30 de set 2016

Oi gente, vocês se lembram do vídeo em que contei para vocês que estava deixando as unhas crescerem? (esse aqui) Então, elas cresceram e tive que avaliar qual o melhor formato de unha para fortalecer minhas unhas, pois são muito dobráveis.


Fiz uma ilustra para mostrar os formatos de unhas mais usados atualmente:
unaahs
Espero que tenham gostado, o esmalte na foto é o garota da capa da Avon.
unhas-stiletto
Se inscreva no canal para não perder nenhum vídeo! <3

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

28 de set 2016

Baixe o Wallpaper da Carly com o Arnold: Normal | HD

A primavera chegou, trazendo com ela flores, inspiração e a IV Seleção de correspondentes Kipling. Confesso que desde que a seleção foi anunciada estou ansiosíssima planejando o post e como  compartilho tudo com vocês, nada mais justo. Dessa vez não serão escolhidas correspondentes por região, mas sim por ocasião de uso: Work, Everyday, Travel e Shoes. Adivinhem o que a Carla, colorida, louca das bolsas, escolheu, exatamente, a linha Everyday. :D

Conheci a Kipling ainda na pré-adolescência, na época em que o macaquinho virou moda, a ponto de camelôs venderem chaveiros imitação. Eu ainda não tinha internet, mas fuçava catálogos de lojas e recortava as bolsas e estojos, para montar nos meus desenhos. Apesar de sonhar com as bolsas, principalmente o modelo fundamental, nunca pude investir em uma e o contato mais próximo que tive com a marca foi pela Patê (Bff e Colaboradora aqui do blog) que tinha e ainda tem algumas bolsas. Quem conhece a Kipling sabe como é característico uma bolsa acompanhar todo o período escolar e sobreviver para contar a história, um verdadeiro desafio, super resistentes.

kipling1

Como sou canceriana, minha vida inteira tem que caber na bolsa, pois o apego é grande e gosto de estar sempre preparada, o que torna os vários compartimentos das bolsas da Kipling perfeitos para o dia a dia.

Eu acompanho a Melina Souza, do blog Serendipity, e também o blog da Kipling, que sempre apresenta as novidades maravilindas da marca com tanto cuidado, mas fiz questão de ir a uma das lojas, para conhecer melhor os produtos novos e suas características para apresentar a vocês. Escolhi meus produtos e cores favoritas, minhas apostas reais para as próximas estações.

Clique em leia mais para carregar o restante do post  Leia mais

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

27 de set 2016

Sabe aquele mini ataque cardíaco que temos ao começar um filme de terror que diz ser baseado em fatos reais? E conforme o filme vai rolando você fica tentando descobrir qual parte ali foi verdade, porque se for mesmo, o monstro pode vir te pegar, hahaha. Sabendo do efeito que essa frase causa nas pessoas, cada vez mais filmes a carregam e nem sempre a história realmente aconteceu. Separei alguns filmes, os mais recentes, conhecidos e que lembrei de cabeça.

Contatos imediatos de 4º grau

Demorei para ver esse filme, justamente pelo medo que as pessoas me colocaram e talvez por ter esperado alguns anos e aprendido umas coisas sobre vídeo, não acreditei na veracidade do mesmo. Quando o filme começa, a primeira cena é, na verdade, a atriz Mila Jovovich – Sim, a atriz, que já era bem famosa na época, dizendo que aquela história era baseada em fatos reais, que haviam provas documentadas e estatísticas. Durante o decorrer do filme, muitas vezes a tela se divide para mostrar a cena do filme e a tal evidência documentada.

A cidade Nome, no Alasca, onde eles dizem ter acontecido a história e a cidade que aparece nas imagens no filme, nem é a mesma. Nome é cercada por neve (Hello, Alasca) e teve casos de desaparecimentos, geralmente de viajantes, o que fez famílias se preocuparem que houvesse um serial killer a solta. E as pessoas que aparecem da filmagem “real” no filme, que eu já tinha achado muito bem enquadradas para serem verdadeiras, são atores, depois de um tempo apareceram no imdb e tudo, ou seja, tudo falso. Mas não quer dizer que os alienígenas não existam, só acho que se eles realmente vierem pra cá, estamos perdidos de vez.

A bruxa de Blair

Acho que da Bruxa de Blair todo mundo sabe, mas já que lançou o segundo filme, vamos reforçar. A história do filme não é real, ainda que os diretores tenham criado um background histórico super convincente, sobre uma mulher acusada de tirar sangue de crianças, crianças desaparecidas e equipes de resgate mortas ao tentar encontra-las. O filme parece tão real porque foi filmado em primeira pessoa, pelos próprios atores, que praticamente improvisaram as cenas e falas. Ele foi gravado em 8 dias em um parque estadual em Maryland, os três atores realmente dormiram lá e durante a noite a produção do filme os assustava de verdade. E criaram um site, na época que a internet mal existia, que acabou divulgando.

Os estranhos

Quando perguntado a respeito o diretor do filme disse que se inspirou em casos em que pessoas tocam a campainha de casas e no caso de não haver ninguém, furtam a casa, ou seja, não existe uma história de terror ou semelhante de serial killer em que o filme tenha se baseado.

Possessão

Apesar de bem simples e assustador, a história do filme não aconteceu, a única coisa de real é que as caixas que guardam Dybbuks realmente existem, espalhadas pelo mundo.

Bom gente, é isso, se souberem de mais algum filme, me contem. :D

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 1 de 512345
 
ir ao topo