06 de nov 2014

aguilera

Não sei se todo mundo gosta desse tipo de filme, mas confesso que adoro! Esse povo largando tudo para trás e seguindo seus sonhos me inspiram, mesmo que em alguns filmes seja tão extremamente forçado.

Escolhi 4 filmes para indicar para vocês, já vi gente falando que os odeia, mas tirem suas próprias conclusões, tentem não julgar tanto, afinal, como eu disse no último post de filmes de terror, o clichê em si não importa, o legal é ver como cada um trabalha com ele.

Rock of Ages

Esse filme é um musical recheado de clássicos do rock, provavelmente o mais odiado de toda a lista. Eu amei, sou louca por soundtracks e logo tinha todas no celular. Consegui entender muito bem a ideia de comédia boba que eles passaram, cheio de referências do mundo rock, achei bem engraçado, me julguem. Adorei ver o Tom Cruise pirado, vale a pena!

Burlesque

Burlesque é um filme feito basicamente para mostrar o quanto a Cristina Aguilera é incrível e para mostrar como a Cher consegue ser diva (não importando a idade). O filme é fantástico, muito bem produzido, cheio de músicas de amor, dando uma vontade louca de dançar e tem o Cam Gigandet (de Crepúsculo, lembra?) todo charmoso para nos distrair, hahahaha, além da Kristen Bell <3.

Show bar/Coyote Ugly

Eu gosto muito desse filme, já está um pouco velhinho, mas é super dentro do tema, menina do interior que resolveu ir para a cidade, as coisas dão errado e ela acaba trabalhando no Coyote Ugly, um bar onde as garçonetes/bartenders dançam em cima dos balcões. <3

Crossroads

Esse é o filme da Britney, lembra? Aquele que passou até dizer chega na sessão da tarde. Só sei que depois de todos os contratempos elas acabam se juntando e indo perseguir seus sonhos. Recomendo esse filme só para você poder dizer que também viu, é sempre bom ter referências.

Vou parar por aqui, porque se não teria de incluir os de dança e quero fazer um post com eles depois.

E aí? Já assistiram ou assistiriam um dos filmes acima? Me contem!

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

03 de nov 2014

captura-de-tela-2014-05-20-acc80s-19-31-14

Olá!

Eu estava preparando um post sobre musicais, mas decidi fazer outro convite a vocês (porque não existe satisfação maior do que indicar bons filmes pros amigos). Desde mais ou menos o meio desse ano, o Cinemark separa sessões toda semana para passar um clássico. Atualmente, a proposta está na quarta temporada, mas vou comentar aqui caso vocês ainda não conheçam.

Em algumas redes do Cinemark (você pode conferir se a que você vai está incluída nesse link) têm sessões em horários específicos toda semana (quarta, 19h30; sábado, 23h55; domingo, 12h30). A cada semana, um clássico fica em exibição, ou seja, é uma chance única para aqueles que querem assistir ou reassistir a filmes antigos. Com a quarta seleção de clássicos, vocês ainda podem conferir Uma linda mulher, Love Story, Scarface e Bonnie e Clyde. Recomento todos, principalmente Love Story.

 Um dos filmes que passou na primeira temporada da proposta foi o Laranja Mecânica e eu fui assistir quando passou em junho em uma quarta-feira e quase não consegui lugar. Foi fantástico. Depois, na segunda temporada, fui assistir ao Forrest Gump no domingo e estava mais vazio. Contudo, acredito que isso tenha a ver com o filme e não com os horários das sessões.

Pra quem tá me odiando por ter ficado com vontade de assistir a esses filmes, o Cinemark vai fazer a quinta temporada a gosto dos fãs. Ou seja, você pode votar na página do Facebook para eles passarem novamente Laranja Mecânica, Forrest Gump e tantos outros. É só curtir. O link está aqui.

10616147_771685116212495_2301345526977454982_n

Confiem em mim, assistir a esses filmes no cinema faz uma enorme diferença, pode não parecer, mas é outra emoção. Também é ótimo para relembrar uma época da nossa vida ou, para quem não era nascido nos lançamentos desses filmes, conseguir ter a sensação de como foi.

Votem no filme que vocês querem ver e reúnam a galera pra reassistir a esses filmes. Meus amigos foram assistir ao Forrest Gump comigo e adoraram. Não esqueçam de me dizer aqui nos comentários o que acharam da experiência!

E como já dei spoiler no começo do post, daqui duas semanas volto com alguns musicais pra vocês!

Beijos e até a próxima!

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

25 de out 2014

 

terr

Antes de começar a falar, gostaria de explicar que quando penso sobre filmes de terror costumo dividi-los em 3 segmentos:

  • Casa abandonada/local misterioso que guarda algum mal;
  • Terror em qualquer parte (espíritos, demônios, maldição por objeto etc);
  • Serial killer.

Annabelle

Invocação do mal foi o clássico ‘Casa Abandonada’ e conseguiu dar a volta por cima, apresentando seu clichê de forma envolvente e surpreendente, com jogos de câmera e cortes secos.

Annabelle é o ‘terror em toda parte’, pois pode ser transportada para outros lugares, como influenciar objetos e pessoas a fazer várias coisas. Os momentos de pausa em que a cena fica suspensa e o som de fundo é totalmente cortado, premeditando o momento do susto, que foram essenciais para os gritos de medo no cinema (não só os meus, pois foi uma gritaria louca).
Eu já havia contado a história da Annabelle no mesmo post em que resumi a história dos Warren (clique aqui), logo após ter assistido Invocação do Mal, um dos meus filmes de terror favoritos.
Fui assistir Annabelle e o filme não deixou a desejar, voltei do cinema rouca de tanto gritar. É preciso lembrar que ele foi baseado/inspirado na história real da boneca e não fielmente reproduzido, superando as expectativas dos fãs ansiosos pelo primeiro filme.

Óculus

Esse filme começa bem, logo me prendeu a atenção, mas não pelos sustos desde o começo e sim por eu não ter conseguido entender a história, coisa que é intencional, pelo que entendi, os últimos dois minutos que fecham o filme. É um ‘terror em toda parte’ pois o foco do filme é um espelho.
A fotografia do filme é muito boa e quando as cenas entre os personagens, crianças e adultos, começam a se misturar da até dor de cabeça de pensar no trabalho que deu para fazer.

The Quiet Ones

Mais um ‘terror em toda parte’, porém que se passa em uma casa.

O filme fala de uma menina que acredita ser possuída e um grupo de médicos tenta curá-la. Por acreditar que ela tenha um distúrbio mental (combinado com telecinese), eles a levam para uma casa de campo, onde tentam tratá-la. É um filme bem interessante, achei realmente diferente e para quem se interessa por psicologia é um prato cheio.

Haunt – A face do mal

Mais um ‘Casa abandonada’. Logo de cara eles já mostram que a casa tem algum problema sério: Os espíritos dos ex moradores que morreram tragicamente. Há uma reviravolta no final que me lembrou American Horror History (a 1ª temporada). Esse é o meu segundo favorito dessa lista!

Apesar dos clichês eu gosto muito de filmes de terror, acho que a questão não é procurar pelo clichê e sim observar como aquele filme foi trabalhado para fugir do padrão ou chocar com algo que você não esperava.

Espero que tenham gostado, já assistiram algum desses filmes?

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 27 de 30«1 ...2324252627282930››
 
ir ao topo