11 de out 2015

Oi gente, essa postagem faz parte do segundo desafio do concurso We Love Fashion Blogs 3, promovido pela Petite Jolie, em parceria com a Zattini. Nessa etapa nós tivemos que escolher uma tendência, dentre as quatro em que a Petite Jolie está apostando na coleção Verão 2016 (veja todas na revista). Fiquem de olho que logo logo elas estarão disponíveis no site da Zattini e nas lojas físicas.

Depois de abrir meu guarda roupa e começar a contar quantas peças tinha de cada tendência, hahaha, escolhi a Wonder Years e preciso dizer, apesar do estresse de fazer tanta coisa ao mesmo tempo (facul, blog, trabalho, desafio), me diverti muito pensando em como montar tudo.

A Wonder Years é a tendência mais romântica das quatro, cheia de corações, flores, frases em francês, é basicamente a modernização do estilo Ladylike. E o que seria isso? Calma, eu explico.

De onde veio

O estilo Ladylike era o usado nos anos 50/60 – Na verdade foi lançado em 1947, como o New look Dior, pelo estilista Christian Dior, inspirado na estética de 1860. Com cinturas super marcada, saia rodada, corpetes, scarpin, acessórios e elementos que nos trazem de cara aquela atmosfera parisiense chic.

Muitas adaptações foram pensadas ao longo dos anos, o estilo nunca sumiu totalmente, apesar das outras influências nas décadas seguintes, tudo foi se agregando até chegarmos a pluralidade de estilos que temos hoje.

Na minha cabeça vieram aquelas cenas de filme de romance em que a mocinha levanta o pé quando é beijada, e é bem isso mesmo, Audrey Hepburn, Grace Kelly e Marylin Monroe arrasavam no estilo e são inspirações até hoje.

Acabei optando por mostrar pra vocês as possibilidades de combinações, se moldando à diversas ocasiões e estilos próprios. Afinal nem todo mundo gosta de moda quadrada, é sempre bom se sentir livre para criar em cima do tema proposto. Encontre-se na moda!

Utilizando poucas peças e os mesmo acessórios, montei quatro looks para ocasiões e gostos diferentes.

Vestido

Je Ne Regret Nien

IMG_9469

Gostaria de me casar com esse vestido, de tão apaixonada que sou/estou. O modelo, as bolinhas e a cintura marcada, totalmente anos 50. O modelo se adapta ao corpo, seria meu escolhido para um coquetel ou festa a tarde

Adicionei a opção de vestido ao post, pois as vezes estamos atrasadas ou não encontramos nada que combine no guarda roupa, uma peça única pode salvar a vida, com os acessórios certos.

LINDAS18

No caso desse vestido, pela cor e estilo, as possibilidades de transformação do look utilizando apenas acessórios, são inúmeras.

Vestido – Ink Gloss | Sapato: Moleca | Bolsa preta: Satinato | Bolsa rosa: Sem marca

Saia godê preta

Pretty Pink

O mais romântico dos looks com a saia, apostei nos detalhes, a blusa tem renda, babados e textura. Os acessórios são pequenos e delicados.

Blusa: Eincidencia | Saia: Yessica City | Sapato: Moleca | Bolsa: Satinato | Bijus: Forever 21

We are young

Esse é o que usaria com mais frequência no dia a dia, por conta do calor e das ruas acidentadas em que passo. A regata cavada dá mais ousadia ao look e deixa a movimentação livre, as cores ainda se adequam ao estilo, mas a ilustração na peça fecha com o ar jovem.

Saia: Yessica City | Blusa: Clock House | Sapato: Moleca | Sapatilha: Pink Connetion | Bolsa: Sem marca

Now get this work

Removi a alça da bolsa e estou pronta para ir ao meu escritório imaginário.

A meia manga é para mostrar que mesmo num dia um pouco mais frio, meia estação, é possível acompanhar a tendência. As listras horizontais consideradas atemporais e antes polêmicas por “alargar” a silhueta, voltaram com tudo em 2015, inclusive com muito menos preconceitos, ainda bem!

Blusa: Forever 21 | Saia: Yessica City | Sapato: Moleca | Bolsa: Satinato

Para apostar no estilo:

Procure tons pasteis (Candy colors) ou nude e estampas delicadas (florais, frases em frances, bolinhas e listras são minhas favoritas) e tecidos com texturas, renda, tule, babados, etc. Saias e vestido que marquem a cintura, vale usar cinto para ajudar.

O salto scarpin (o escolhido no New look Dior) ajuda na postura, sem agredir tanto o pé – já que tem de 4 a 8cm, e alonga as pernas, o que é importante já que a maioria das saias são midi (40cm acima do chão). Isso não exclui a possibilidade de sapatos mais baixos, nem de saias mais curtas, vai do gosto de cada um.

Os acessórios são mais delicados, as bolsas pequenas e mais geométricas. Óculos de gatinho, tiara de flores, headband, também marcam presença.

Pela internet há várias dicas de penteados e makes para o estilo, isso vai ficar para outro post, porque me empolguei com o assunto. Para os looks acima, usei o mínimo de maquiagem possível, preparei a pele, delineador gatinho, blush, lip balm, fim.

Dica:

Vise o conforto, a pior coisa é sofrer pelo visual, sempre haverá outra opção viável e harmoniosa que não incomode. Se não se dá bem com salto, procure uma sapatilha, sandália baixa ou mesmo tênis, que encaixe.


