30 de dez 2017

Realmente espero que vocês não tenham entendido literalmente o nu do título, por favor né gente, vocês sabem que eu gosto de umas reflexões.
Mas se quiser começar o ano peladão, todo apoio!

O mais engraçado para mim é que eu gostaria de escrever apenas: DEIXEM AS BAGAGENS NEGATIVAS PARA TRÁS! E ir embora, porque depois de tanto pensar parece simples, mas vou falar mais a respeito.

Provavelmente, ano passado mesmo, eu estava reclamando de como as pessoas usam o ano novo como desculpa para traçar novas metas, não fazer nada a respeito e reclamar que elas não se cumpriram. Não discordo da Carla do ano passado, pois a falta de ação realmente não leva ninguém a nada, as coisas raramente caem em nossos colos, porém, metas são importantes, mesmo as otimistas demais. Quando focamos em um objetivo já pensando em seu sucesso, há possibilidades de que seu empenho, mesmo frente a adversidades, seja maior. Segundo o estudo que eu acabei de fazer aqui na minha vida.

Se você começa a fazer algo já achando que nunca vai conseguir, acaba nem tentando tanto quanto tentaria se estivesse pensando: Vou treinar até ficar foda.

Outro pensando a ser abandonado ou ao menos repensado é: Esse é o meu jeito, eu só não gosto/não consigo. O que já faz um flashback ao meu texto “Não com essa atitude”. No momento em que você não quer abrir o pensamento para algo, procura qualquer desculpa para não precisar. Tanto se perde quando você não está disposto a conhecer novas coisas, quando as suas certezas estão tão decididas que distorcem a realidade a ponto de que você pense que só o que você ama/conhece, é bom. Abra seus olhos, ouvidos e mente para o que o mundo ainda tem a te oferecer.

É importante que você esteja preparado para as situações, que você pense de forma realista e tenha consciência das consequências dos seus atos, mas que também saiba que as vezes é bom tentar chegar ao seu destino pegando uma estrada incerta. Que viver as emoções desse caminho que você pegou sem saber aonde iria, também é válido. E que o que não sair perfeito no final, não é um fracasso, é só a vida. E ela nunca vai ser perfeita como a sua idealização, porque a perfeição não existe.

Descarte as neuras do passado porque quando se olha para o plano geral, ninguém quer saber se sua unha do dedão do pé é encravada. As pessoas são se lembram mais daquela besteira que você falou em 2009, ou talvez, se foi algo muito horrível, você ainda pode pedir desculpas. Remoer situações e guardar rancor só te envenenam, resolva!

Não se abale com comentários negativos feitos no calor do momento por pessoas próximas ou não. Há grandes chances daquela pessoa só estar falando aquilo por não ter mais nada para falar e se esse for o caso, ela pode ficar com o conselho de Pitágoras: Se o que tens a dizer não é mais belo que o silêncio então cala-te.

O mesmo pode ser dito a opiniões não solicitadas feitas por pessoas que acham que te conhecem. Elas valem tanto quanto você pagou por elas: Nada.

– 2018, pode entrar!


Quanto ao look, simplesmente amei usa-lo. O cropped foi feito pela Dona Carmen (costureira amiga), a saia custou R$5,00 em um brechó e os sapatos são veganos da Urban Flowers, um amor de loja. O óculos é da Chilli Beans, fazia muito tempo que eu não tinha um óculos real oficial, espero que os fakes não tenham derretido minhas retinas.

Look ilustrado:

/roda

Fotos por Simone Montilares

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

17 de dez 2017

Estou feliz em dizer que fui em todos o lugares desse post, comer e fotografar, já tenho mais em mente para um segundo post, que provavelmente vai demorar um tempinho, já que pretendo ir em todos os outros também.

No instagram falei sobre eles com detalhes, por isso é importante me seguir lá, nesse post só tem o básico.

Alguns lugares tem uma luz péssima para fotos, porém ficam em bairros com ruas bonitas, então a parte da fotografia pode ser fora dos estabelecimentos. Não recomendo todos os estabelecimentos, vou colocá-los aqui apenas para que vocês possam conhecê-los e ter suas próprias experiências lá. Nenhum deles foi absolutamente horrível, houveram passeios ótimos e alguns não tão bons.

Importante se atentar aos horários de funcionamento, quando você pesquisa no google os lugares pelo nome, aparecem as qualificações que as pessoas deram e os horários de pico.

