16 de fev 2018

Acho que nunca demorei tanto para fazer uma resenha, oops.

Nunca tinha tido contato com a Kamaleão, só conhecia de ouvir falar, por ser uma marca antiga e vegana. Quanto perguntei no Facebook a respeito de quais marcas eram Cruelt Free, foram citados, então pensei em procurar para testar.

Fui visitar o stand na Beauty Fair, algumas amigas estavam procurando também uma das colorações e na época, pelo que entendi, a fábrica tinha passado por um alagamento e eles estavam vendendo alguns kits de condicionantes mais baratos. Conheci lá o dono da marca, que não só fez um precinho super camarada no kit como me presenteou com a máscara pigmentante. Eu prometi para ele que fazia uma resenha com ela, bom, demorei, sorry, mas aqui está. ♥

Eu queria testar a máscara pigmentante com cuidado e em mais de uma situação para ter certeza.

Da primeira vez que apliquei em algumas mechas e misturei 1/1 com máscara de hidratação branca para o resto do eu cabelo que estava rosa. Morri de medo que ficasse muito forte, para minha surpresa, ficou bem claro, quase não pegou. Lembrando que minha base já estava rosa desbotado. O cheiro é INCRÍVEL, não há produto para cabelo mais cheiroso, amo com força!

Não responsabilizo a tinta apenas, eu já estava com uma tinta embaixo e não fiz soap cap, só queria retocar mesmo.

Na época como precisava de um resultado mais forte, mais rápido, troquei para outra tinta que já conhecia e deixei para testar a boto rosa mais pra frente, o que foi só agora, quando voltei para o rosa. Nesse meio tempo mudei a cor do cabelo várias vezes.

Atualmente resolvi fazer algumas luzes a mais e depois de um soap cap (ox+shampoo) com o cabelo ainda molhado apliquei o Boto rosa com duas gotinhas de vg (para anular o amarelo do cabelo) por 10 minutos e olha só:

O rosa ficou lindo, apesar de parecer um ton bem frio, ele desbotou para rose gold no fim.

Condicionantes

O aroma dos condicionante é o mesmo do creme, ele brilha, dá uma alegria de viver ver o creme na sua mão, hahaha. Realmente faz diferença no cabelo. Eles repõem a queratina, recuperam cabelos elásticos, leva alguns dias, tanto antes da descoloração quanto depois, não vai acontecer uma mágica no mesmo dia, mas funciona. Gostei bastante.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

03 de fev 2018

O tema desse mês foi sugerido por várias pessoas nos comentários do vídeo de Janeiro. Então temos: Stranger Things.

Para quem não assistiu a série inteira e pretende AVISO DE SPOILERS!

Demorei 7 horas só filmando o vídeo em que monto o set up do mês, filmar durante o processo cansa bastante, tenho certeza que seria bem mais rápido se eu não filmasse, então para vocês que já estão pensando “eu não tenho esse tempo para fazer”, fiquem tranquilos, não vai levar tanto tempo.

Para quem quiser assistir o processo, segue o vídeo:

Esse mês usei mais aquarela e colagens no processo, ainda estou buscando materiais que não ultrapassem as páginas, logo terei mais possibilidades para os letterings e pinturas.

Seguem fotos mais detalhadas das páginas iniciais e spreads do mês.

Aqui tem uma Playlist com todos os vídeos de Bullet Journal até agora: Clique

Espero que tenham gostado, o tema para o mês que vem será plantas, mas se quiserem sugerir ideias para os próximos meses, fiquem a vontade. Usem a #fabulletjournal no instagram pra mostrar como os bullets de vocês estão ficando. ♥

Materiais Utilizados:
Caderno pontilhado – Comprei na fancy goods, é um papertalk, 90g, capa dura.
Canetas nanquim – uni pin
Caneta branca: Uni Posca
Caneta pincel cinza – koi (sakura)
Caneta dourada: Uni Paint
Aquarela: estojo estudante cotman – winsor&newton

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

27 de jan 2018

Engraçado como parar pra escrever me exige tão mais do que para ilustrar/desenhar ou editar vídeo a maior parte do tempo e em outros momentos escrevo tão rápido e os temas se desdobram com tanta facilidade que parece que estou psicografando.

Ao mesmo tempo, passo o dia todo respondendo pessoas, grupos, comentários, falo com muito mais gente do que vejo em um dia, com isso acabo escrevendo muito mais palavras do que teria em um post.

Como pessoas que convivem em sociedade, vocês, assim como eu, conversam, decidem, debatem, concordam e discordam de coisas todos os dias, mas queria falar de situações em especifico.

Algumas vezes por semana minha resiliência é testada e caio em armadilhas, as pessoinhas no meu cérebro ficam tentando conter a raiva e batendo no painel de controle (sim, acredito que divertidamente é real, hahaha) para que a situação não vá longe demais.

Isso acontece principalmente por causa de coisas desnecessárias. Por exemplo, oportunidades que pessoas perderam de ficarem caladas. Veja bem, não estou dizendo que você deve ficar calado a respeito de tudo ou não expressar suas opiniões. Mas quando acontecer de alguém falar algo equivocado, você explicar e ainda assim a pessoa continuar batendo na mesma tecla. Let it go, não vale a pena. A partir do momento que a discussão gira em torno de opiniões, ambas as partes tem conhecimento do que estão falando, ou então apenas uma tem e a outra não se interessa por ele, apenas por ter razão, esse assunto nunca vai evoluir, portanto, é inútil e você estará não só perdendo seu tempo como se estressando.

É importante reconhecer essas situações, porque as mesmas podem arruinar o seu dia ou dificultar as relações com outras pessoas. Temos que entender que não cair na armadilha não significa perder uma discussão a qual se estava certo, mas sim, aceitar que outras pessoas podem pensar de outras formas, recomende apenas que elas pesquisem mais sobre o assunto que estão falando e siga em frente, cada um é responsável pela própria ignorância nesses casos.

Essa seria essencialmente a cura para “O chato do rolê”, mas se você for essa pessoa e se sente mal com o que as pessoas estão dizendo, tem a possibilidade de que você esteja no role errado, afinal aquelas pessoas não tem os mesmos interesses que você. Encontre o seu rolê e seja feliz!

As fotos desse look foram tiradas pela Simone Montilares (Agridoce Cereja), ri muito, apesar da cara de sofrimento infringida pelo sol em algumas fotos e logo depois termos pego uma tempestade, hahaha, lembranças legais pra esse ano. ♥

Camiseta branca básica. Calça: Lojas Renner. Bota: Urban Flowers. Óculos: Chilli Beans.

Look ilustrado:

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 8 de 234«1 ...456789101112... 234››
 
ir ao topo