Fiz os looks ilustrados pensando nas bonequinhas que desenhava quando era pequena e recortava as roupas para encaixar em cima, de certa forma até ajudou nas combinações (Clique para ver maior em outra aba).

look4look1look2look3

Preciso agradecer a Juliana Carneiro, bff e fotografa, desse post e também minha mãe e as amigas que me acalmaram nas crises de ansiedade durante o processo. Agradeço também as moças da Pink Biju, uma das revendedoras Petite Jolie, que me atenderam super bem e toparam me mostrar o que já tinham disponível da coleção 2016. Aos criadores do programa abençoado em que aprendi a mexer nessa edição, o After Effects, onde fiz a animação abaixo. E as próprias Petite Jolie e a Zattini por essa oportunidade maravilhosa de crescimento, aprendi muito com o concurso, conheci muita gente legal e espero que seja só o começo de muita coisa linda.

Se quiser ajudar a divulgar, pegue o link e chame os amigos para votar (a votação começa na terça, nesse link)! :D

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

08 de out 2015

what

Não é todo mundo que tem grana pra pagar um curso de inglês, falo por mim, quando tinha um dinheiro sobrando, trabalhava tanto que não tinha tempo ou escolhia outros cursos no lugar. O que acabou acontecendo, depois de tanto adiamento foi que aprendi muito sozinha.
Hoje, apesar de ainda ter dificuldades na escrita e ser super medrosa ao responder em diálogos, compreendo muito, tanto ouvindo quanto lendo.download

Assista filmes e séries

Pode parecer besteira e quando eu estava lá pelos meus 12 anos e ouvi essa dica pela primeira vez, não achei útil. Mas conforme os anos foram passando, assistir coisas legendadas, fez com que eu conseguisse entender muito do que se fala, a ponto de hoje eu não precisar mais das legendas, entendo o que eles estão dizendo.
Assistir uma série que tenha muitas temporadas, como FRIENDS e House, pode ajudar, porque você pode observar o dia a dia dos personagens, pegar sotaques e piadinhas, entender referências de outros países com mais facilidade.
Assistir filmes de gêneros diferentes também, para pegar termos técnicos que não são ensinados em cursos, só se aprendem com a vivência.
Muita gente aprende também com jogos, tudo é válido, mas não vou citar diretamente, porque não foi o que aconteceu comigo.

Ouça Audiobook em inglês

O próximo passo para mim, foi me desvincular da imagem, dessa forma eu não teria escolha a não ser entender. Peguei audiobook de livros que já tinha lido em português. Dica: Se puder pegar Harry Potter, foi o mais legal que já ouvi até hoje.

Duolingo

Para as coisas que não consigo compreender e um pouco de gramática, de forma mais interativa, uso o duolingo, o site vem do básico e funciona como um joguinho. Quando mais responde, mais troféus. O ideal é estudar um pouco por dia, mas como quase nunca dá tempo, vira e mexe entro e passo algumas fases. Ele também permite que você faça um teste de nivelamento e adicione o resultado ao linkedin.

Cante/fale sozinho

Para ajudar na pronuncia, cante, nem sempre temos coragem ou com quem falar inglês, então cante, pegue a letra das músicas e tente, com o ritmo é bem mais fácil. Tente repetir frases/diálogos de personagens de filmes e séries que você gosta, também. Eu Usava o Karaokeparty para cantar, mas atualmente ele está desativado para o Brasil. O Smule – Aplicativo karaokê em que dá até mesmo para fazer duetos e cantar em grupos – também mostra as letras,  é bem legal (era lá que a Jessie J cantava com a galera, lembra?).

Leia livros em inglês

Começando por livros que você já leu em português ou usando o auxílio de um dicionário, fica mais fácil. Estou nessa fase, hahaha, é mais difícil de encontrar os livros em inglês para vender, porém, edições muito mais bonitas que dos livros traduzidos. Vale lembrar que lendo melhoramos nossa escrita, além da capacidade de compreensão.

Essas são as alternativas para quem não tem muito tempo ou paciência para pegar apostilas e livros de inglês e treinar regularmente. Insira o idioma na sua vida, logo você estará pensando em inglês e algumas vezes sabendo o que a palavra significa no outro idioma, mas não sabendo traduzir para o seu, hahaha, acontece.

Ainda assim acho que se você tem a disponibilidade de fazer um curso, não há porquê não. Quando eu puder farei e sei que isso tudo que fiz por fora, vai me ajudar quando chegar lá, espero que tenham gostado das dicas, beijo.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Postado por:
Carla Nascimento

Posts relacionados:

5 comentaram

04 de out 2015

mockup

Oi oi, resolvi fazer esse update só para explicar um pouco as mudanças do layout. Acho que a maioria se assustou quando entrou aqui, hahaha, do nada ele praticamente mudou a personalidade.

Bom, já faz um tempo que estava sentindo uma necessidade de mudar o blog. A paleta de cores que no começo parecia ideal para mim, começou a perder a graça e já estava até me parecendo infantil.

Eu amo a temática aquarelada, justamente pelo meu trabalho, tem tudo a ver com pintura e cores, isso me deixou encucada por um tempo, afinal, como mudar isso, sem tirar o sentido de arte e desenho.

Dai que surgiu a ideia do Ink. Que quer dizer tinta ou nanquim.

Se vocês seguem algum ilustrador nas redes sociais, devem ter percebido que vários fazem um projeto em que usam apenas o preto em suas artes (manuais), desenhos, lettering, etc.
Esse uso do nanquim, pensar nos respingos de tinta e ainda combinando a aquarela, foi a inspiração necessária!

E é por isso que a ilustração está apenas em traços, muito mais bem marcados que a anterior e o nome do blog, agora é lembra mais um lettering. Mas é claro que dizer que agora está gótico suave e bem mais “Faltou Açúcar”, já serve, hahaha. :D

header-2

 

Eu troquei as capas da fanpage e o facebook também, adequando ao mesmo layout, se quiser ver como ficou:

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 5 de 171 ...123456789... 17››
 
ir ao topo