18 de abr 2017

Sabe aqueles filmes que são tão bons que merecem ser vistos por todo mundo? Eu tenho uma lista imensa de filmes assim e por isso resolvi criar uma serie de posts aqui para compartilhar eles com vocês. Agora, todo mês terá um post com indicações de filmes incríveis que talvez você ainda não tenha visto. Vou buscar sempre indicar três filmes por vez, assim consigo falar um pouco sobre eles e o post não fica cansativo.

Para esse primeiro post escolhi três filmes que tem uma coisa em comum (além de estarem na minha lista de favoritos, claro), todos trazem criticas sociais, sejam elas explicitas ou implícitas.

Réquiem para um Sonho

Requiem para um sonho

Réquiem para um Sonho é um daqueles filmes que não fácil de assistir, mas que com certeza vale a pena. Nele vamos acompanhar, principalmente, a historia de três personagens que lidam com diferentes tipos de vícios. Harry Goldfarb (Jared Leto) e Marion Silver (Jennifer Connelly), um casal apaixonado, que tem como sonho montar um pequeno negócio e viverem felizes para sempre, porem são viciados em heroína. E Sara (Ellen Burstyn), a mãe de Harry, que durante o processo de emagrecimento acaba viciada em pilulas para emagrecer. O filme vai mostrar como o vicio, seja ele qual for, pode destruir vidas e relações. É um filme incrível, com um roteiro super complexo e bem estruturado, que trabalhou muito bem as tragédias e as relações entre os personagens.

Meninos Não Choram

Meninos não choram

Meninos Não Choram é um filme baseado em fatos reais e conta a história de Brandon Teena, um garoto transexual. O filme começa em meados de 1993, mostrando as dificuldades de Brandon para legitimar sua identidade e os preconceitos que sofre, situações que o levam a se mudar de Lincoln, sua cidade natal, para Falls City, região de Nebraska. Nessa cidade Brandon vai fazer amizades, viver um romance com Lana Tisdel e também sofrer diversas violências quando sua transexualidade é revelada.

O filme é bastante “pesado” e já aviso que tem cena de violência sexual, então pra quem isso é um gatilho, é bom saber antes de assistir. Eu realmente passei muito mal com a cena, pois ela é bastante perturbadora. Mas, é um filme incrível, principalmente para que se possa entender o nível de violência que as pessoas LGBT sofrem.

Na Natureza Selvagem

 Na natureza selvagem

Na Natureza Selvagem conta a historia de Christopher McCandless (Emile Hirsch), um jovem recém-formado, que decide viajar sem rumo pelos Estados Unidos em busca da liberdade. Durante sua jornada pela Dakota do Sul, Arizona e Califórnia ele conhece pessoas que mudam sua vida e sua forma de ver o mundo, assim como sua presença também modifica as delas. Até que, após 2 anos na estrada, Christopher decide fazer a maior das viagens e partir rumo ao Alasca, onde vai realmente explorar os desafios da natureza e de viver isolado da sociedade. Apesar de ser um filme que ainda tem vários clichês hollywoodiano com relação a construção do personagem, o filme é muito bom para fazer a gente repensar, principalmente, os nossos hábitos de consumo. A trilha sonora também merece muito destaque, pois se encaixou perfeitamente, deixando muitas cenas dramáticas ainda melhor.

Então, já assistiu algum dos filmes? Me conta nos comentários, e também indica pra gente aquele filme que você acha incrível e que merece ser visto por todos. Xoxo :*

Créditos: O site filmow foi usado para ajudar na composição das sinopses.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

15 de abr 2017

O mundo inteiro enveludou. Logo de cara achei fuen, mas depois que vi o efeito legal do veludo molhado e como, seja qual for a peça, ele transforma o look, tive que me render.
Já estou querendo várias peças e vou mostrar algumas das inspirações, especialmente porque as achei bem reais, afinal andei olhando pelas lojas de departamento no shopping e tem a maioria dessas peças, então, possibilidade real de reprodução dos looks na vida.

