31 de maio 2016

Olá, pessoal,

Estive bem pensativa com esse post, queria tratar sobre diversos assuntos que foram recorrentes essa semana, mas todos já foram abordados aqui (parada lgbt, machismo). Pensei, então, em uma lista sobre uma das possíveis consequências se esses temas não forem discutidos: depressão. Fiz uma lista bem simplória, tentando abranger vários gêneros de filmes como uma iniciativa para compreender essa doença que, assim como a homossexualidade e o feminismo, é negligenciada pela nossa sociedade.

As Virgens Suicidas

Para começar, As virgens suicidas, de 2000, mostra uma família de classe média com cinco filhas adolescentes. Quando uma delas, com 13 anos, comete suicídio, a família se desestrutura e as demais filhas ficam presas em casa sem poder interagir com qualquer cara da cidade. O problema é que todas são adolescentes e com fogo na piriquita, então já viu, ne? Proibir só piora a situação. O filme é um clássico da Sofia Coppola e mostra a Kirsten Dunst novinha e atuando muito bem.

Elena

Elena é um documentário brasileiro de 2013 que conta os passos de Elena após viajar para Nova York para virar atriz de cinema. Tudo isso é perspectiva da irmã, Petra, que foi entender o que aconteceu com sua irmã depois de vinte anos. Elena se suicidou e Petra tenta entender o porquê. O filme é de uma poeticidade maravilhosa, gente. Assistam!

À beira da loucura

À beira da loucura, de 2001, é do diretor John Carney, o mesmo de Mesmo que nada der certo. Nesse filme, a perspectiva é de um cara que tinha “tudo” na vida: era rico, bonito e jovem. Mesmo assim, ele se jogou do alto de um penhasco e, após escapar por um milagre, começa a se consultar com um médico e a entender seu propósito na vida. O filme nos dá a mesma leveza que o final de Mesmo que nada der certo, bem agradável de assistir.

Melancolia

Preparem-se para assistir Melancolia, não é para todos. O filme de 2011 do Lars Von Trier, basicamente, gira em torno de um planeta que vai colidir com a Terra em poucas horas e em como as personagens se preparam para esse “evento”. Digo basicamente porque o filme vai muito além disso e muito além de qualquer sinopse que eu vá fazer aqui. Quem já assistiu, comente comigo e, quem pretende, fica o meu alerta: abstraia.

A pequena loja de suicídios

Para tirar o clima pesado, a animação francesa de 2012, A pequena loja de suicídios, é uma ótima opção para continuar no tema, mas descontrair um pouco. A pequena loja de suicídios é a loja mais lucrativa de uma cidade bem depressiva e gera uma diversidade enorme de como se matar. A família que administra a loja tem uma reviravolta quando a dona tem um filho alegre, o que é totalmente proibido para eles.

Então é isso, pessoal, de novo, a lista é só um pontapé no tema, tem muitos aspectos a serem abordados, mas fica para próxima.

Beijos!

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

12 de maio 2016

globo-de-neve-cópia

Quando estava pensando em um título para o post, antes mesmo de escreve-lo, lembrei de esqueceram de mim, por causa do gif (sim, esse post saiu bem nessa ordem).

Bom, esse tecnicamente é mais um post falando sobre desânimo, mas melhor, nesse eu vou falar como estou lidando com a depressão constante, porque ficar parado não é bom. Recentemente vi um post no buzzfeed com 15 coisas que você pode fazer quando se sente um merda e fiquei espantada por já fazer todas elas naturalmente para desestressar, olá saúde mental. :D

Resumindo, as coisas que mais tenho feito: Listas, dançar loucamente pelo quarto e redecoração.
Senti que não dava mais para esperar pelos outros e eu mesma estou fazendo tudo. Nos último dias, arrastei móveis, montei, limpei, pintei, passei massa corrida nas paredes, preguei, fiz posteres para imprimir e colocar na parede (ainda não imprimi, mas ok), pesquisei no pinterest infinitamente e planejei como tudo vai ficar, rabiscando e novo e de novo. Não estou perto de terminar, mas estou mais perto do que quanto comecei (não, cê jura?)

Sempre me sinto desmotivada por não ter dinheiro o bastante para viajar para os lugares que mais sonho, mas resolvi transformar isso numa motivação, dois dos posters que fiz para ficar bem na minha frente  (tipo balançar bife em frente de cachorro) são mapas printados do google maps, além de frases motivacionais com fontes bonitas pra me animar, hahaha.

Estou muito ansiosa, porque as coisas estão tão bonitinhas e quero fazer logo roomtour, mas enquanto não posso, o making off de todas as coisas que tô fazendo pelo quarto, tá rolando lá no snapchat (carlaccns).

Tem alguma coisa ai que precisa ser feita, mas você está enrolando, esperando por alguém ou algo? Bora botar a cabeça para pensar, talvez dê pra resolver sozinha. Se precisar de animação ou um tapa na cara, pode chamar. <3

ps: Gostaria de adicionar uma reclamação básica aqui no fim, pilhas porque acabam tão rápido? (teclado e mouse do pc morreram).

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

 
ir ao topo