05 de out 2015

Oi oi, como vocês estão?

Hoje o post é cabelístico, vou contar um pouco mais sobre a tinta que estou usando no cabelo agora. A Creative Crazy Colors, da Alfaparf!

A primeira coisa que vocês tem que saber é que não é tonalizante, é tinta mesmo e apesar de dizer ‘Coloração temporária’, o negócio pega tão direito, mas tão direito que é bem difícil conseguir tirar (Quem ai acompanhou o drama da Rê Vitrola com os cabelos azuis? hahaha).

Depois da primeira aplicação, ainda sobrou tudo isso ai.

Amei a embalagem. O aplicador pump é excelente, pela primeira vez não fiz sujeita ao aplicar. Nessa embalagem vem o folheto explicativo e duas luvas. A tinta tem um cheiro de chiclete sensacional, a cor é meio cintilante e a consistência de creme, que me fez achar que não ia funcionar. Não poderia estar mais enganada, pigmentou muito bem.

Eu estou na terceira semana pós aplicação e mesmo lavando 4 vezes por semana, a cor é quase a mesma. Desbotou pouquíssimo.
A cor que escolhi foi a Ice Green, que é aquele verde maravilhoso que ninguém consegue decidir se é verde ou azul, verde azulado, verde água, azul turqueza, enfim. O problema é que essa cor é difícil para ficar certa, não consegui descolorir o cabelo por igual o bastante para acertar o tom, mas ainda assim, ficou um verde bonito.

Primeira lavagem

IMG_9226

Duas semanas depois – 5ª lavagem

Dessa vez para a descoloração usei Ox volume 10, que demora mais, mas é menos agressiva, não causa tanto dano. Uma dica é, misture com o pó, proporção 1×1, aplique no cabelo, deixe agir por um tempo e aplique uma nova mistura por cima, deixando agir novamente. Fica bem mais claro.

Use pó azul também, para tirar o aspecto amarelado.

Vocês vivem pedindo para que eu mostre o processo, provavelmente vou fazer um vídeo para o canal assim que der, paciência comigo.

Eu paguei R$21,00 na Ikesaki da Liberdade

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

11 de jun 2015

minhascoisas3

Desde que decidi pintar partes dos meus cabelos de cores fantasia, já ouvi muitas ofensas do tipo “não soube me expressar” e lições de moral.
Quando as pessoas não sabem lidar com o diferente, ou tem vontade de fazer as coisas, porém se sentem intimidados pelos que não aceitam mudanças e diversidade, acabam julgando a aparência das pessoas que “não se encaixam no padrão”.

Em algumas conversas com amigos e conhecidos, o assunto cabelos coloridos surgiu e perguntei:
– Você pintaria os cabelos de alguma outra cor?

E recebi respostas ofensivas, por vezes de propósito de algumas pessoas.

– Acho que minha fase da adolescência já passou.

– Já passei do tempo de fazer essas coisas. Aproveita enquanto você tá nova.
– Isso é coisa de criança.

minhascores6

Pra começar, desde quando pintar o cabelo com cores, digamos, “mais lúdicas” sugerem infantilidade ou falta de maturidade?
A única coisa que sugere é que a pessoa se sentiu a vontade, ou se identificou com a cor, o bastante para colocá-la nos cabelos, assim como algumas pessoas pintam o cabelo de loiro, ruivo, castanho ou preto.
O quanto as cores fantasias pode dizer sobre o caráter da pessoa? Nada, assim como tatuagens e piercings, nada disso faz a menor diferença.

– Acho meio escandaloso, prefiro ser discreta.

– Isso é coisa de gente que gosta de chamar atenção, só falta amarrar uma melancia no pescoço.

Realmente algumas pessoas gostam de chamar atenção, sem nenhum problema, mas não torna uma regra geral. Se pinto meu cabelo é porque gosto, me faz feliz, não é uma espécie de show para os outros, não é sobre você, é sobre mim.

– Você pinta porque é doida – porra louca, rebelde – eu por exemplo não posso fazer uma coisa dessas.

IMG_4016

Manda mais cor que tá pouco.

Desde quando você deve ser considerado insano por fazer algo que teve vontade, apenas porque parte da sociedade não aprova?

Confesso que disso até gosto, sinto certo reconhecimento quando ouço frases mais assim, não pela parte da loucura, mas por saber que eu tive coragem de seguir o que eu queria e busco incentivar pessoas a fazerem o mesmo.

– Meu chefe/trabalho/igreja/namorado me mata, não vão mais me respeitar.

Se as pessoas do seu convívio vão deixar de te respeitar por conta de uma cor de cabelo, meu bem, desculpe dizer, mas pode ser que eles nunca tenham te respeitado ou levado a sua opinião em consideração. O medo de ser julgado pelos amigos/familiares mostra muito da sua relação com eles. Por que eles não te apoiariam em uma coisa que te faria feliz?

Tem que ter muita coragem pra ser você mesmo!

E tem os comentários de quem fala sem saber.

– Mas também destrói o cabelo né?

– Nossa cagou o cabelo, raspa logo.

– Depois que cair tudo não reclama.

É possível falar sobre isso de forma educada, respeitosa e mantendo a cabeça aberta?
Sim! Isso é válido para qualquer assunto, vamos exercitar, por favor.

minhascores2

Vou tentar ficar mais azul ainda gente, me desejem sorte!

ps: As fotos do post foram retiradas do Pinterest, para velas no original visite o álbum.

ps2: Assistam esse vídeo para verem o que é um cabelo sensacional.

ps3: Obrigada todo mundo que participou da conversa sobre isso no facebook. :D

ps4: Postem fotos no instagram com a hashtag #nãojulgueminhascores. <3

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

 
ir ao topo