29 de jan 2015

Olá gente, vocês devem estar se perguntando porque eu desacelerei o ritmo dos posts da viagem, pois bem, vamos lá explicar. Eu estou em Sertânia, uma cidade pequena, divisa entre Pernambuco e Paraíba, bem do tipo que todo mundo se conhece (metade tem parentesco) e sabe de tudo de todos. As casinhas da cidade são bonitinhas e coloridas, porém menos glamourosas que as do Recife e dei muito azar de esquecer o cartão de memória no dia em que realmente andei pelo centro dela, geralmente fico no sítio, onde mora a maior parte da minha família (pere, me deixe contar… sim, acho que é a maior parte).

Não se iluda, não há muito glamour nos sítios por aqui (pelo menos não nos que eu passei) como vocês talvez estejam imaginando, gramados, piscinas e churrasqueiras, blablablá, não. A seca do sertão sempre me  impressiona, choca, de certa forma e as vezes só quem já passou por aqui (ou lugares semelhantes) pode compreender a profundidade da tristeza e a determinação de quem vive, para prosseguir embaixo desse sol.

As fotos a seguir são registros aleatórios daqui:

Porteira do Sítio Queimada do Milho

Vontade de encher o post com fotos de cactos <3

Palmas

Um dos trigêmeos

9

E para lá fica a cidade

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

27 de jan 2015
Marco Zero

Deste marco partem as distâncias para todas as terras de Pernambuco

O Marco localiza-se na praça Rio Branco, no bairro do Recife (Conhecido como “Recife antigo”), que é cheio de prédios históricos e coloridos. Voltei no Marco Zero duas vezes, no dia em que encontrei as meninas e no seguinte, por motivos de: Fotos insuficientes.

Marco Zero vista

Recife

O pessoal gosta de tirar fotos dentro do nome.

Recife Antigo

Caixa Cultural e prédios coloridos

Funko pop

Depois de me espancar mentalmente por ter esquecido de tirar uma foto com a Alice do topo da Sé em Olinda, tirei essa dela no Marco Zero <3
Tirei muitas fotos dos prédios no Recife antigo, mas vou poupá-las para o post de Arquitetura do Lente Criativa – Fevereiro, aguardem…

Recife antigo

Momento “Omg, quero essa bicicleta”

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

22 de jan 2015

Andei andei andei (cante o resto da música mentalmente) …
Poisé minha gente, isso foi o que eu mais fiz nos dois últimos dias. Subi a ladeira gigante de Olinda e bati perna pelo Recife antigo, os posts vão sair ao longo da semana. Hoje vou mostrar Olinda, pelo menos o que eu consegui ver, enquanto morria esbaforida nesse calor.

Olinda foi declarada Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade em 1982 e foi eleita Capital Brasileira da Cultura. Nunca tinha visitado, apesar da vontade, por conta das casinhas coloridas e da vista.

17

São tantas casinhas coloridas <3

São tantas casinhas coloridas <3

Olinda

Todas as portas aqui são tão bonitas, vou arrancar e levar para casa

Faculdade de Olinda

Imagine estudar num lugar assim

Olinda

Olinda

Na frente minha mãe, atrás minha tia Maria (mora na Itália mas adora passar as férias pelo Brasil)

Olinda

E esse black? <3

Olinda

Quase morro nessa última ladeira

Olinda

Vista <3

Olinda

Achei diva

Olinda

Sorveteria John’s , um consolo no alto da Sé. Recomendo!

7

Devo sair ainda hoje de Recife para o interior de Pernambuco, Sertânia. São cinco horas de viagem de ônibus, com ar condicionado, grazadeus), e vamos torcer para que a internet seja ok por lá. Estou com um sotaque violentíssimo de Recife, poderia atuar em “Auto da compadecida II” tranquilamente.

Adendo, escrevi esse post ontem a noite e só consegui postar hoje, já estou em Sertânia, derretendo. ;)

 

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 4 de 512345
 
ir ao topo