25 de fev 2018

Sempre quis tocar um instrumento, mas por muito tempo não tive condições financeira, nem para adquirir o instrumento nem para pagar aulas, vocês sabem como é, a vida aconteceu e outras prioridades acabaram ficando no caminho. Quando tive dinheiro para isso, não tive tempo e continuava não tendo quem me ensinasse, esse ano resolvi acabar com as desculpas, pesquisei qual instrumento dos meus preferidos seria mais fácil aprender a tocar com o auxílio da internet.  Acabei decidindo pelo Ukê, menos cordas, mais fácil de carregar e definitivamente muito simpático, tanto em aparência quanto em melodia.

Fiquei muito em dúvida quanto a qual comprar, afinal não podia bancar o mais caro, porém de melhor qualidade e não queria comprar o mais barato de todos, pois ouvi avisos quanto a sonoridade. Já tinha visto um em uma loja pequena aqui na cidade, mas achei que eles não teriam muitas opções e que na empolgação, eu acabaria comprando uma marca inferior só para ter logo o instrumento em mãos. Resolvi que seria na internet mesmo, muito mais lojas, possibilidade de pesquisar a reputação da loja, da marca, os modelos, reviews e opiniões.

Os Ukuleles são divididos em algumas categorias  (Soprano, Concerto, Tenor e Baritono) de acordo com tamanho, timbre e outras coisas muito mais complicadas que não sei explicar.

Escolhi um Concerto (o médio), 23k da Tagima. Achei o melhor custo benefício, até porque ele já vem com cordas Aquila, não precisei trocar. Comprei pela Americanas, da loja Cifras Music, foi entregue tudo certinho, fiquei com bastante medo de quebrar e etc, mas não, chegou bem embalado e todo montado. Custou R$258,00

Estou praticando algumas vezes por semana, uso principalmente canais no youtube (Amo o da Elise Ecklund) e o site Cifras Club.

Bom gente, é isso, espero que vocês tenham gostado, se tiver alguma dúvida e achar que posso ajudar, deixe um comentário, beijo beijo.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

21 de fev 2018

Demorou um tempo pra nós percebermos que uma conversa que poderia não ser nada pessoalmente, se transforma em uma discussão terrível em redes sociais.

Quem nunca falou algo que não devia por ter interpretado do próprio jeito uma conversa. Cada um é responsável pelo que diz, não pelo que o outro entende, mas somos todos responsáveis pela confiança que destinamos as redes em nossas vidas.

Nós acompanhamos e confiamos em pessoas, comunicadores, todos os dias, desde de pequenos, pessoas que não conhecemos e que nem sempre estão dizendo a verdade.

Não fomos ensinados a lidar com isso a tempo de nos tornarmos também essas pessoas, a cada dia vemos mais criadores de conteúdos, impossível saber quem está sendo sincero e o que não está sendo mostrado. Essas pessoas estão sendo chamadas de influenciadores e nem se deram conta ainda do peso que isso carrega.

Fotos espontaneamente posadas ou momentos espontâneos capturados em fotografia, como saber diferenciar?

Pessoas públicas não precisam revelar tudo que acontece com suas vidas e corpos aos outros, mas priorizar honestidade quanto a seu trabalho denota força de caráter e ética profissional.

O segredo é não colocar nessas pessoas o peso das suas expectativas, não esperar delas mais o que elas podem oferecer, não usa-las como modelo, mas como inspiração no que elas podem te ajudar em crescimento pessoal. Ao mesmo tempo, confie desconfiando e não malde tudo que as pessoas fazem, faz mal pra pra elas e pra você.

Esteja preparado pro pior, mas não se comporte como se o pior já estivesse acontecendo.

Essas fotos foram tiradas no Café Libertê na Liberdade, um lugar muito fofo, decoração linda e comida gostosinha. Recomendo.

Meus planos eram encontrar Simone (Agridoce Cereja, ela que fotografou as fotos em que apareço), mas causou de no dia Natamy (@nahtoff) e Andreia (@meuoculoscorderosa) estarem por lá, foi só amor.

Vocês devem perceber que quase nunca uso acessórios, colares, joias, etc nos looks, as vezes porque não combinam com a roupa ou gosto de um estilo mais suave pra isso. Acho que contei aqui no blog quando ganhei e quando perdi minha pulseira de olhos gregos da Camila (Apenas um Hobbie) me deu.

A loja Joias Boz entrou em contato comigo e fizemos uma parceria, então agora, além da minha pulseira ter sido restituída, mais peças deles aparecerão nos próximos looks.

É uma semi jóia, mais pesada que a minha anterior, folheada a ouro 18k.

Para os interessados, a Joias Boz está com uma promoção de até 50% de desconto nos escapulários de prata masculinos e femininos. Fica a dica!

Cropped: Lojas Renner Short: C&A Bota: Urban Flowers.

A bandana tenho faz tempo, vi no pinterest a ideia de amarrar e achei legal.


Esse post não é um publi, não fui paga por ele, mas recebi algumas peças, vocês sabem que sempre sinalizo, então achei importante avisar.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

16 de fev 2018

Acho que nunca demorei tanto para fazer uma resenha, oops.

Nunca tinha tido contato com a Kamaleão, só conhecia de ouvir falar, por ser uma marca antiga e vegana. Quanto perguntei no Facebook a respeito de quais marcas eram Cruelt Free, foram citados, então pensei em procurar para testar.

Fui visitar o stand na Beauty Fair, algumas amigas estavam procurando também uma das colorações e na época, pelo que entendi, a fábrica tinha passado por um alagamento e eles estavam vendendo alguns kits de condicionantes mais baratos. Conheci lá o dono da marca, que não só fez um precinho super camarada no kit como me presenteou com a máscara pigmentante. Eu prometi para ele que fazia uma resenha com ela, bom, demorei, sorry, mas aqui está. ♥

Eu queria testar a máscara pigmentante com cuidado e em mais de uma situação para ter certeza.

Da primeira vez que apliquei em algumas mechas e misturei 1/1 com máscara de hidratação branca para o resto do eu cabelo que estava rosa. Morri de medo que ficasse muito forte, para minha surpresa, ficou bem claro, quase não pegou. Lembrando que minha base já estava rosa desbotado. O cheiro é INCRÍVEL, não há produto para cabelo mais cheiroso, amo com força!

Não responsabilizo a tinta apenas, eu já estava com uma tinta embaixo e não fiz soap cap, só queria retocar mesmo.

Na época como precisava de um resultado mais forte, mais rápido, troquei para outra tinta que já conhecia e deixei para testar a boto rosa mais pra frente, o que foi só agora, quando voltei para o rosa. Nesse meio tempo mudei a cor do cabelo várias vezes.

Atualmente resolvi fazer algumas luzes a mais e depois de um soap cap (ox+shampoo) com o cabelo ainda molhado apliquei o Boto rosa com duas gotinhas de vg (para anular o amarelo do cabelo) por 10 minutos e olha só:

O rosa ficou lindo, apesar de parecer um ton bem frio, ele desbotou para rose gold no fim.

Condicionantes

O aroma dos condicionante é o mesmo do creme, ele brilha, dá uma alegria de viver ver o creme na sua mão, hahaha. Realmente faz diferença no cabelo. Eles repõem a queratina, recuperam cabelos elásticos, leva alguns dias, tanto antes da descoloração quanto depois, não vai acontecer uma mágica no mesmo dia, mas funciona. Gostei bastante.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 8 de 235«1 ...456789101112... 235››
 
ir ao topo