16 de set 2017

Vocês já pensaram tanta coisa ao mesmo tempo que não conseguem focar em uma coisa só?

É como estar perdido num mar agitado de palavras em que cada nova onda te tira o folego. Você tenta submergir, mas toda vez que sua cabeça rompe a superfície, uma nova onda vem e te puxa para baixo.

Essa é a principal sensação que tenho hoje em dia ao escrever para o blog e também para ler um livro. Tudo ficou muito difícil de repente. Escrever costumava ser como falar, as ideias fluiam, sem peso, mas conforme eu fui me preocupando mais com responsabilidades e fazendo coisas por obrigação (coisa que eu nunca gostei, porque essa obrigação limita criatividade) fui me apagando, ganhando formalidade e quando isso acontece é muito difícil voltar a se sentir confortável.
Isso é muito conflitante, sinto saudades e vontade de escrever, porém quando tento a ansiedade me ganha. Tanto para voltar ao blog quanto para voltar a usá-lo como diário.

E agora só consigo pensar que chega de justificativas, mas que ao mesmo tempo preciso desabafar essas coisas. Enfim, algumas semanas são mais emotivas que outras.

Essas fotos foram tiradas no Horto pelo Lucas Silvestre e o vestido é da loja Ade India, comprei quando fui ao Embu das Artes e me sinto a própria capitu com ele. <3

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

 
Comentários publicados somente após a aprovação.
  • Marilia Sestari

    16 de set de 2017

    Eu tenho passado muito por isso nos últimos anos e quanto mais velha eu fico mais difícil é.
    São tantas coisas na cabeça e quando eu digo “agora vou fazer tal coisa”, a mente esvazia e eu simplesmente não consigo fazer nada além de me questionar se vai valer a pena, se é isso mesmo que eu quero ou se só estou fugindo de alguma outra coisa…
    Não consigo desabafar dessa forma nem no meu próprio blog, mas é um alívio ler que outras pessoas, que são minha inspiração, passam por coisas parecidas.
    E vamos vivendo! ;]

    Responder

  • Emy

    16 de set de 2017

    Nossa, como eu me identifiquei com esse post.
    Se você olhar agora o rascunho do meu blog, vai encontrar uma centena (sem exagero) de posts que comecei a escrever e do nada *puff*, a mente travou. Não surge mais palavras, ideias, nada. E isso passa para a vida fora da blogosfera. Em um momento eu estou conseguindo silenciar os milhares de pensamentos que tenho ao mesmo tempo e no outro já estou querendo sumir do mapa.

    É difícil, porque por mais que as pessoas tentem nos ajudar, ninguém além de nós sabe o que é sentir isso. Cabe a nós nos ajudar e não afundar nesse mar de confusão que é a vida de gente grande…

    Achei um doce seu blog!

    Beijos de luz ♥

    Responder

 
ir ao topo