21 de dez 2013

Estou ansiosa pelos lançamentos do cinema em janeiro, pelo menos nesse aspecto 2014 já começa bem. Portanto, vou mostrar os que mais quero ver, quem sabe vocês não se interessam também.

03/01

Frozen: Uma aventura no gelo (Frozen)

A história se desenrola em torno dos poderes de Elsa e a relação com sua irmã Anna, porém não entrarei muito em detalhes (vejam o trailer).
Ok, confesso, que como o filme foi lançado lá fora antes, eu já assisti na internet, só não passo o link porque a legenda não está das melhores.
Frozen é um conto de fadas moderno, seguindo a característica de Enrolados e tirando das princesas aquela frescurada de ser certinha. Dublado por Kristen Bell (♥) e Idina Menzel, a trilha sonora é perfeita (já estou viciada).

A fita azul (Electric Children)

Resumindo, Rachel é uma jovem mórmon que descobre uma fita proibida (azul) de rock’n roll, após três meses descobre que esta grávida e atribui esse fato a fita, porém seus pais não acreditam nisso e tentam casá-la de qualquer forma, ao saber disso, Rachel foge para a cidade mais próxima, Las Vegas.

10/01

Atividade Paranormal – Marcados pelo mal (Paranormal Activity: The Marked Ones)

Muito mais latino e pelo trailer cheio de efeitos “alá Poder sem limites”, esse spin-off de Atividade Paranormal me parece ser realmente ruim, mas por gostar muito da série e poder falar mal depois, vou assistir.

 
Confissões de adolescente


Quem assistiu pelo menos um pouco da série Confissões de Adolescente, vai sentir uma pontinha de nostalgia. Muito mais moderno e com Clarisse Falcão na trilha sonora. ♥

24/01

Herdeiro do diabo (Devil’s Due)

Ae Ae outro filme de anticristo. Desculpa, realmente gosto de filmes de terror. Me lembra Atividade Paranormal e O último exorcismo, claramente com mais efeitos especiais, pois bem, vamos aguardar.

31/01

A menina que roubava livros (The Book Thief)

 
Durante a Segunda Guerra Mundial, Liesel Meminger sobrevive fora de Munique através dos livros que ela rouba. Ajudada por seu pai adotivo, ela aprende a ler e partilhar livros com seus vizinhos, incluindo um homem judeu que vive na clandestinidade (sim, copiei a sinopse kkk). Já fiz um post sobre a menina que roubava livros, mas não pude deixar de mencionar novamente. ♥

Espero que tenham gostado e que os filmes superem nossas expectativas.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

20 de out 2013

O Halloween é minha data comemorativa favorita, não só pela parte dos doces (que no Brasil nós nem temos, a não ser que nós mesmos compremos kkkk) mas pelo significado místico e todas as histórias carregadas de magia em torno da data. Por isso resolvi fazer alguns posts nesse clima Halloween, pra agitar um pouco as coisas. Vamos ao primeiro!

Invocação do mal nos mostra um ótimo roteiro, efeito de câmera e trilha sonora muito legais. Porém o que mais nos chama atenção com certeza é a história. Todo mundo ficou dizendo que isso de colocar baseado em fatos reais é apenas para por medo nas pessoas ou uma tentativa de maior venda nas bilheterias, mas nesse caso os fatos foram realmente reais.

O casal Warren investigou mais de 10.000 casos de assombração ao longo de sua carreira, além de invocação o mal o caso de Amityville também foi retratado em um filme e dizem que é só o começo, então acho que já esta mais do que na hora de sabermos mais sobre eles e seus casos.

Ed era um demonologista e Lorraine uma Medium clarividente, e bem, funcionou para eles. Em 1952 eles fundaram o New England Society for Psychic (N.E.S.P.R.) e abriram um museu do ocultismo em Monroe – Connecticut (que contém todos os objetos que recolheram em sua trajetória).

