27 de abr 2017

Nome: Duff
Autor: Kody Keplinger
Editora: Globo Alt
ISBN: 9788525060631
Número de páginas: 326
Sinopse: Bianca Piper não é a garota mais bonita da escola, mas tem um grupo leal de amigas, é inteligente e não se importa com o que os outros pensam dela (ou ela acha). Ela também é muito esperta para cair na conversa mole de Wesley Rush — o cara bonito, rico e popular da escola — que a apelida de DUFF, sigla em inglês para Designated Ugly Fat Friend , a menos atraente do seu grupo de amigas.
Era um dia dos namorados, Sue não tem namorado, Sue não ganha presente de dia dos namorados. MENTIRA! Ganhei esse livro lindíssimo de presente do meu namorado não-namorado, Ângelo Calabresi, melhor pessoa que você respeita. O filme? Eu já tinha assistido no Netflix, mas eu não tava preparada pro que se encontrava em minhas mãozinhas.
maDura

É assim que Bianquinha Piper se sente. Como se fosse invisível, no meio das suas amigas absurdas de lindas e gostosas, ela segue imaginando que nunca ninguém vai a querer. Sentar triste no chão e chorar até o outro dia por causa disso? Não era uma opção e ela sabia disso. Então, vamos fazer o melhor que temos com o que a vida nos deu, não é meixmo?
B decide que não era tão ruim assim ser a “amiga gorda”. Afinal, ela não tinha que se preocupar com nada, além ser quem é. Na teoria. Mas sabemos que a realidade pode ser cruel, e, claro, alguém ia interferir nessa felicidade de Bianca, ele mesmo, Wesley Fucking Rush.
sUper girl
Como ser feliz quando alguém fica constantemente te lembrando do quão horrorosa você é? É exatamente isso que sr. Wesley faz questão de fazer ao apelidar a moça Bianca de DUFF *a miga gorda que ngm quer*. No começo do livro, tudo o que você quer é esganar esse boy, porque ele é lindo, popular e inteligente; e pior, ele sabe disso.
Mas se fosse só se sentir feia, ok. O problema é que os pais da Bi estão passando por um divórcio, muito difícil e pesado no caso. E, como distração, o que senhorita Bianquinha faz? Claro! Tasca logo um beijo em Wesley (Safadão).
aFável
E aí que começamos a melhor relação de amor e ódio que você pode imaginar, querido leitor. É uma coisa muito louca e forte o que um sente pelo outro. Claro que a sociedade é horrível, então temos a questão do Wesley ter medo de assumir um relacionamento com a DUFF e ser julgado; e, ao mesmo tempo, o medo da Bianca de se envolver com alguém tão inconsequente e desesperado como esse garoto é.
Pra quem viu o filme: o relacionamento deles no livro é MUITO mais intenso. Num nível que você não tem noção. Não quero dizer que a versão cinematográfica seja ruim, pelo contrário, é uma das coisas mais fofadoráveis da vida. Mas o livro é muito mais pesado, em todos os sentidos. Você sente muito na pele o que a protagonista vive e isso é algo que as telas não conseguiriam passar no caso dela.
e, finalmente, Fofa

Não ache que as amigas da Bianca, Casey e Jessica, são horríveis. Na verdade, elas ajudam a B em tudo, em todo esse processo. Exceto no caso do Wesley Rush, porque isso é segredo né migxs.

E, as palavras tem poder, acima de tudo. Às vezes a gente não percebe quanto poder temos na vida das pessoas até que certas coisas aconteçam. Enfim, só lendo pra saber agora!

SEJAM DUFFs!

Uma jornada pela auto-estima e novos sentimentos, pelo medo e pelo amor, pela sinceridade e pela amizade. E é tão delícia acompanhar essa evolução dela! Por isso vim indicar esse livro amorzinho pra que vocês leiam e sintam-se DUFFs, mas é claro, na definição Sue. hahaha.

um peixo no core, :)

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

06 de abr 2017

Nome: Um Dia
Autor: David Nicholls
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580570458
Número de páginas: 416
Sinopse: Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas — vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois.

É meus queridos leitores, a vida é mesmo uma caixinha de surpresas. E é sobre isso que vim falar hoje aqui.

