18 de abr 2017

Sabe aqueles filmes que são tão bons que merecem ser vistos por todo mundo? Eu tenho uma lista imensa de filmes assim e por isso resolvi criar uma serie de posts aqui para compartilhar eles com vocês. Agora, todo mês terá um post com indicações de filmes incríveis que talvez você ainda não tenha visto. Vou buscar sempre indicar três filmes por vez, assim consigo falar um pouco sobre eles e o post não fica cansativo.

Para esse primeiro post escolhi três filmes que tem uma coisa em comum (além de estarem na minha lista de favoritos, claro), todos trazem criticas sociais, sejam elas explicitas ou implícitas.

Réquiem para um Sonho

Requiem para um sonho

Réquiem para um Sonho é um daqueles filmes que não fácil de assistir, mas que com certeza vale a pena. Nele vamos acompanhar, principalmente, a historia de três personagens que lidam com diferentes tipos de vícios. Harry Goldfarb (Jared Leto) e Marion Silver (Jennifer Connelly), um casal apaixonado, que tem como sonho montar um pequeno negócio e viverem felizes para sempre, porem são viciados em heroína. E Sara (Ellen Burstyn), a mãe de Harry, que durante o processo de emagrecimento acaba viciada em pilulas para emagrecer. O filme vai mostrar como o vicio, seja ele qual for, pode destruir vidas e relações. É um filme incrível, com um roteiro super complexo e bem estruturado, que trabalhou muito bem as tragédias e as relações entre os personagens.

Meninos Não Choram

Meninos não choram

Meninos Não Choram é um filme baseado em fatos reais e conta a história de Brandon Teena, um garoto transexual. O filme começa em meados de 1993, mostrando as dificuldades de Brandon para legitimar sua identidade e os preconceitos que sofre, situações que o levam a se mudar de Lincoln, sua cidade natal, para Falls City, região de Nebraska. Nessa cidade Brandon vai fazer amizades, viver um romance com Lana Tisdel e também sofrer diversas violências quando sua transexualidade é revelada.

O filme é bastante “pesado” e já aviso que tem cena de violência sexual, então pra quem isso é um gatilho, é bom saber antes de assistir. Eu realmente passei muito mal com a cena, pois ela é bastante perturbadora. Mas, é um filme incrível, principalmente para que se possa entender o nível de violência que as pessoas LGBT sofrem.

Na Natureza Selvagem

 Na natureza selvagem

Na Natureza Selvagem conta a historia de Christopher McCandless (Emile Hirsch), um jovem recém-formado, que decide viajar sem rumo pelos Estados Unidos em busca da liberdade. Durante sua jornada pela Dakota do Sul, Arizona e Califórnia ele conhece pessoas que mudam sua vida e sua forma de ver o mundo, assim como sua presença também modifica as delas. Até que, após 2 anos na estrada, Christopher decide fazer a maior das viagens e partir rumo ao Alasca, onde vai realmente explorar os desafios da natureza e de viver isolado da sociedade. Apesar de ser um filme que ainda tem vários clichês hollywoodiano com relação a construção do personagem, o filme é muito bom para fazer a gente repensar, principalmente, os nossos hábitos de consumo. A trilha sonora também merece muito destaque, pois se encaixou perfeitamente, deixando muitas cenas dramáticas ainda melhor.

Então, já assistiu algum dos filmes? Me conta nos comentários, e também indica pra gente aquele filme que você acha incrível e que merece ser visto por todos. Xoxo :*

Créditos: O site filmow foi usado para ajudar na composição das sinopses.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

 
Comentários publicados somente após a aprovação.

 
ir ao topo