Hoje Lorraine tem 86 anos, (Ed faleceu em 2006) e ela conta em uma entrevista quando percebeu que tinha o dom da clarividência e como conheceu Ed:

No início foi turbulento. Estudei em uma escola particular católica para meninas, onde comecei, aos 12 anos, a ver luzes ao redor das pessoas. Um dia eu disse a uma das freiras que a sua luz era mais forte que a da madre superiora. Isso me rendeu um castigo de três dias, sem poder falar ou brincar. O pior é que eu não podia contar o que via aos meus pais, com medo que eles não entendessem ou ficassem chateados comigo. Guardei tudo para mim até completar 16 anos, quando conheci Ed, meu marido, que foi o único a me entender, pois ele cresceu em uma casa mal-assombrada, dos cinco aos 12 anos. Por isso, se interessou em investigar os fenômenos comigo. Ed queria ajudar as pessoas que enfrentaram o mesmo que ele. Quando criança, Ed costumava ver o fantasma de uma senhora no armário do seu quarto e ouvir a batida de uma bengala no solo, a mesma que o seu avô falecido tinha.

Para ler a entrevista completa clique aqui.

passe o mouse sobre a foto

Sobre o caso do filme “Invocação do mal”:

O caso real era conhecido como Harrisville Haunting e segundo o casal “foi a investigação mais intensa, convincente, perturbadora e importante” e muito do que aconteceu foi deixado de fora do filme. Carolyn e Roger Perron e as cinco filhas Andrea, Nancy, Christine, Cindy e April foram as vitimas reais das dezenas de fantasmas existentes na propriedade, para o qual haviam acabado de se mudar.
Alem dos espíritos amigáveis, crianças brincando, uma mulher varrendo, entre outros, eles se depararam não só com e Bathsheba (a bruxa satanista do filme) os fantasmas que puxavam os cabelos e pés das meninas a noite, como também um gasparzinho tarado que pelas insinuações da irmã mais velha tentava molestá-las. Infelizmente, os Perron foram obrigados, por suas condições financeiras a permanecer no local por longos 10 anos e depois mudaram-se para a Georgia.
A irmã mais velha Andrea, lançou 3 livros contado o que ela e a família passaram na casa.

Caso queira ler mais sobre esse caso a matéria mais completa que eu encontrei foi aqui

passe o mouse sobre a foto

Sobre o caso do filme “Horror em Amityville”:

Assim como no filme Ronald DeFeo Jr., apelidado de “Butch” matou os pais e os 4 irmãos mais jovens a tiros, a mando, supostamente, de uma entidade presente na casa.
Na vida real, os 6 corpos foram encontrados em suas camas, deitados de bruços, isso levou a especulações de porque ninguém acordou ao som de tiros. Como nenhum dos vizinhos escutou nada? O rifle não tinha silenciador.
George, Kathleen Lutz e seu filho Daniel se mudaram para o  nº 112 da Ocean Avenue, Amityville, Nova York e em 28 dias fugiram de lá deixando todos os seus pertences para trás. Chamaram um padre para benzer a casa, e o mesmo disse a eles que se fossem até lá o espirito retornaria.
Daniel esta para lançar um filme contando como se lembra dos acontecimentos.
Nesse ponto da história os Warren, assim como outros foram até a casa investigar se realmente era mal assombrada e segundo eles esse foi seu pior caso, pois o mal que havia na casa os seguiu.

passe o mouse sobre a imagem

Você acredita que isto ainda está te seguindo?