“No entanto, é Emma quem ele mais deseja ver. Por que não está com ele esta noite? Existem tantas coisas que gostaria de perguntar, como por que os dois nunca ficaram juntos, eles ficariam tão bem juntos, uma equipe, um casal, Dex e Em, Em e Dex, todo mundo diz isso.”

Todo mundo tá tomado por uma reflexão coletiva sobre “Os 13 Porquês” essa semana, devido ao lançamento da série na Netflix. A série aborda algo muito parecido com esse livro: as decisões que você toma podem mudar tudo no final.

E numa pegada meio “temporal” e meio “e se”, nos jogamos na história pra descobrir o mundo dessas duas pessoas que têm a vida em eterna colisão.

15 de Julho

Todos os anos, no mesmo dia, David Nicholls nos conta – numa narrativa meio maluca e desconexa em terceira pessoa – por onde andam Dex e Em. Em alguns anos estão juntos, em outros não. Em alguns anos eles não conseguem se ver longe um do outro, em outros nem se falam.

Esse dia, porém, não trata apenas dos dois. Ele trata da vida. Fica nítido pro leitor que o tempo passa, pessoas surgem e coisas mudam. As pessoas mudam. O livro mostra que tempo dá e que o tempo tira, mas acima de tudo, o tempo ensina.

Dex e Em, Em e Dex

Com o decorrer dos anos, você vai ver a evolução dos dois personagens (mais da Emma do que do Dexter, só pra constar) e como as mudanças externas vão os mudando internamente.

A história começa com os dois na faculdade, 1988, preocupados com o futuro e animados com tudo o que podem viver. Emma é uma garota cheia de sonhos, mas com poucas condições e Dexter, um garoto cheio de condições, mas com poucos sonhos.

Eles tem uma conexão incrível. E essa conexão se transforma em amor. Porém, como são jovens (eternamente) e não sabem lidar com essa nova emoção, eles decidem ser melhores amigos, convencendo-se de que o amor pode manifestar-se de várias maneiras. A questão que resta é: será que só isso basta?

Por que você deveria ler?

“O negócio era ser corajosa e ousada e realizar alguma coisa”, pensou consigo mesma. Não exatamente mudar o mundo, só um pouco à sua volta. (…) Mudar a vida das pessoas através da arte, talvez. Escrever coisas bonitas. Agradar aos amigos, continuar fiel aos próprios princípios, viver plenamente, bem e com paixão. Experimentar coisas novas. Amar e ser amada, se possível.”

É muito simples, porque vai ter dar um insight de como a vida é curta e merece ser vivida com todas as suas forças. De que não devemos deixar para amanhã o que podemos fazer hoje. De que não devemos deixar de falar as nossas verdades e sentimentos. E, principalmente, de que não devemos ter medo; afinal, a vida sempre encontra um jeito de colocar tudo no lugar, só pra bagunçar tudo depois.

O filme!

Esse livrinho lindo tem uma adaptação para o cinema com a MARAVILHOSA da Anne Hathaway no papel de Emma e Jim Sturgess no de Dexter. É uma daquelas aonde o filme é tão bom quanto o livro, talvez até um pouco melhor, por conta da narração mais linear.

Cheio de cenas emocionantes e um final absurdo de louco, você não se arrependerá de assistir e ser feliz; claro, depois de ter lido o livro! hahahaha

E é isso galera, deixem aqui nos comentários o que vocês acharam do livro, se gostariam de acrescentar alguma coisa e se vocês se apaixonaram tanto pela história e derramaram várias lágrimas igual euzinha.

:)
Um peixo no core,

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

23 de mar 2017

Hello guys, how are you doing?

Não, não tão no site errado não, ainda estamos aqui nessa coisa maravilhosa! E SIM, hoje falaremos um pouco sobre como treinar esse seu Inglêzinho! Vocês fazem curso de inglês? Aprenderam sozinhos? “Nossa Sue, mas dá pra aprender sozinho? SIM, MUITA COISA!

“Mas tá muito difícil!”

As pessoas tem o costume de achar que aprender inglês é só pagar um curso, mas tem muito mais envolvido. Mesmo quando você faz curso – o que vale muito a pena! – você ainda precisa cuidar do seu self learning, que é a prática de aprender sozinho. Por isso, antes de começar qualquer coisa, um aviso importante: NÃO DESISTA FÁCIL.

