28 de jan 2019

15/01

Se tem uma coisa que é uma dificuldade na minha vida é demonstrar sentimentos por pessoas, com coisas é tão fácil, sinto tanto por objetos e musicas e filmes, me desfaço em emoção, provavelmente por saber que essas coisas não tem poder sobre mim. Mesmo que eu me decepcione com uma série, ela não vai me destruir pessoalmente, diretamente, não vai pular da tela e me pegar, eu posso disser que a amo, sem sofrer consequências graves.

Mas como diabo eu posso dizer isso a uma pessoa, seja amigo ou relacionamento amoroso VOU TERMINAR ESSE TEXTO DEPOIS PORQUE NÃO SEI DO QUE TO FALANDO

28/01

Oi!

Acabo de encontrar esse texto aqui no blog e olha que coisa. Não que eu tenha mudado algo, continuo com dificuldade para expressar sentimentos, mas a decisão de parar de falar em um momento em que eu estava claramente ansiosa.

Um tempo atrás havia descoberto essa técnica incrível para não entrar em discussões no Facebook. Sempre que eu lia algo que discordava, qualquer tipo de coisa infundada ou sem sentido que sabia que se entrasse em debate, não levaria a lugar algum (ou apenas ao reino da frustração), escrevia a resposta que estava pensando e, ao invés de pressionar enviar e liberar o inferno na terra, apagava.

Por consequência acabei me afastando da rede social e do ódio que se propaga na mesma, voltando apenas em períodos eleitorais onde posso esquecer tudo isso acima e soltar meus cachorros onde acho que vale a pena.

As vezes se poupar é mais saudável.

Look das fotos: Macaquinho jeans da feira de brechós na bresser, camiseta + sustentável da C&A, Oxford da Via Uno, Mochila da Oumai.

Look ilustrado:

Carly versão Xuxa

 

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

 
Comentários publicados somente após a aprovação.

 
ir ao topo