Lorraine: Acho que qualquer coisa pode ativá-lo. Ele tem a sabedoria e a astúcia de todos os tempos. Portanto, sua fé deve ser muito, muito forte no que você está fazendo… Enfim, chegamos em casa. Ed levou sua mala até seu escritório, que está no nível mais baixo em nossa propriedade. Os quartos são no mais alto nível. Eu fui para a cama. Eu abri esse envelope marrom que peguei na estação de correios, e havia um pequeno livro com Padre Pio. Eu pensei que era interessante. Eu decidi que iria ler para ver o que tinha a dizer. Então eu percebi que dois dos meus cães, um cão pastor belga, e um border collie, que estavam na sala comigo, não estavam agindo direito. Eles estavam agindo como se estivessem drogados. Ou algo assim. Eles estavam agindo muito estranho. Eu tentei ler o primeiro parágrafo. Quando o sua concentração é afetada, você sabe que há alguma força tentando chegar até você para causar confusão. É o que eles chamam de confusão diabólica. Sentei-me ali, e eu não podia me mover. Tudo o que eu tinha que fazer era tocar um botão que estava ali, para a segurança, que assim o meu marido saberia que algo estava errado. Mas eu não podia. Sintia-me quase paralisada. Então, o único som que eu ouvi é um som que eu só posso comparar com grandes folhas de chapa de metal. Como alguém estivesse sacodindo-as. Em seguida, houve este ciclone de vento, e escuridão. Parecia que ele estava sugando tudo para ele. Ele surgiu a partir do nível mais baixo, para a sala de jantar, sala de estar. Quando ele entrou na porta, havia uma enorme massa preta. Chamei minha fé, fiz um grande sinal da cruz e disse: “Em nome de Jesus Cristo, eu exijo que você saia e volte de onde você veio.” Você só pode fazer isso com fé. Não com palavras. Agora, em segundos, não minutos, meu marido entrou e deitou sobre as cobertas ao meu lado, colocou a mão sobre a minha e diz: “Querida, você tem alguma ideia do que acabou de acontecer?” Ele estava a uma distância extrema de onde eu estava e a mesma coisa aconteceu com ele. Ele tinha água benta em sua mesa. Ele jogou para aquilo e fez o sinal da cruz no ar. Esse foi apenas o começo…

Para ler essa entrevista inteira clique aqui.

passe o mouse sobre a imagem

Sobre o caso da boneca Annabelle:

Donna, uma estudante de enfermagem ganhou de sua mãe uma boneca, na época ela morava com sua amiga Angie e em pouco tempo elas perceberam que a boneca se movia e logo começaram a encontrar bilhetes pela casa que diziam “Help us” ou “Help Lou”, até que um dia encontraram a boneca em uma posição totalmente diferente e com algumas manchas de sangue. Isso foi o suficiente para que elas procurassem aconselhamento com uma medium que disse ser espírito de uma menina de 7 anos, Annabelle Higgins habitava a boneca e só queria ser amada, o que fez com que Donna mantivesse a boneca.
Lou, seu amigo, era contra, e várias vezes aconselhou que se livrassem dela. E por isso foi alvo de dois ataques, um sonho extremamente vivido em que Annabelle o sufocava (do qual Lou acredita não ter sido um sonho) e arranhões no peito que motivaram Donna a entrar em contato com um padre e a história acabou por chegar nos ouvidos dos Warren.
Após ser exorcizada a boneca continuou ativa, tentou sabotar o carro dos Warren no caminho para casa e por semanas continuava a aparecer em lugares diferentes da casa e flutuar, alem de quase ter causado a morte de um clérico que visitou a casa e acusou-a de ser apenas uma boneca.
Sete anos depois acreditasse que a boneca foi responsável pela morte de um jovem que a desafiou.

A história de Annabelle é contada no video, com mais detalhes.
Caso que investigaram em Connecticut, mostra Ed se comunicando com um poltergeist.
Lorraine pode ser vista na tv à cabo em diversos programas de investigação paranormal dando consultoria. :)

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

30 de ago 2013


Acabei de ver o trailer de “A menina que Roubava Livros”. Já estou ansiosa e ciente de que vou chorar demais com o filme.

Sempre esperamos que o filme seja tão bom quanto o livro, muitas vezes ficam devendo. O livro me parecia bem mais triste mas fora isso, até aqui, acho que não mudaram muita coisa. 

 

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 27 de 28«1 ...232425262728››
 
ir ao topo