28 de jan 2015

Oi, juntei toda a minha coragem de andar nesse calor e minha careta de sol para voltar ao Recife Antigo, como disse no último post. Esse foi o look que usei no dia, meu cabelo ainda possuía o azul mágia (rimou feio, rimou rude).

Aproveitei que minha mãe foi procurar manga na roça para escrever esse post, alias, estou viciada em mangas congeladas, fato que eu contei num vídeo que nunca irá ao ar, pois descobri que sou incapaz de sorrir com esse clima, ele levou todo o meu humor (e o que tinha de bom no meu cabelo) e se eu não sair daqui rápido, sugara a minha alma.

Recife Antigo

Rua colorida lindimais

Essa rua é muito linda, os tons das casas se combinam. <3

Eita, um C gigante

foto clichê e desnecessária :D

E dessa vez consegui ilustrar meu próprio look (Ideia que a Suelen deu logo no primeiro que eu fiz), ignorem a cara de sofrida da Carla desenho.

Look Recife

Vestido:  C&A
Bolsa: Renner
Sapatilha: Pink Connection (Dafiti)
Colar: Ebay
Óculos: Mãe
No cabelo: Koleston Hard Colors – Ecxtasy Blue

 

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

27 de jan 2015
Marco Zero

Deste marco partem as distâncias para todas as terras de Pernambuco

O Marco localiza-se na praça Rio Branco, no bairro do Recife (Conhecido como “Recife antigo”), que é cheio de prédios históricos e coloridos. Voltei no Marco Zero duas vezes, no dia em que encontrei as meninas e no seguinte, por motivos de: Fotos insuficientes.

Marco Zero vista

Recife

O pessoal gosta de tirar fotos dentro do nome.

Recife Antigo

Caixa Cultural e prédios coloridos

Funko pop

Depois de me espancar mentalmente por ter esquecido de tirar uma foto com a Alice do topo da Sé em Olinda, tirei essa dela no Marco Zero <3
Tirei muitas fotos dos prédios no Recife antigo, mas vou poupá-las para o post de Arquitetura do Lente Criativa – Fevereiro, aguardem…

Recife antigo

Momento “Omg, quero essa bicicleta”

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

26 de jan 2015

Vou contar um segredo para vocês. A maioria dos meus títulos dos posts não sou eu que invento. Pois é, gente, a criatividade nunca está comigo. Para isso, eu sempre comento com um amigo (beijos, Jeff) sobre determinado tema e os filmes que escolhi e peço pra ele me ajudar com o título. Em dois minutos ele vai e boom, título pronto! Talvez aqui vocês não liguem muito pros títulos, mas aí fiquei pensando em títulos de filmes. Tem tantos por aí que fico imaginando se a pessoa que inventou o “brilhante” nome tivesse um Jeff na vida dela, sério, evitaria muita gafe por aí.

A lista é vasta, eu sei, eu sei. Selecionei os que mais me deixam angustiada, mas essa é a minha opinião. Quero saber de vocês, digam nos comentários!

O primeiro dessa lista, pra mim, é O Galinho Chicken Little, 2005, independente de eu achar esse filme ruim, que título é esse? O título original é Chicken Little e aí a tradução seria somente galinho. SOMENTE. O propósito de traduzir é pra trocar uma língua por outra. NÃO DEIXAR AS DUAS. Galinho chicken little é um pleonasmo!!!! É como “menina feminina”, sabe? Ou, pior “garota girl”. Nem vou falar da sinopse do filme, fiquem só com o título.

Vou fazer uma pequena homenagem aqui e lembrar da Brittany Murphy que, para quem não sabe, faleceu em 2009. Um dos filmes pelo qual ela foi lembrada foi Uptown Girls, 2003, junto com a Dakota Fanning. O filme é uma comédia, tem uma moral bacaninha e serve bem o propósito de sessão da tarde. Mas e o título? Grande menina, pequena mulher. Eu me perco. Sério. Toda hora penso que é pequena menina, grande mulher, ou inverto a ordem, é uma confusão! Fora que você entende que a Brittany é imatura e a menina super responsável, mas pequena? A gente pensa em uma anã! (Coloquei o trailer para vocês matarem a saudade da Brittany!)

 

 

Nessa mesma vibe de título comprido e facilmente trocável, temos Noivo neurótico, noiva nervosa. Calma, deixa eu checar se é isso mesmo. *pausa* Ah, ok. O título original é Annie Hall, nome da personagem, de forma que não é necessário trocar o título! Mas não, eles quiseram caracterizar mais os protagonistas nesse título confusão.

Nessa lista desastrosa, ainda acrescento As Patricinhas de Bervely, eu particularmente odeio essa associação de patricinhas com ricas mimadas e esnobes, pega mal, sabe? Mas alguém parou para pensar que o nome original do filme é Clueless? Algo do tipo “sem noção” (pois é, gente, sem noção mesmo).

E por último, mas não menos bizarro, é Idas e vindas de amor. Gente, como puderam estragar essa tradução? O original é Valentine’s day. Custa deixar só “Dia dos namorados”? Não seria o título mais clichê do cinema! e com certeza seria melhor!

É isso aí, gente! Comentem muito aqui embaixo porque sei que vocês têm na cabeça outras traduções ruins! Ah, preciso avisar que vou demorar pra voltar aqui, mas calma, não vou sumir! Eu vou preparar um super post para a terça que antecede o Oscar, podem esperar! Vou assistir aos filmes e contar um pouco para vocês minhas expectativas e quais filmes recomendo! Me esperem.

Até lá, pessoal! Beijos!

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 2 de 812345678
 
ir ao topo