09 de abr 2016

Bem vindos ao meu guia de “Como é que ilustra?”
Vocês vivem me pedindo/perguntando como é que ilustra, por onde começa, o que que faz, então vou falar do meu ponto de vista. Já aviso que ninguém vai sair daqui o melhor ilustrador do mundo, é só o básico, pra quem tem curiosidade, quer começar e não faz ideia de como os ilustradores fazer.

ilus

É importante começar no papel, treinar treinar e treinar, usar referencias e estudar proporções, linhas, luzes e sombras. Ainda que ninguém seja obrigado a seguir um estilo, pois cada um tem o seu traço e até que ele seja desenvolvido com naturalidade, deve-se estudar as proporções básicas, é preciso haver uma construção para depois lapidarmos, desconstruirmos. Ninguém vai pegar na tua mão e te ensinar a fazer ou passar por osmose, é seu esforço, você por você mesmo, vamos lá!

Eu desenhei desde pequena, como qualquer criança, sem saber mesmo, por diversão, não tinha internet, as referências eram livros e a vida real, recebi dicas de pessoas para quem perguntei e muitas criticas de pessoas que não sabiam do que estavam falando, tem um post sobre minha história no desenho aqui. Só fui fazer um curso (um ano, até curto) depois que comecei a trabalhar em um lugar onde haviam ilustradores.

Quando eu comecei, eu usava o mouse – eu não tinha a tablet e na empresa não me deixaram usar por um bom tempo. A tablet é uma mesa digitalizadora que junto com a caneta facilita nossa vida na hora de ilustrar, faz TODA A DIFERENÇA. Ela te dá mais controle para traços, pintura e tudo o mais e também toma o lugar do mouse (o que também agiliza).

Mas não se engane, não é a mesma coisa que desenhar no papel, tem que treinar muito para pegar prática e se acostumar com uma. Fazer dela realmente uma extensão do seu braço, como o lápis no papel.

Onde se ilustra?

Há vários programas em que é possível ilustrar, os que uso são Photoshop e Illustrator, mas não podemos esquecer do Corel Draw (querido por muitos designers gráficos), Paint tool sai (onde pretendo aprender em seguida), etc (porque não lembro mais nenhum, me lembrem migas ilustradoras).
Eu utilizo a tablet para ilustrar no photoshop, principalmente por que gosto de pintura digital, traços mais naturais e a possibilidade de criar camadas, apagá-las, trocá-las de lugar, facilita minha vida. Para o illustrator, muitas vezes prefiro até usar o mouse, para fazer pontos.

Aliás, essa é a principal diferença entre os dois programas da Adobe, enquanto o photoshop, que era um programa mais visado por fotógrafos e é usado para imagens (em pixels, apesar de também ter como fazer vetor nela, porém infinitamente mais pesados), o Illustrator trabalha com vetor, que é criado em pontos vetoriais e considerado melhor para impressões.

Precisa de curso? Faculdade?

Não necessariamente, hoje em dia com a internet, o céu (ou o inferno) é o limite, se você for disciplinado, pode aprender muita coisa sozinho. Mas é sempre bom fazer cursos, porque você tem contato com pessoas mais experientes que você, que podem te explicar direito e te dizer se você está fazendo certo ou não, coisa que no começo não temos tanta noção, além de conhecer outras pessoas que também estão começando (ou não) e trocar figurinhas.

Como se desenha dentro do Photoshop?

Abrindo um arquivo novo, usando o pincel e selecionando os próprios brushs, já presentes no programa. Por vezes crio novos ou baixo alguns disponíveis online. Dependendo da técnica, outros resources como texturas, padrões e estilos podem ser usados.

Qual meu traço?

Seu traço é a sua identidade, logo de cara não sabemos como ele é e ficamos muito tempo tentando descobrir, tentar vários estilos e ver a qual você se adapta melhor, por vezes ajuda.

Entre os estilos estão: Mangá, cartoon adulto, cartoon infantil, realista, hiper realista, caricatura, charge, entre outros que variam de área, técnica utilizada, escola, etc. Não tem um prazo para você descobrir seu traço, se você e outras pessoas conseguem notar as mesmas características na maioria dos seus desenhos, provavelmente é um indicio de que seu traço está por ali e tu ainda não notou.

Quanto tempo demora pra aprender a ilustrar?

Olha, depende, se você brincou bastante de desenhar quando criança, se treinou bastante no computador depois, se você é um bom observador, sua persistência e dedicação, ao contrário do que muitos pensam, falta de talento não é desculpa para ninguém deixar de fazer nada. São habilidades que se desenvolvem.

Quanto ao sentido literal, depende da ilustração, leva horas e horas, mas por vezes durante o processo de produção é preciso haver pausas para planejamento, pesquisa, sketchs (rabiscos), um todinho, hahaha, como eu faço semppre, varia com a complexidade.

Quando posso começar a vender?

