02 de jan 2019

EITA, um post, tá viva!

Ontem assisti “Como superar um fora” e, ainda que eu não goste tanto de comédias românticas, me conectei com o blog da Maria Fe. Nele, ainda que ela estivesse despejando o coração em textos, saia leve e engraçado, sinto muita falta disso.
Parei de escrever por me sentir refém da escrita, comecei a pensar que eu não era boa o bastante, esperta o bastante, para escrever. Que eu não conseguia parar para prestar atenção o bastante para ler ou escrever e obviamente, quanto mais você evita fazer algo, mais distante você fica dela.
Quanto você impede, nega, foge de algo, mais longe você fica. Você não vai conseguir melhorar nisso, se não fizer.
Eu falo isso, sempre, pros outros, em relação ao desenho, porque não consigo aplicar na minha vida?
Porque evito, por medo, medo de falhar se fizer, medo do que vou fazer se der certo.
Quero ter coragem de viver minha vida e que só de querer, com tanta força como eu quero, que eu faça.

Esse blog já teve tantos “vai e vem” que não me sinto confortável dizendo que voltará, ele nunca foi, mas espero não esquecer que fiz esse post e que tive essa realização.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

26 de jul 2018

Hoje eu vou aproveitar que cheguei a 30 mil no Canal e fiz uma ilustração para comemorar, para escrever esse post.

Comecei a pensar sobre a minha vida e o canal, minha cabeça explodiu e comecei a questionar mais ainda, se eu deveria estar fazendo o que estou fazendo. É difícil explicar para quem não tentou em algum momento criar conteúdo para a internet, mas vou usar esportes como exemplo, já que essa referência todo mundo tem.

Todo dia é um gol no 7 x 1 da vida. Todo dia em que você não se aproxima do seu objetivo é um round que você perdeu na luta. E nessas situações você decide se continua jogando/lutando ou desiste logo e se prepara para a próxima partida. Pode acontecer até de você nem querer voltar para o esporte, só parar com tudo, sumir.

A diferença é que você nunca vai saber como acabaria se desistir.

Comecei a escrever esse post num momento de crise e não tive tempo de terminar, voltando agora, alguns dias depois, em outro momento, percebo como nos transformamos a cada segundo.

Tanta coisa mudou na minha vida desde então, mas resolvi deixar esse registro no post.

Nesse meio tempo me mudei para São Paulo, estou ansiosa para poder postar sobre aqui para vocês, só preciso organizar/me estabilizar.

Esse look ficou super anos 90, no dia fiquei me sentindo muito estranha, porque gosto de marcar a cintura e achei pelo jeans ser grosso não consegui muito o efeito desejado. Mas olhando as fotos achei tão bonito, engraçado como as impressões são outras.

Blusa e short de bazar de igreja Matriz de Cotia (2 reaix)

Cinto: Bazar Samburá

Bolsa: Estilo menina

Tênis: Quiz

As fotos desse post foram tiradas pela Simone Montilares (@agridocecereja)

Look ilustrado:

Até logo!

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

16 de jul 2018

Passei toda a vida acompanhando filmes e séries de tv e admirando as mulheres incríveis que atuavam neles.

Quando se gosta de algo é natural que o mesmo te inspire e nutra em você um desejo de ser como o objeto de admiração, é meio estranho, porém comum, principalmente quando criança já que estamos aprendendo tanto através da observação de outros. Já na adolescência procuramos nos identificar com algo, nos encaixarmos em uma tribo, saber quem somos e quando não vemos representatividade nos sentimos deslocados e rejeitados.

Esses dias estava pensando em quantos filmes assisti com protagonistas cacheadas e resolvi perguntar no Facebook se as pessoas conheciam alguns títulos para indicar, pois não consegui lembrar de muitos. Vários citaram Valente e De onde vem os monstros, que são animações e uma pequena lista de outros filmes, tão pequena que me deixou um pouco triste, ainda hoje com tanta desconstrução e empoderamento, não há nos cinemas muitos cabelos como os meus, o cacheado ou crespo nos filmes é ondulado ou babyliss, mas espero que no futuro meninas como eu fui tenham outras referências.

Obsessiva

Esse é um filme sobre a Beyoncé, digo, estrelado por Beyoncé, mas depois de Lemonade até parece história real. Obsessiva é um filme de 2009, e conta a história de Derek Charles, um empresário bem sucedido e casado, com sua ex-secretária Sharon (Beyoncé), eles tem um filho pequeno e acabaram de se mudar para uma nova casa, tudo parece bem, até que nova secretária temporária começa a assediá-lo.

10 Coisas que odeio em você

Esse é um dos meus filmes favoritos. Baseado no clássico: A megera domada, o filme transita entre dois casais Cameron e Bianca, Kat (Julia Styles) e Patrick. Bianca e Kat são irmãs, com personalidades e interesses totalmente diferentes, porém com um pai super rígido em comum. Ele impõe que só deixará que a mais nova namore, se a mais velha também o fizer, porém Kat, a mais velha, se recusa.

O som do coração

Outro dos meus filmes favoritos, tem a combinação perfeita para que eu ame um filme: História de amor quase impossível+música.

O filme conta a história de Evan, que vive em um orfanato e sonha em encontrar os país, acredita que poder senti-los através da música. Os pais, que não se conheciam até a noite da concepção do filho, apesar de apaixonados, nunca mais se viram. O filme é simplesmente incrível!

Uma linda mulher

Com seu cabelo ondulado e volumoso, em plenos anos 90, Julia Roberts chamou muita atenção e inspirou vários permanentes, hahaha. No filme Vivian (Julia Roberts) uma prostituta, é contratada por Edward, para passar uma semana a seus serviços, ele é um executivo super rico e acaba apresentando a ela outro mundo, o filme é antigo, mas não vou dar mais spoilers.

Chamada de emergência

Jordan (Halle Berry), é uma atendente do serviço de emergência e recebe a ligação de uma garota que diz ter sido sequestrada. A atendente reconhece a voz do sequestrador de outro caso de sequestro e o filme trabalha o desenrolar dessa história.

Tudo e todas as coisas

Maddy (Amandla Stenberg) é uma adolescente de 18 anos que vive confinada em casa devido a uma doença, mas se apaixona pelo garoto que mora ao lado.

Alguns desses filmes já estão disponíveis no Netflix.

Vocês conhecem outros filmes com protagonistas cacheadas/crespas? Me contem nos comentários :)

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 2 de 236123456... 236››
 
ir ao topo