09 de fev 2016

Olá, pessoal,

And the Oscar goes to… white people! A temporada do Oscar começou (estou preparando o post especial para isso) e acredito que muitos de vocês têm acompanhado a polêmica por não ter indicados negros nessa edição. Por causa disso, decidi fazer um post com as (poucas) mulheres negras que ganharam a estatueta ao longo dos anos.

A Última Ceia

Começo com A Última Ceia, filme que rendeu o Oscar para Halle Berry em 2001. Halle é a esposa de um prisioneiro que foi condenado à morte e que eventualmente se relaciona com um cara, até então racista, que trabalha na prisão. A atuação da Halle tá fantástica, embora o filme seja um pouco “esquecível”. Esse prêmio foi muito importante porque Halle foi a primeira negra a ganhar na categoria de melhor atriz. Aliás, ainda é, já que as outras que mencionarei abaixo ganharam por atriz coadjuvante.

Dreamgils – Em busca de um sonho

A foto não é do filme, mas não achei uma de boa qualidade

Musical com a Beyoncé, mas não é ela a diva do filme. Dreamgirls, de 2006, acompanha um trio de cantoras que iniciam a carreira com a ajuda de Curtis, interpretado por Jamie Foxx. Elas começam a fazer sucesso, mas a personagem da Beyoncé começa a ganhar destaque pela sua beleza, embora quem tenha a voz mais potente seja a Effie, interpretada pela Jennifer Hudson. E é nela que temos que prestar atenção no filme. Seus solos são fantásticos, quem tiver curiosidade, procurem “I’m changing” no youtube.

Histórias Cruzadas

Histórias Cruzadas, de 2011, emociona. Octavia Spencer ganhou o Oscar interpretando uma “the help”, uma mistura de empregada e babá. Seu prêmio foi de atriz coadjuvante porque o foco do filme na verdade é na Emma Stone, que começa a entrevistar mulheres negras que trabalham como the help, o que conturba toda a sociedade local. Não posso deixar de mencionar que a interpretação da Viola Davis também é de se aplaudir.

12 anos de escravidão

Já comecei sobre esse filme aqui no post sobre Consciência negra (acessem aqui), e repetirei o que disse lá: a atuação da Lupita Nyong’o é surreal! Dói! Ela interpreta Patsey, uma escrava da personagem do Michael Fassbender e gente, a relação deles é odiosa no filme, mas esplêndida em questão de atuação. A cena em que ela apanha por um sabonete é única em todo o cinema. Esse filme merece ser visto por questões históricas, mas também pelas belas atuações. Quem não viu, veja o mais rápido possível!

Preciosa

Preciosa, de 2010, retrata a história de Claireece, mais conhecida como Preciosa, uma adolescente de 16 anos que é violentada pelo pai, abusada pela mãe, e que tem um filho portador de síndrome de down. Quando ela engravida pela segunda vez, ela recebe a oportunidade de melhorar de vida. A história da Preciosa é sofrida e sua mãe, interpretada pela Mo’nique, arrasa na interpretação como uma das piores mães da história, sério, ela joga uma televisão na filha. O filme é fantástico e é a  minha indicação desse post!

É importante refletir que não faltam mulheres negras talentosas, faltam oportunidade para elas. Essa lista não vai aumentar esse ano, mas a visibilidade das minorias está crescendo: tenho esperança. Daqui duas semanas, comento sobre o Oscar. Aguardem!

Beijos e até a próxima!

 

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

 
Comentários publicados somente após a aprovação.
  • Rebeca Stiago

    09 de fev de 2016

    Geeeente! Se a Lupita do 12 anos de escravidao nao ganhasse o oscar ne? PARA TUDO QUE TA ERRADO! Eu acho assim, ta errado porque permitem que continuem.. Se bem que esse ano, acho que, que eh o ano onde mais ta se falando sobre isso.. Tem ate os atores negros querendo boicotar e tal.. Mas sabe talvez agora seja o comeco de mais uma luta contra.. uma luta tardia.. mas que comecou. esses dias vi uma foto de todos os ganhadores de cima e a legenda era algo como “olhem que foto branca”.. Ok, a legenda tambem era bem maldosa, mas nao deixa de ser verdade.. enfim.. Me empolguei aqui no comentario, foi mal.. HAHAHAHA Beeeeeijos

    Responder

    Pate Akemi responde:

    fevereiro 21st, 2016

    Tem que se empolgar com essa luta mesmo, haha. Realmente, esse é o ano que mais estão comentando e tá tudo lindo. Espero que isso sirva pros próximos anos! :D
    beijos!

 
ir ao topo