02 de jan 2019

EITA, um post, tá viva!

Ontem assisti “Como superar um fora” e, ainda que eu não goste tanto de comédias românticas, me conectei com o blog da Maria Fe. Nele, ainda que ela estivesse despejando o coração em textos, saia leve e engraçado, sinto muita falta disso.
Parei de escrever por me sentir refém da escrita, comecei a pensar que eu não era boa o bastante, esperta o bastante, para escrever. Que eu não conseguia parar para prestar atenção o bastante para ler ou escrever e obviamente, quanto mais você evita fazer algo, mais distante você fica dela.
Quanto você impede, nega, foge de algo, mais longe você fica. Você não vai conseguir melhorar nisso, se não fizer.
Eu falo isso, sempre, pros outros, em relação ao desenho, porque não consigo aplicar na minha vida?
Porque evito, por medo, medo de falhar se fizer, medo do que vou fazer se der certo.
Quero ter coragem de viver minha vida e que só de querer, com tanta força como eu quero, que eu faça.

Esse blog já teve tantos “vai e vem” que não me sinto confortável dizendo que voltará, ele nunca foi, mas espero não esquecer que fiz esse post e que tive essa realização.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

 
Comentários publicados somente após a aprovação.
  • carolina santana

    02 de jan de 2019

    eu amo quando você aparece!
    queria que a gente andasse juntas no recreio e fosse amigas pois sempre rola uma profunda identificação com suas palavras. dia desses despejei lá nos stories do instagram um desabafo bem parecido sobre o caso de ter finalmente – depois de mais de 5 anos – terminado de escrever meu primeiro livro, e totalmente por essas mesmas razões.

    saudades de te ver assim, tão você! <3
    mas nunca mta pois tô sempre de olho em ti e na sua arte maravilhosa lá pelo insta!
    ps: amei mto as palavras na parede, seu lettering tá incrível! <3
    com amor,
    carol

    Responder

 
ir ao topo