07 de set 2013
Eu passei toda a minha vida colocando os outros a minha frente. Pensando no outro antes de pensar em mim, pois tinha medo que eles fossem embora, amigos, colegas etc. E depois de todos esses anos fazendo isso, acabei por perceber que pouquíssimas vezes era reciproco, que a maioria das pessoas não conseguem se colocar no lugar dos outros. Dentro de cada ser humano tem uma criança mimada, batendo o pé e prendendo a respiração até ficar roxa e é ela que não permite que as pessoas se desculpem ou percebam que estão erradas. O nome dessa criança é orgulho.
Agora imagine quando alguém besta como eu, que sempre deixei que os outros levassem vantagem sobre mim, resolvi bater o pé, pelo direito que eu tinha de não me foder estando com a razão (porque nesse casos, isso era inegável, outras pessoas me ajudaram a ter certeza disso) e observar como elas ficam chocadas e ofendidas, sendo obrigadas a estar uma vez no seu lugar.
Nos últimos tempos tenho perdido algumas pessoas, algumas que realmente gostava, que me divertia e outras com quem eu me identificava. Sofri com isso? Sim, porque não deixei de ser quem eu sou, uma trouxona que só chora. Me sinto mal pela situação, mas ao mesmo tempo, dentro de mim a criança orgulhosa esta feliz por que eu consegui.
Mas a que preço?
Ainda acho que estou certa? Sim
Voltaria atrás? Não
As perguntas que eu não consigo responder são:
Essas pessoas que eu perdi foram um dia minhas amigas? Algum dia se importaram de verdade?
Valeria a pena dar um passo atrás, esquecer o orgulho e voltar a se sentir capacho para tê-las de volta?
Quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha?
Hoje alguém me repetiu aquela coisa de deixá-los ir e se eles não voltarem é porque nunca foram seus. Fiquei pensando, do jeito que sou impaciente nem estarei mais aqui se voltarem e ainda que vá me lembrar deles (Porque fui amaldiçoada com uma boa memória para sofrimentos) será como uma lição: Não abaixar a cabeça e me magoar para não ferir os outros.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

01 de set 2013

É Domingo e você está em casa sem fazer nada? Seus problemas acabaram.
Vou passar os sites que mais visito para matar o tédio.

karaokeparty.com: O Karoke Party é um Karaoke online obvio. Você se registra, clica em battles e você pode tanto criar uma sala privada para cantar sozinho ou uma para cantar com a galera e tentar ficar no topo do ranking. Não se preocupe, ninguém lá te escuta cantar, a não ser que você se grave cantando e envie. Tem um limite por dia, mas dá pra cantar bastante.

isketch.net: Nesse site você pode jogar imagem e ação online e não é necessário se registrar, você pode trocar de apelido e de senha a cada acesso. Clique na aba ‘Portuguese’, você pode entrar em qualquer sala para jogar ou criar uma (preste atenção se no nome da sala tem (BR), se for (PT) é português de Portugal).
Obs: Não desista quando ele te pedir pra instalar o plugin, é rapidinho e necessário para o jogo rodar.

stopots.com.br: Jogo de stop online. Você pode juntar alguns amigos e criar uma sala ou entrar em qualquer uma e se divertir com estranhos.

armagedomfilmes.biz: Esse é o site que uso para ver filmes online, só baixo quando não encontro de jeito nenhum legendado.
filmesonlinegratis.net: Mais filmes online. Alguns filmes e séries que não tem no armagedom, encontro em ótima qualidade nesse site.
obs: Se você tem problemas em clicar em xzinhos minúsculos e fechar pop-ups, baixe o filme pelo torrent.

assistirtvonlinegratis.tv: Esse é um daquele sites de tv online, tem os canais tradicionais da tv aberta e fechada, mas geralmente eu uso os de séries. Os canais de séries e desenhos não tem comerciais e os episódios são reproduzidos um atrás do outro. Como não costumo escutar música em casa, coloco uma série rodando e fico ouvindo.

obs: Se você tem problemas em clicar em xzinhos minúsculos e fechar pop-ups nem entre.

Espero que tenham gostado e que ajude a gastar o tempo. Até o próximo post
ps: Os sites de filmes online contaram como um só.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

30 de ago 2013


Acabei de ver o trailer de “A menina que Roubava Livros”. Já estou ansiosa e ciente de que vou chorar demais com o filme.

Sempre esperamos que o filme seja tão bom quanto o livro, muitas vezes ficam devendo. O livro me parecia bem mais triste mas fora isso, até aqui, acho que não mudaram muita coisa. 

 

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 191 de 195«1 ...187188189190191192193194195... 195››
 
ir ao topo