20 de ago 2015

trocolikes

Ok, esse post é importante! Não só para fazer com que seu blog cresça, mas para que ele cresça sem que você precise ser chato pra caramba. Não seje spamzero.

O que é Spam?
Spam é um termo de origem inglesa cujo significado designa uma mensagem eletrônica recebida mas não solicitada pelo usuário.

Fazer spam é muito chato, as vezes quando as pessoas estão começando não percebem como o desespero é irritante, então vou listar algumas formas mega irritantes de spam geralmente feitos por pessoas de blogs e lojas iniciantes:

  • Por inbox no facebook, dm no twitter e outras redes;
  • Marcações no facebook e twitter;
  • Nos comentários de postagens no facebook;
  • Nos comentários de fotos no instagram;
  • Nos comentários de vídeos do youtube;
  • Janelas do Whats, etc.

Uma coisa é avisar que tem post novo no seu blog, que você lançou algum conteúdo que pode interessar as pessoas, outra é obrigar as pessoas a responderem e irem conferir o seu conteúdo. É extremamente irritante.

Uma coisa muito importante: Ter noção da realidade e senso comum.

Divulgação entre amigos/companheiros de trabalho, escola, faculdade.

Muita gente não divulga o conteúdo que produz no próprio perfil, as vezes por vergonha, as vezes porque pensa que as pessoas conhecidas não se interessariam, o que pode ser um erro. Essa pessoas também consomem conteúdo da internet, porque não o seu? Elas podem te ajudar bastante no começo.

Divulgação em grupos

Também pode acontecer o contrário, algumas pessoas só divulgam para as pessoas conhecidas e esquecem de mostrar pro resto do mundo seus posts lindos, feitos com tanto carinho. :D

Há muitos grupos de divulgação do facebook, alguns deles tem uma interação bacana e trazem muito  mais gente para olhar as postagens, do que os em que você simplesmente vai lá e joga o link.

Comentários em outros blogs

Quando se busca aumentar o público do blog, o mais importante não é o número de curtidas, como algumas pessoas e lojas pensam erroneamente. O público apresenta muito mais retorno e interação.

Comentar em outros blogs ajuda muito nesse ponto, pois não só a pessoa que é dona, mas também o público dela, pode se interessar pela forma como você interage e visitar o seu blog.

Adendo: Comentar e deixar o seu link não significa colocar todos os link da sua vida, como: youtube, blog, twitter, instagram, fanpage, pinterest, tumblr, email… Uma linha de assunto e 10 links não constam ponto positivo pra você com ninguém.

Dica: Geralmente blogs que tem a opção de adicionar nome/link/email no formulário de comentários, já deixam o seu nome clicável redirecionando direto para o blog.

Produção de conteúdo de interesse geral

Buscar conteúdo de interesse a muitas pessoas, como por exemplo tutoriais, DIY (Do it Yourself), posts de viagens, freebies, etc, costumam atrair mais atenção. Eu quero dizer com isso que várias pessoas podem encontrá-los sem nem mesmo conhecer seu blog anteriormente, nas pesquisas do google, por exemplo.

Produção de conteúdo exclusivo e relevante

Produzir o próprio conteúdo conta vários pontos, não é muito legal visitar um blog e ter a impressão que você já leu aquele post. Tente imprimir a sua personalidade nas postagens, o seu jeito, nem sempre escrever formalmente o tempo todo é o ideal, depende da pegada do blog.

Pense se você gostaria de ler sobre aquele assunto em algum blog, se você iria gostar daquele conteúdo visualmente, o que você comentária, se coloque no lugar do leitor. Seu público pode ser um reflexo seu.

Se puder produza suas próprias fotos, se não, busque fotografias de uso livre (esse post pode ajudar). O mesmo para gifs e ilustrações, sempre produza ou use as livres (desde que você coloque os créditos a pessoa que fez).

Sorteios

Apesar de ter grande alcance, não são o melhor meio de divulgação, mais pessoas terem acesso ao seu trabalho, mas muitas delas só estão interessadas no prêmio e se tornam “números fantasmas” em nossas redes.

Interação

Sua interação em redes sociais pode te trazer leitores/seguidores também. Conheci muitas pessoas em grupos de interação, que tenho um super carinho. Acesso o blog delas e sei que elas acessam o meu.

O mais legal disso tudo é que essa relação não é forçada, não é um troca de acessos por puro interesse, nós nos gostamos e respeitamos o trabalho um dos outros, são os melhores leitores fieis.

O que é leitor fiel? 

É aquele que volta, que está sempre acessando, comentando e curtindo as postagens, principalmente os que interagem com as publicações.

Ter uma relação mais próxima com os leitores ajuda muito a torná-lo fiel, as vezes as pessoas se identificam com você a ponto de quererem se tornar amigas. Quem nunca se sentiu assim a respeito de alguém que acompanha?  Eu sempre.

Dica: O snapchat ajuda bastante nisso!

Espero que tenham gostado do post e que ele ajude vocês. Caso tenha esquecido algo, me lembrem nos comentários que adiciono depois. Beijo.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

18 de ago 2015

Sr. Mostarda, com o revólver na cozinha!

Olá, pessoal,

Desde criança fui fã de jogos de tabuleiros e não posso deixar de mencionar o clássico Detetive. É um dos meus favoritos e consegui criar uma técnica muito ninja para jogar, já que sempre jogava com pessoas sete anos mais velhas que eu (ou até mais). Tive a versão clássica e também a versão com mais participantes que lançaram depois.

