número de páginas: 224

Sinopse: Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir aos esforços dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera… e o seu amor luta para ficar ao seu lado. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas.

Trailer:

Se você ainda não leu o livro ou viu o filme pode ficar tranquilo, não vou revelar mais do que o próprio trailer do filme revela, afinal o grande conflito da história é: Ela vai ficar ou não?
Li pelo Kindle a versão digital e apesar de não poder fazer considerações sobre o formato físico, uma coisa eu posso afirmar:
Esse não é o tipo de livro que você se perde e precisa voltar páginas, para entender o que está acontecendo. Você fica tão absorto enquanto Mia relata pequenos momentos de sua vida, que nos liga a sua família, de forma que ela passa a ser um pouco nossa (Se eu pudesse adotaria seus pais e irmão).
Para quem gosta de instrumentos músicais, no livro Mia descreve diversas vezes como se sente ao tocar e ouvir, cita obras diversas e termos técnicos com o que nem todo mundo está familiarizado. Como podem ver no trailer o instrumento músical que ela toca é o violoncelo, meu favorito. <3

No filme a relação dela com o namorado é mais conturbada que no livro, imagino que foi uma forma de criar mais conflitos para a história, fiquei feliz em não lê-los no livro. Há também uma amenização do acidente, a parte mais chocante da história, as cenas do filme são mais suaves.

Você teria motivos o bastante para querer ficar?
O romance do filme não tem o mimimi cansativo que outros filmes teriam, o foco não é esse.
Ambos, filme e livro, são muito emocionantes, chorei demais com as situações. É fácil se colocar no lugar de Mia, pensar na sua vida virando de pernas para o ar e se imaginar perdendo tudo de uma hora para outra. Isso sempre nos faz pensar nas reclamações bobas do dia a dia e que deveriamos dar mais valor a cada momento com as pessoas de quem gostamos.

Muito surpresa, descobri ao final um capítulo para o próximo livro da série, pois é, eu nem sabia que os livros eram uma série, o nome do segundo livro é “Para onde ela foi” e já está em pré-venda.

Caso queiram comprar o livro, está com desconto no submarino.
E ai, gostou? Já leu/assistiu ‘Se eu ficar’?

Esse post não foi patrocinado

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 7 de 812345678
 
ir ao topo