07 de mar 2016
12212

foto por Juliana Carneiro (todas em que apareço)

Oi geente, Sábado fiz um passeio muito legal que preciso compartilhar com vocês, porque foi meio que uma das coisas que mais gosto de fazer na vida, turistar.

Pelos posts de lugares legais para fotografar/conhecer em São Paulo, vocês já devem saber, que apesar de ser de Cotia, amo SP e logo que me contaram desse giro (Giro Cultural USP | Roteiro: A USP e a São Paulo modernista)  eu precisava ver como era, para contar para vocês e vocês poderem fazer o mesmo e contar pra mais gente e por ai vai, hahaha.

Eu me inscrevi em Janeiro e a organização entrou em contato comigo por email para indicar a melhor data (que foi agora, 05/03) e confirmar meu interesse.

Nós encontramos as guias e mais umas 40 pessoas, no Alto do Ipiranga e pegamos um ônibus, desses de excursão mesmo, para passar pela maioria dos pontos turísticos (27 deles) de São Paulo, enquanto elas nos contavam sobre a história. O passeio teve 3 paradas, no Museu do Ipiranga (Museu Paulista), o Teatro Municipal e o MAC (Museu de Arte Contemporânea).

O Teatro Municipal tem seus próprios guias, pois o mesmo já fica aberto a visitação guiada, pretendo voltar lá assim que possível, acabei fotografando apenas com o celular porque deixei a câmera no ônibus e quase enlouqueci lá dentro.

Chegando no MAC – que fica ali ao lado do Ibirapuera e eu nunca tinha entrado, fomos recepcionados por esse gatão, hahaha, mas não chegamos a visitar o acervo, o que mais impressionou veio em seguida.

Olha essa vista! Também pretendo voltar em breve, achei a paisagem sensacional, esse terraço é bem grande, dá pra ver longe. ♥

Obelisco e um pedacinho do Ibira

As guias foram super atenciosas, cumpriram os horários certinho, o passeio dura 4 horas (a partir das 10hrs). Teve até lanchinho e é totalmente gratuito.

No momento as inscrições para o giro estão fechadas, mas abrem novamente em Abril, fiquem ligados.

Sites: 1 | 2

Contato: (11) 3721-5720 | girocultural@sinteseeventos.com.br

 

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

26 de dez 2015

Oi gente, já cheguei em São Paulo, estava morrendo de saudades do meu quarto, mas mesmo assim, ainda tenho muitas fotos para mostrar para vocês, então vou contar como foi todo o resto da viagem de uma vez, hahahaha, por isso vou por um leia mais ali embaixo, mas pode clicar sem medo que ele carrega aqui mesmo.

O dia em que tudo deu errado

Um dos nossos destinos em busca de ponto turísticos próximos era Pelotas. Tínhamos olhado na internet, verificado os horários de funcionamento, clima, dias e endereços. Enchemos o carro e fomos! Na estrada surgiu a ideia de encontrar uma a “Cascatinha”, uma mini cachoeira que fica escondida, portando muuuitas voltas perdidos, hahaha, mas chegamos:

IMG_0747

O parque da Baronesa

IMG_0840

A casa da Baronesa é um museu, tem os móveis e até as roupas da mesma, a propriedade é bem bonitinha e as pessoas realmente vão como nós vamos nos parques daqui, sentar na grama. O problema é que quando chegamos lá descobrimos que a casa estava fechado até janeiro para reparos.

Leia mais

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

20 de dez 2015

Oi gente, dei uma sumidinha para curtir a viagem. Como vocês estão?

viagemrs

Check in | Starbucks e morango | Céu de São Paulo | Céu de Porto Alegre

Senti uma necessidade louca de fazer alguma coisa nessas férias, porque os feriados de fim do ano me deixa desanimada, resolvi que seria uma viagem. Mas foi a primeira vez que fiz isso sozinha, ou seja, Carla alouk pegou quatro ônibus, um metro, um carro e um avião para chegar aqui, com uma mala, uma mochilinha e muita ansiedade.

Muita gente perguntou o que vim fazer aqui (Rio Grande – RS) e bom, eu queria viajar e aproveitei para visitar uma amiga, a Alessandra. Nos conhecemos quando tínhamos fakes no orkut, uns 6/7 anos atrás e somos amigas desde então. Amor de internet, hahaha. :D

Aqui em Rio Grande é bem tranquilo, lembra bastante a cidadezinha da minha mãe no Nordeste, hahaha, é como se fosse a versão hidratada. Não pude deixar de notar diferenças entre Rio Grande/Porto Alegre e São Paulo também, aqui na cidade por exemplo, os homens não mexem com as mulheres, nem sequer viram para olhá-las quando passam, no transito não se fica buzinando e gritando pela janela, deu até uma esperançazinha na humanidade.

Agora algumas fotos aleatórias, porque passamos a maior parte do tempo comendo e não fotografamos tanto:

Cais do Rio Grande

Cais do Rio Grande – Estávamos tremendo de frio

Dirigindo em direção ao por do sol

Esse negócio gigante é o Estaleiro Rio Grande, considerado uma fabrica de cascos para navios e plataformas (de petróleo e tal).

O próximo post vai ser sobre a praia do cassino, até. ♥

Ps: Finalmente assisti Jogos Vorazes – A Esperança (Parte II) e chorei até desidratar </3

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 8 de 33«1 ...456789101112... 33››
 
ir ao topo