Body, com decote nas costas: Os bodys e maios entraram com tudo no figurino das estilosas de plantão. Desde o começo do ano vejo um mais bapho que o outro, ja adquiri o meu em veludo.

Vestido camisetão: Esse é o tipo de peça que faz o look, não precisa de muito mais com uma peça chave dessas, simples e ao mesmo tempo sofisticada.

Blazer: Esse é o tipo de peça que a gente usa uma vez na vida uma na morte, pra ser sincera, mas quando usa, vira referência.

Quimono de veludo: Os quimonos e cardigans entraram com pé na porta esse ano, de todos os tipos e prontos pra complementar qualquer look.

Regata de alças/Cropped: Vi tantas brusinhas de alças finíssimas que acho que surgiram dos veludos mesmo. Seja para usar sozinho ou fazer sobreposições.

Vestido Ciganinha:

Saia Plissada: Saias plissadas, principalmente midi, estão ahasando demais, muitas vezes metalizadas, mas imaginem o quão sofisticadas podem ficar quando de veludo.

Macaquinho:Vou nem falar nada do macaquinho, porque socorro, que coisa mais linda, conforto é a palavra.

Body: Coloquei esse body extra no post porque a Kendall Jenner usou esses tempos, igualzin.

Tênis: Vocês já viram os tênis lindos de veludo que estão surgindo por toda parte, meus favoritos por enquanto são os modelos da Moleca e Quiz, joguem no google e chorem com a beleza.

Vestido de alças: Assim como as blusas, perfeitos para sobreposições, não só camisetas de algodão como rendas, transparências – Que são super tendências desse ano, várias possibilidades.

Bom gente, é isso, me contem o que mais gostaram nos comentários e se usariam tanto veludo molhado assim na vida, hahaha, beijo.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

14 de abr 2017

Ei! Aproveitando o feriado? Hoje eu tenho uma indicação muito boa para vocês! Os 13 Porquês (13 Reasons Why) se tornou um sucesso mundial, isso não podemos negar. Em qualquer lugar, em todas as redes sociais, fica impossível não ver algo sobre a série. Aliás, aqui no blog, a Bia (que me ajudou a fazer esse post), já fez um post com 13 razões para assistir 13 Reasons Why. Mas apesar de toda INCRÍVEL história, vocês prestaram atenção na trilha sonora? Sim, sou dessas que presta muita atenção na música de fundo, seja em séries ou em filmes. Recomendo, você pode conhecer músicas maravilhosas.

A cantora Selena Gomez é uma das produtoras da série e tem duas músicas na trilha sonora: uma versão inédita de “Only You” (cover de Yazoo) e uma versão acústica de “Kill ‘Em With Kindness”, do Revival. De Selena Gomez a The Cure, a trilha compõe bem a história dos adolescentes Clay e Hannah Baker. Espere músicas com pegada indie, pop calminho e rock gótico.

Como destaque principal temos “Love Will Tear Us Apart” do Joy Division. O clima desta música combinou com a série, com a melodia que mesmo sendo intensa, ainda traz calma. O primeiro trecho dela combina perfeitamente.

When routine bites hard / And ambitions are low / And resentment rides high / But emotions won’t grow / And we’re changing our ways / Taking different roads…

O trecho fala um pouco sobre a rotina, do dia-a-dia e do quanto isso pode ser ruim e corroer com tudo que sentimentos. Enquanto a Bia me ajudava com este post, ela indicou a música “Bored” da Billie Eilish. Até me deu a ideia de fazer um post sobre ela, porque já estou VICIADA!

Todas as músicas da série você pode ouvir na playlist abaixo! Agradeço a Bia por toda ajuda!

Se você quiser saber mais sobre alguma trilha sonora, comenta aqui que eu vou ler com muito carinho e faço um post muito especial!

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 4 de 2121 ...12345678... 212››
 
ir ao topo