Se você ainda está num nível básico e quiser tentar, TENTE! Uma boa sugestão é pegar aquele livro que você já leu 500 vezes e ler ele em inglês. Você já vai saber 80% do que tá acontecendo ali, e só associar na sua cabeça as ideias, só que agora em outra língua.

Se você já está num nível intermediário ou avançado, ótimo! Ler vai ser uma coisa muito legal, mas só se você sentir que não deve depender de tradução!

“Como assim não é pra traduzir?”

Ao invés de ler traduzindo (o que obviamente vai levar mais tempo do que deveria), é sempre bom imaginar a cena que tá rolando, igualzinho com um livro em português! Saiba que vão surgir palavras que você nunca viu na vida, é normal! Ao invés de procurar traduzir essas palavras, tente entendê-las pelo contexto.

Por exemplo:

“I know you didn’t like me as much I liked you. I know you would rather been with him, and I dealt with that a long time ago. I’m over it.”
Anna and the French Kiss, Stephanie Perkins

Preste atenção na parte em negrito. Pode ser que você não faça ideia do que essa frase significa, pois trata-se de algo que você só aprende nos livros avançados. Porém perceba o contexto! A pessoa está comparando um personagem com o outro. Pensando nisso, não dá a impressão que esse “you would rather been with him” é a preferência de com quem a pessoa está dialogando?

Nisso você não precisou de tradução e nem de dicionário e nem de nada. A dedução vai ser uma importante arma, principalmente em estruturas gramaticais. E, se você preferir, você pode colocar um post-it pra pesquisar sobre aquela estrutura mais tarde e estudá-la! Viu que bonitinho e fácil? Não tem erro!

O mesmo se dá com palavras. Tente entendê-las, mesmo se não estiver certo do que está lendo. E aí marque a palavra pra depois pesquisá-la em um dicionário de definição.

Com qual livro devo começar?

Os livros mais tranquilos de se ler em uma língua estrangeira são aqueles que tem adolescentes como protagonistas. Esse tipo de livro é geralmente ambientado na escola ou na casa do protagonista, o que indica vocabulário tranquilo de lembrar e, caso necessário, deduzir.

Os diálogos também são, em sua grande maioria, informais. Portanto, as frases são estruturadas de maneiras simples.

E, por fim, eles usam muitas gírias! Isso pode ser útil – e muito! – pro seu desenvolvimento linguístico.

Uma ferramenta amor!

Depois que eu descobri o Kindle minha vida mudou. Eu lia muito em inglês, mas era muito dependente de post-it pra ir lembrando as palavras que aprendi.

O Kindle tem uma função que te dá a definição das palavras, chamado Dicas de Vocabulário, então a leitura fica mais dinâmica e certa.

Além disso, você tem um dicionário de definição ali na mão, só apertar a palavra que ela fica em negrito e você já pode ser feliz. :)


E, tratando-se de loja virtual, os livros em inglês são sempre mais baratos do que a versão traduzida. Tipo muito mais baratos! Tipo uns 20 reais mais baratos, dependendo do livro claro!

Mas se ainda preferir a versão física, as coisas ficam ao contrário. Ainda assim, vale a pena pagar um pouquinho mais caro na versão em inglês! Em livrarias grandes, como Saraiva Mega Store e Livraria Cultura, você pode achar vários títulos legais.

Nota da Carla:
Oi gente, invadi o post para fazer uma sugestão ótima envolvendo livros e inglês. Uma coisa que me ajudou muito foram os audiobooks em inglês, para melhorar o listening, comecei a ouvir os livros que já havia lido, acabei viciando e passei para séries inteiras (como Harry Potter, Divergente, Jogos Vorazes e Vampire Academy). Dessa forma, quando estou lendo algo em inglês, se não entendo a palavra ou expressão, leio ela em voz alta e pela sonoridade lembro seu significado. Beijo beijo.

Se  joga!

Migxs, o negócio é meter a cara e não ter medo não! Você pode até combinar com seus amigos e montar um clube do livro, onde cada um contribui com um título e depois vocês brincam de ensinar um ao outro tudo o que aprenderam.

E vai ter muito a aprender! Só não ter medo e seguir seu coraçãozinho, sempre.

Se você gostou desse post e quiser algumas indicações de o que ler em inglês, só deixar aqui nos comentários! :)

Um peixo no core,

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 1 de 1412345... 14››
 
ir ao topo