Com isso, fiquei intrigadíssima com o filme. Aqui no Brasil se chama Os Sete Suspeitos e foi lançado em 1985. O elenco era promissor: Tim Curry e, principalmente, Christopher Lloyd. A personagem de Tim Curry é original e não contém no jogo, ele é o mordomo que, praticamente, narra a história. O filme mostra o Sr. Pessoa antes de sua morte, ao contrário do jogo, e outros personagens secundários para adicionar mais mortes à história. Temos a empregada, a cozinheira, o cara que pediu para usar o telefone, o guarda. Todos eles só servem para nos divertir com cenas engraçadíssimas, mas a história continua se concentrando em quem matou o Sr. Pessoa.

O mordomo reúne todos os convidados em uma sala e declara que o Sr. Pessoa está chantageando cada um deles. Com raiva, o Sr. Pessoa sugere que alguém mate o mordomo com as armas que estão, aleatoriamente, na sala. Ao apagar a luz, quem aparece morto é o próprio Sr. Pessoa. Essa parte é genial porque funciona como no jogo, já que todos estão na sala com todas as armas disponíveis, só o lugar que não pode ser alterado.

Em compensação, há as passagens secretas da cozinha para a sala de estar, por exemplo, que achei sensacional! Um quê do jogo que conseguiram colocar no filme. Não explora muito as personagens/suspeitos, mas não deixaram sem sentido, pois conseguiram dar motivo para todos quererem matar o Sr. Pessoa.

Embora a personagem do Tim Curry não exista no jogo, ele é engraçadíssimo e se torna essencial ao filme. Talvez seja pelo brilhantismo do Curry, mas acho que era necessária uma espécie de narrador mesmo. É ele que conduz a história e ele que ‘desvenda’ o final.

Aliás, o final é outro espetáculo. Não vou dar spoiler, mas o filme em si dá três possibilidades de final, todos condizentes e muito bem criados.

Sobretudo, o filme é uma comédia e é isso que o deixa tão sensacional. Quem não ri quando joga Detetive? Assistir ao filme também dá a mesma sensação. “Você estava com a corda!”, “não, mas pegaram de mim”. Ao final, tem a famosa frase que todo mundo deve dizer ao jogar “Fui eu, com o revolver, na sala de estar”. É simplesmente sensacional.

O filme é um presente para todo amante do jogo e dá uma vontade enorme de voltar a jogar. Só sei que irei, o mais rápido possível, reunir meus amigos para jogar e relembrar uma ótima época da minha infância.

Até a próxima, pessoal!

Beijos!

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

17 de ago 2015


E lá vem a louca das séries atacando novamente, essas são as últimas séries que assisti desesperadamente nas últimas duas semanas.

Castle


 
Comecei a ver a série a dois dias e já estou na segunda temporada. Ela parece até ser curta pelo jeito que é contada, apesar de ter 23 epis por temporada. Logo de cara me perguntei o que a Mônica Iozzi (vídeo show/ex cqc) estava fazendo ali, ela se parece muito com a atriz protagonista Stana Katic. Eu gostei bastante da série, me senti meio fangirl, imagina se seu autor favorito começasse a trabalhar com você e resolvesse te usar como musa inspiradora para um novo livro?
A série é engraçadinha, me ganhou pelo trailer.

The whispers


 
Pra começar eu não vejo series de alien, porque metade não consigo ver sentido e a outra me faz morrer de medo. Desde pequeno tenho medinho de alien e melhor não mexer, hahaha. Mas comecei a ver propaganda de The whispers em toda parte e resolvi dar uma chance por causa da atriz protagonista, lembram dela? Lily Rabe, que fez a freira danada/possuída de American Horror Story.
Reparei uma certa semelhança com o filme Dark Skies, mas a série foi baseada no conto Zero Hour – de Ray Bradbur e produzida por Steven Spielberg. Começa parecendo ser de fantasma ou possessão, depois de um tempo (uns 7 epis) fica meio ghost busters, mas vale a pena assistir. Gostei do clima.

Blindspot


 
Finalmente essa série estreou, eu estava na espera desde o começo do ano, até já indiquei em outro post (aqui). Só vi o piloto até agora, que condiz bem com o trailer, ainda não me decepcionou, vim convidar para assistirem comigo. :)

Murder in the first


 
Como estou sempre procurando séries policiais para ver, cai nessa sem querer e dei de cara com Tom Felton (O Draco, de Harry Potter). Gostei bastante da série, assisti em dois dias as duas temporadas – o que já não chega a ser um desafio, faço muito isso, hahaha.

Lucifer


 
Essa é outra serie que eu estava esperando. E se o demônio resolvesse tirar umas ferias?
Lembra um pouco Constantine (que foi cancelada, mas ainda não assisti), só que o contrário. .-.
Acabou de lançar, então só vi o piloto, mas o sotaque britânico do Lucifer já me ganhou e vou continuar acompanhando.

Fear The walking dead


 
Todos os fans de The walking dead já estão sabendo do spin of da série. Mas tive que citar porque estou empolgada. Estréia dia 23 de Agosto e vocês já viram que o Ator que fez o Ton Riddle (Harry Potter 6) está na série?

Bom, por enquanto é só, se quiserem recomendar alguma série, deixe nos comentários!

Se ainda não viu os outros posts sobre séries, clique aqui.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 3 de 71234567
 
ir ao topo