As vezes tenho a impressão de que as pessoas acham que é festa, hahaha, ocorre um equivoco aqui assim como na fotografia e nos blogs, algumas pessoas vêem como um dinheiro que vem fácil ou sem esforço. Você tem que ser honesto, não tem um tempo certo para começar a vender, vai da demanda e da sua consciência, eu te aconselho a pensar:

  • Você compraria aquilo que está desejando vender?
  • O que você fez tem qualidade o bastante para ser vendido?
  • Sua consciência está tranquila, você fez o melhor que podia?
  • O valor cobrado está de acordo com as técnicas, tempo e estudos aplicados?

Para mim demorou para responder todas as perguntas com o sim, as vezes fico pendurada no “você fez o melhor que podia”, porque sempre podemos melhorar.

Se cansou antes mesmo de começar, pode encomendar comigo, hahaha, espero que o post tenha ajudado vocês, se tiverem mais alguma pergunta, deixe nos comentários que respondo. :D

Adendo 1: Quer saber quanto cobrar? aqui

Adendo 2: Não se engane, se você usa o illustrator para “criar ilustras” por cima de outras que pegou do google ou bancos de imagem, você não é ilustrador, é uma forma de plágio, não seja essa pessoa, pra treinar tudo bem, mas vender, dar de presente, é triste e criminoso.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

24 de mar 2016

Oi gente, sei que os looks não estão saindo com a mesma frequência de sempre, porque estou me dando uma folga da “obrigação” e fazendo por gosto mesmo, hahaha, fora que as encomendas estão mais frequentes, então passo tudo a seu tempo. Fiz dois looks dessa vez.

O primeiro é da Keiko Lynn do blog de mesmo nome, uma super inspiração para mim. Ela é dos Estados Unidos (mais precisamente Brooklyn) e se vocês derem uma olhada nos looks, maquiagens, cenários e produções tudo, vão entender porque amo, é tudo maravilhoso e pólido, enfim, conheçam. ♥

keiko

 

Referencia: aqui

O Segundo look, foi sugerido no grupo Liga Blogesfera, e é da Victoria Emi do Hey Carpe Diem, simplesmente amei o estilo dela, super usaria todos os looks do post em que escolhi esse. Recomendo darem uma olhada no blog também. _o_

vitoria emi

Referencia: aqui

Espero que tenham gostado, me contem qual o favorito, se vocês usariam, etc, beijo. :D

 

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

13 de mar 2016

CARLOOO cópia

Faz tempo que eu não escrevia um Carlouquices, por motivos de: Não estava rolando nada extraordinariamente fantástico em minha vida, mas dai eu percebi que é essa a beleza:
A desesperadora mesmice do ser.
Quando a gente está sobrecarregado com uma coisa, fica implorando pra um pouco de mesmice, pra se jogar na cama e fazer nada, sem ser incomodado pela rotina movimentada.
O problema é que eu sai do movimento, do período em que eu trabalhava fora e fazia faculdade ao mesmo tempo, para o que eu trabalhava em casa nos freelas, blog, e fazia faculdade (em período de TCC) e depois para trabalhar em casa nos freelas e blog. Logo de cara a gente ainda tá pronto pro movimento, fica esperando o furacão vir e levar sua casa para o caos, barulho e corre corre da cidade, mas dai quando ele não vem você fica…Ok!
São esse períodos também, quando entro no banho e na minha cabeça, telefones tocam, meteoros caem, assaltantes invadem a casa, extraterrestres dominam o planeta, dai quando você saio do chuveiro ensaboada correndo pra verificar, tá tudo na mesma.

CARLOUQUICES1
As pessoas acham que trabalhar de casa é glamour, já que temos autonomia para fazer o que quisermos, quando quisermos, porém esse é exatamente o problema. Quando você tem um prazo para entregar algo, mas sabe que o netflix tá ali, o facebook, umas comidas na cozinha, enfim, fica bem difícil se concentrar, hahaha.
Fora isso nos não temos os geradores e nobreaks das empresas, pra segurar a onda quando a chuva aperta.

Eu costumo perder a noção dos dias quando estou muito concentrada em alguma encomenda, mas busco ficar o mais confortável possível, mal percebo mas passo a semana toda alternando entre pijamas e como só tenho roupas cinzas, parece que não tomo banho, hahaha, tirando os dias de gravar vídeo e fotografar look, claro.

CARLOUQUICES2

Os vizinhos provavelmente acham que viajei ou morri, tirando meus parentes que não entendem nada e acham que eu preciso pedir emprego para os políticos, enfim, as coisas estão tranquilas e eu estou felizinha, carloucando por aqui.
Comprei um celular, estou rezando para que ele chegue ok (depois conto porque estou preocupada com isso), para que eu possa voltar para o snapchat, que parou de pegar porque meu iphone 4 já não aguenta.

Espero que tenham gostado, até!

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 2 de 29123456... 29››
 
ir ao topo