Condimento

Site/Cardápio/Valores: Clique

Onde: Rua Itapura, 1400 – Tatuapé, São Paulo – SP

Habitual Café

Site/Cardápio/Valores: Clique

Onde: Alameda Tietê, 602 – Jardim Paulista, São Paulo – SP

Bolos do Frei

Site/Cardápio/Valores: Clique

Onde: Av. Conselheiro Rodrigues Alves, 456 – Vila Mariana, São Paulo – SP

Le Pain Quotidien

Site/Cardápio/Valores: Clique

Onde: Alameda Lorena, 1914 – Cerqueira César, São Paulo – SP

La Quiche

Site/Cardápio/Valores: Clique

Onde: R. Artur de Azevedo, 657 – Pinheiros, São Paulo – SP

Luz da Villa

Site/Cardápio/Valores: Clique

Onde: R. Áurea, 422 – Vila Mariana, São Paulo – SP

Bolo & Bule

Site/Cardápio/Valores: Clique

Onde: Alameda Lorena, 1198 – Jardim Paulista, São Paulo – SP

Cookie & Ice

Site/Cardápio/Valores: Clique

Onde: Alameda Campinas, 1066 – Jardim Paulista, São Paulo – SP, 04083-002

Tea Connection

Site/Cardápio/Valores: Clique

Onde: Alameda Lorena, 1271 – Jardim Paulista, São Paulo – SP, 01424-001

Hachi Crepe & Café

decoração e pratos temáticos

Site/Cardápio/Valores: Clique

Onde: R. Galvão Bueno, 586 – Liberdade, São Paulo – SP, 01506-000

Dona Nuvem

Site/Cardápio/Valores: Clique

Onde: R. Augusta, 1524 – Loja 12 – Consolação, São Paulo – SP, 01305-000

Qualquer dúvida, deixe nos comentários (como comentário mesmo, não os do facebook)

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

29 de nov 2017

Quando eu resolvi prestar mais atenção nas minhas roupas, não só de onde elas vem, mas o quanto eu pagava, quanto tempo elas duravam em relação ao preço e se eu realmente precisava ter tantas peças. Comecei a frequentar brechós, procurar peças chaves (atemporais, que combinem com a maioria das roupas) nas promoções de lojas e pensar muito nas minhas necessidades de forma que o consumo fosse feito de forma consciente, não comprar roupas só por comprar e depois acabar com o acumulo indesejado em casa.

Meu guarda roupa ficou menor. Desde então pesquisei mais sobre armário cápsula, opções de combinações possíveis, casar a imagem que eu tinha na minha cabeça com as peças que eu já tinha e as que eu ainda precisava encontrar. Pesquisando no pinterest e no youtube acabei encontrando várias formas inovadoras de usar peças de roupas e ideias de looks legais, fiquei fascinada com isso e comecei a juntar ideias, mas como criadora não podia deixar de compartilhar o desafio que isso é com vocês.

Já fiz alguns vídeos de looks para o canal (aqui, aqui e aqui) que vocês podem assistir, mas dessa vez passei para fotos, que pretendo postar no instagram com a #looksnãoobvios.

Montei 9 looks com 7 peças + acessórios e eram possíveis fazer mais looks ainda, mas gostei do número 9.

Escolhi peças com cores mais sóbrias para facilitar nas combinações, gosto bastante do jeans envolvido também, vai com tudo, até com ele mesmo, já se foi o tempo em que eu torcia o nariz para combinações de jeans com jeans, ainda que tenha dificuldade para gostar do estilo anos 2000, a moda já desenvolveu formas melhores de combinar os tons e conjuntos. O macaquinho é azul marinho, não preto como ficou parecendo, estou lutando comigo mesma para parar de usar só preto e cinza, o que tem a tentativa de encontrar minha coloração pessoal, mas conto isso em outro post.

Jaqueta jeans e shorts de tecido: C&A Macaquinho: Costureira Camisa: Saint Bernard (Guarda roupa da minha tia) Body de veludo: Forever 21 Saia em crepe: Lojas Renner Oxford de verniz: Via Uno

Nesses 3 primeiros looks o macaquinho foi usado, sozinho ou em sobreposições. Gostei do ar descolado que consegui ao colocar a camisa jeans por baixo e chic ao colocá-lo por baixo da saia, quando bolamos a peça na costureira, não imaginei que ele poderia ser tão versátil, estou muito satisfeita com o mesmo. E daqui ainda poderia sair a opção da camisa por cima do macacão, amarrada ou não e da saia como vestido tomara que caia, só de imaginar já fico empolgada para o próximo post desses.

Comprei esse shorts já pensando no investimento, porque ao contrário do macaquinho, imaginei que ele poderia ser útil para muitas ocasiões, no começo me senti a própria Dora Aventureira, mas aos poucos fui percebendo que ele vai com a maioria das peças que eu tenho, peça chave goals. Ele inclusive veio com um cinto marrom (que esqueci na casa de um amigo) que melhoraria o primeiro look, em que alias, fiquei MUITO impressionada como estou parecendo minha mãe mais nova nessa foto, nunca tinha conseguido ver nossa semelhança antes, hahaha.

Essa saia em crepe é outra peça incrível que vai com tudo e inclusive, depois de perceber o potencial da primeira, voltei na loja para comprar outra (preta), saias midi tem muito potencial, recomendo investir, assim como em uma jaqueta jeans, peça chave absoluta, assim como jaquetas de couro, vão com praticamente tudo. Mas precisamos falar sobre a última foto em que estou usando a camisa jeans como saia, resolvi inserir essa adaptação nesse post porque foi a primeira que vi enquanto pesquisava sobre outras formas de usar roupas e me apaixonei. Essa camisa é masculina, assim como a jaqueta jeans, GG, use o oversized a seu favor.

Vídeo montagem piscante que fiz no flipagram pra sobrepor os looks (alias, me sigam lá: faltouacucar).

Se você ainda está montando seu armário capsula ou lembrou de alguma peça chave que estava procurando, passa lá no Lounge A, um site de buscas que junta muitas (mais de 3.000) marcas em um só lugar, são mais de 500.00 mil peças e eles ainda te avisam, com o sale alert, sobre as promoções que aparecerem.

Espero que tenham gostado, beijo.

Esse post contém promoção paga, todas as opiniões expressas vão sinceras.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 4 de 471 ...12345678... 47››
 
ir ao topo