01 de abr 2017

Pois é gente, sumi. Vim contar o que houve.

Pra quem acompanha as outras redes, canal, facebook, instagram, twitter, sabe que não sumi de verdade, estou na internet 24/7 (sim, mesmo quando estou dormindo, uma loucura) e isso exige muito de mim.
Pensar em conteúdo para tudo isso é bem desgastante, mas não estou reclamando, eu amo, minha cabeça de qualquer forma nunca para, então é muito bom ter onde colocar esse monte de coisa que eu penso. Só que esse é o problema, mesmo que eu tenha ideias ainda aqui para o blog, que eu pense em posts, quando chego aqui para escrever, fico super ansiosa e não concluo.
Não consigo explicar qual exatamente é a diferença do canal para o blog, mas parece que as situações se inverteram, porque no começo do canal, era assim que eu me sentia.
Pode ser que isso passe, espero que sim, mas teremos que aguardar para ver. Enquanto isso vou me esforçar 200% para terminar os posts para vocês, afinal as ideias existem, só ainda não foram publicadas.
Me segue nas outras redes para não ficar fora do que anda acontecendo, tem bastante coisa legal. <3

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Postado por:
Carla Nascimento

Posts relacionados:

Comente

23 de mar 2017

Hello guys, how are you doing?

Não, não tão no site errado não, ainda estamos aqui nessa coisa maravilhosa! E SIM, hoje falaremos um pouco sobre como treinar esse seu Inglêzinho! Vocês fazem curso de inglês? Aprenderam sozinhos? “Nossa Sue, mas dá pra aprender sozinho? SIM, MUITA COISA!

“Mas tá muito difícil!”

As pessoas tem o costume de achar que aprender inglês é só pagar um curso, mas tem muito mais envolvido. Mesmo quando você faz curso – o que vale muito a pena! – você ainda precisa cuidar do seu self learning, que é a prática de aprender sozinho. Por isso, antes de começar qualquer coisa, um aviso importante: NÃO DESISTA FÁCIL.

Se você ainda está num nível básico e quiser tentar, TENTE! Uma boa sugestão é pegar aquele livro que você já leu 500 vezes e ler ele em inglês. Você já vai saber 80% do que tá acontecendo ali, e só associar na sua cabeça as ideias, só que agora em outra língua.

Se você já está num nível intermediário ou avançado, ótimo! Ler vai ser uma coisa muito legal, mas só se você sentir que não deve depender de tradução!

“Como assim não é pra traduzir?”

Ao invés de ler traduzindo (o que obviamente vai levar mais tempo do que deveria), é sempre bom imaginar a cena que tá rolando, igualzinho com um livro em português! Saiba que vão surgir palavras que você nunca viu na vida, é normal! Ao invés de procurar traduzir essas palavras, tente entendê-las pelo contexto.

Por exemplo:

“I know you didn’t like me as much I liked you. I know you would rather been with him, and I dealt with that a long time ago. I’m over it.”
Anna and the French Kiss, Stephanie Perkins

Preste atenção na parte em negrito. Pode ser que você não faça ideia do que essa frase significa, pois trata-se de algo que você só aprende nos livros avançados. Porém perceba o contexto! A pessoa está comparando um personagem com o outro. Pensando nisso, não dá a impressão que esse “you would rather been with him” é a preferência de com quem a pessoa está dialogando?

Nisso você não precisou de tradução e nem de dicionário e nem de nada. A dedução vai ser uma importante arma, principalmente em estruturas gramaticais. E, se você preferir, você pode colocar um post-it pra pesquisar sobre aquela estrutura mais tarde e estudá-la! Viu que bonitinho e fácil? Não tem erro!

O mesmo se dá com palavras. Tente entendê-las, mesmo se não estiver certo do que está lendo. E aí marque a palavra pra depois pesquisá-la em um dicionário de definição.

Com qual livro devo começar?

Os livros mais tranquilos de se ler em uma língua estrangeira são aqueles que tem adolescentes como protagonistas. Esse tipo de livro é geralmente ambientado na escola ou na casa do protagonista, o que indica vocabulário tranquilo de lembrar e, caso necessário, deduzir.

Os diálogos também são, em sua grande maioria, informais. Portanto, as frases são estruturadas de maneiras simples.

E, por fim, eles usam muitas gírias! Isso pode ser útil – e muito! – pro seu desenvolvimento linguístico.

Uma ferramenta amor!

Depois que eu descobri o Kindle minha vida mudou. Eu lia muito em inglês, mas era muito dependente de post-it pra ir lembrando as palavras que aprendi.

O Kindle tem uma função que te dá a definição das palavras, chamado Dicas de Vocabulário, então a leitura fica mais dinâmica e certa.

Além disso, você tem um dicionário de definição ali na mão, só apertar a palavra que ela fica em negrito e você já pode ser feliz. :)


E, tratando-se de loja virtual, os livros em inglês são sempre mais baratos do que a versão traduzida. Tipo muito mais baratos! Tipo uns 20 reais mais baratos, dependendo do livro claro!

Mas se ainda preferir a versão física, as coisas ficam ao contrário. Ainda assim, vale a pena pagar um pouquinho mais caro na versão em inglês! Em livrarias grandes, como Saraiva Mega Store e Livraria Cultura, você pode achar vários títulos legais.

Nota da Carla:
Oi gente, invadi o post para fazer uma sugestão ótima envolvendo livros e inglês. Uma coisa que me ajudou muito foram os audiobooks em inglês, para melhorar o listening, comecei a ouvir os livros que já havia lido, acabei viciando e passei para séries inteiras (como Harry Potter, Divergente, Jogos Vorazes e Vampire Academy). Dessa forma, quando estou lendo algo em inglês, se não entendo a palavra ou expressão, leio ela em voz alta e pela sonoridade lembro seu significado. Beijo beijo.

Se  joga!

Migxs, o negócio é meter a cara e não ter medo não! Você pode até combinar com seus amigos e montar um clube do livro, onde cada um contribui com um título e depois vocês brincam de ensinar um ao outro tudo o que aprenderam.

E vai ter muito a aprender! Só não ter medo e seguir seu coraçãozinho, sempre.

Se você gostou desse post e quiser algumas indicações de o que ler em inglês, só deixar aqui nos comentários! :)

Um peixo no core,

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

14 de mar 2017

Tcharaam, lhes apresento as novas colaboradoras do blog!
Abri vagas para praticamente todos os tópicos e tive vários candidatos, não esperava tanta gente, fiquei felizona.
A maioria das pessoas, as mais persistentes e responsáveis inclusive, para as mesmas categorias, li todo o material que me mandaram e no final cheguei a essas 3 lindezas: Maria Carol (Música), Sue (Livros) e Bia (Tv e Cinema).

Daqui a pouquinho já sai o primeiro post da Bia aqui no blog, por isso corri pra apresentá-las a vocês. Espero que vocês as amem, pois eu já tô in love. ♥

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 2 de 40123456... 40››
 
ir ao topo