07 de out 2015

Finalmente fiz meu vídeo lendo o que as pessoas costumam jogar no google para encontrar o blog, hahaha. Espero que gostem e se querem encontrar essas informações, clique aqui, esse post explica.

Se inscreva no canal para não perder nenhum vídeo!

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

06 de out 2015

Olá, pessoal!

Hoje vim falar sobre moda e em como você, mulher, deve se vestir. Sabe aquele vestido curto? Então, jogue fora igual aquelas pessoas fazem em O Esquadrão da Moda (nem sei se ainda passa). MEU DEUS, NÃO! Só de escrever duas linhas disso já me revoltei. ‘bora vestir o que quisermos!

Brincadeiras à parte, hoje o post é sobre filmes que abordam o mundo e sobre aquelas pessoas que vivem acerca da moda.

Cinderela em Paris

Embora a Andrey Hepburn tenha virado o ícone da moda que é hoje graças ao Bonequinha de Luxo, escolhi o Cinderela em Paris, de 1957, porque é explicitamente sobre o tema. Fred Astaire é um fotógrafo de moda à procura de um novo símbolo para uma revista. Durante um ensaio fotográfico, ele vê o rosto da personagem de Audrey Hepburn e logo a pede para ser sua modelo. Ela não aceita muito bem a ideia por ser uma simples balconista, mas após alguma insistência, ela concorda em ir à Paris para fotografar. O filme é uma delícia para assistir, gente. Audrey Hepburn como sempre esbanjando fineza e o Fred Astaire tá fantástico também!

Sex and the City

Creio que depois de seis temporadas de Sex and the City, qualquer comentário sobre a história é desnecessário. O filme é de 2008 e se passa após a série, ele continua no ponto de vista da escritora de moda Carrie Bradshaw que, junto com suas amigas tão bem conhecidas, Samantha, Charlotte e Miranda, ainda tem muitas aventuras para contar envolvendo homens, todas sempre vestidas com as melhores roupas. Eu acompanhei pouco a série, mas sempre me divertia muito. O filme é bonito visualmente e tem uma mensagem super legal sobre amizades.

Brüno

Vamos às polêmicas! Vocês conhecem o Sacha Baron Cohen? Ele ficou famoso como Borat! Em 2009, ele incorporou (para dizer o mínimo) um apresentador sobre moda, Brüno. Ele almeja ser famoso e, para isso, viaja ao redor do mundo, claro, sempre fazendo suas críticas sociais com uma grande pitada de humor. Tem pessoas que não gostam do humor escrachado do Sacha, eu adoro!

Os Delírios de Consumo de Becky Bloom

Há em todos nós um pouco de Becky Bloom, acreditem! Os Delírios de Consumo de Becky Bloom é de 2009 e é baseado no primeiro livro da série da Sophie Kinsella, que aliás, estava no Brasil recentemente. Becky é uma jornalista que almeja trabalhar em uma revista de moda e é obcecada por compras, mas seu vício chega no limite diversas vezes. Ela mente para um cara, interpretado pelo britânico Hugh Dancy, para conseguir comprar uma encharpe! Eu confesso que fico com muita raiva das mentiras e extrapolações que a Becky faz para comprar alguma coisa, mas é divertido de assistir. Só tomem cuidado para não se inspirarem nela, gente!

Yves Saint Laurent

Um filme mais recente, de 2014, Yes Saint Laurent retrata a biografia do estilista de mesmo nome. O filme se passa em 1957, quando Yves se junta com seu namorado Pierre Bergè e criam a grife. Ele em si tinha muitos problemas internos, mas mesmo assim conseguiu revolucionar o mundo da moda. Ano passado estavam comentando bastante sobre esse filme e a atuação do francês Pierre Niney no papel de Yves, vale a pena conferir!

Eu não gosto de repetir filmes nos meus posts aqui no blog, mas não poderia deixar de comentar sobre Coco antes de Chanel, de 2008, que tem Audrey Tatou no papel da estilista. Para quem quer saber um pouco mais, confere nesse post sobre mulheres aqui. Também não poderia deixar de fora O Diabo Veste Prada, de 2006, onde a personagem da Anne Hathaway começa a trabalhar em uma revista de moda. Tenho certeza que vocês conhecem esse filme, mas caso queiram ver o post que falei dele, o link é este.

É isso, pessoal!

Os profissionais do meio são respeitadíssimos assim como em qualquer outra profissão. É escolha nossa aderir ou não as tendências da moda. Não esqueçam que o mais importante é se sentir confortável com a roupa que está usando, sem se importar com julgamentos alheios.

Um beijo e até a próxima!

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

05 de out 2015

Oi oi, como vocês estão?

Hoje o post é cabelístico, vou contar um pouco mais sobre a tinta que estou usando no cabelo agora. A Creative Crazy Colors, da Alfaparf!

A primeira coisa que vocês tem que saber é que não é tonalizante, é tinta mesmo e apesar de dizer ‘Coloração temporária’, o negócio pega tão direito, mas tão direito que é bem difícil conseguir tirar (Quem ai acompanhou o drama da Rê Vitrola com os cabelos azuis? hahaha).

Depois da primeira aplicação, ainda sobrou tudo isso ai.

Amei a embalagem. O aplicador pump é excelente, pela primeira vez não fiz sujeita ao aplicar. Nessa embalagem vem o folheto explicativo e duas luvas. A tinta tem um cheiro de chiclete sensacional, a cor é meio cintilante e a consistência de creme, que me fez achar que não ia funcionar. Não poderia estar mais enganada, pigmentou muito bem.

Eu estou na terceira semana pós aplicação e mesmo lavando 4 vezes por semana, a cor é quase a mesma. Desbotou pouquíssimo.
A cor que escolhi foi a Ice Green, que é aquele verde maravilhoso que ninguém consegue decidir se é verde ou azul, verde azulado, verde água, azul turqueza, enfim. O problema é que essa cor é difícil para ficar certa, não consegui descolorir o cabelo por igual o bastante para acertar o tom, mas ainda assim, ficou um verde bonito.

Primeira lavagem

IMG_9226

Duas semanas depois – 5ª lavagem

Dessa vez para a descoloração usei Ox volume 10, que demora mais, mas é menos agressiva, não causa tanto dano. Uma dica é, misture com o pó, proporção 1×1, aplique no cabelo, deixe agir por um tempo e aplique uma nova mistura por cima, deixando agir novamente. Fica bem mais claro.

Use pó azul também, para tirar o aspecto amarelado.

Vocês vivem pedindo para que eu mostre o processo, provavelmente vou fazer um vídeo para o canal assim que der, paciência comigo.

Eu paguei R$21,00 na Ikesaki da Liberdade

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 6 de 71234567
 
ir ao topo