15 de set 2015

Olá, pessoal,

Fiz um post com a dica de uma leitora (obrigada, Bela). Ela sugeriu filme sobre diários e, nossa, vocês já repararam na quantidade que tem? A grande maioria (se não todos) que eu pesquisei são baseados em livros. Faz mais sentido, né? Livros em forma de diário têm o intuito de aproximar o leitor do narrador, tornando-os cúmplices das histórias que se seguirão. Sem contar as modificações entre as adaptações, acho que, em um contexto geral, essa relação leitor-narrador funcionou bem nas telas. Depois vocês me dizem o que acharam.

O Diário de Bridget Jones

Não poderia começar com outro a não ser O Diário de Bridget Jones. Baseado na obra de Helen Fielding, o filme de 2001 é um clássico das comédias românticas. A história é, claro, sobre Bridget, uma repórter de trinta e dois anos que passa por diversas confusões envolvendo álcool, comida, cigarro, amigos e homens. Eu não consigo dizer o quanto amo o filme e o trio Renée Zellweger, Hugh Grant e Colin Firth. Adoro também a continuação e há rumores de um terceiro vindo por aí. Fiquem ligados!

Diário de um Adolescente

Diário de um Adolescente é de 1995 e mostra o Leonardo DiCaprio bebê. Ok, exagero, mas ele tá bem criança. O filme é dois anos antes de Titanic, para vocês terem uma ideia. Baseado no livro de Jim Carroll, que ajudou no roteiro, DiCaprio interpreta Jim, um jogador de basquete que se afunda (trocadilho sem graça) no mundo das drogas e as consequências que ele enfrenta.

O Diário da Princesa

Meu favorito dessa lista inteira é O Diário da Princesa, de 2002. Baseado na série de livros da Meg Cabot, o filme conta a história de Mia Thermopolis, uma adolescente que descobre que é princesa de Genovia e que precisa aprender a se portar como tal. A Anne Hathaway tá divertidíssima no papel, assim como a Julie Andrews como avó dela. Para quem conhece, os próprios livros comentam sobre o filme, já que existem modificações gigantescas (a Mia no livro é loura, por exemplo, e sua avó não é nada legal). Recomendo os dois!

Diário de uma paixão

Para os fãs de Nicholas Sparks, não podia deixar de faltar o, talvez, mais famoso dele. Diário de uma paixão, de 2004, tem uma história clichê. Ela é rica; ele, apenas um operário. Os dois se apaixonam no verão, causando conflitos na família dela. Os dois se separam, ele vai para a guerra. Já deu para entender, né? Mesmo sendo bem clichê, o filme é um espetáculo. O casal, Rachel McAdams e Ryan Gosling, tem uma ótima química e até se casaram na época.

Diário de um banana

E por último, o mais recente dessa lista, é Diário de um Banana. O primeiro filme dessa série é de 2010. O diário é de Jeff, um menino de 13 anos que não é nada popular na escola. Como quase todo mundo dessa idade, ele reclama do inferno que é a escola e as convenções sociais que ele é obrigado a enfrentar. Tanto o livro quanto o filme fazem muito sucesso, o livro tem uns sete volumes (senão mais) e o filme já tem mais duas continuações. Pode parecer bem infantil ambas as versões, mas são super engraçados, vale a pena para passar o tempo.

É isso, pessoal. Adorei fazer essa lista e amei o tema. Se vocês tiverem ideia de temas, por favor, não se calem!

Um beijo e até a próxima!

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

28 de mar 2015
Foto antiga by Juliana Carneiro <3

Foto by Juliana Carneiro <3

Inabilidade de empacotamento

Como já contei nas redes sociais, minha câmera quebrou no dia do encontro da Paula, na verdade a lente quebrou, mas essa é história para outro dia. Entrei em contato com a Samsung e fui lá no correio enviar a câmera para a assistência. Comprei o papel e minha sincera esperança era que alguém no correio me ajudasse ou fizesse por mim, porque sou incapaz de conseguir embrulhar algo de forma descente, sério, eu já tentei. Eu procuro seguir a lógica, mas não fica nada bonito, provavelmente alguma coisa semelhante acontece quando estou cozinhando.

Enfim, no correio a moça me disse que eles não embrulhavam coisas e eu tive que fazer o serviço, levei uns 10 minutos, vejam um pedacinho do vídeo.

Sofri um certo bulling da atendente que não conseguia compreender porque eu estava demorando tando, chegou a sugerir um curso de empacotadora, entre outras coisas. Obrigada moça! ¬¬
zoação no correio.

Enfim, a câmera já chegou na assistência e ficar sem minha câmera me mostrou que realmente a fotografia não era só um hobbie para mim. Eu preciso tirar fotos em minha vida, me sinto profundamente torturada por não ter essa opção.
Tive um semestre de fotografia na faculdade e morro de vontade de fazer mais cursos e especializações, agora que realmente resolvi de TENHO que fazer isso, precisava de uma câmera um pouco mais profissional, portanto, estou procurando (acredito já ter encontrado, mas não vamos contar com o ovo no c* da galinha), aguardem os próximos capítulos.

Incapacidade de parar de assistir coisas ruins!

Não sei se já contei, mas sou a louca das séries, assisto mais do que meu tempo me permite. Tenho orangotag (uma rede social de séries) só para conseguir marcar os episódios que já vi e não confundir/esquecer.
Me falaram de The Following ontem e eu comecei a assistir, e logo no piloto me desapontei com a série. Provavelmente assisti séries policiais boas demais, porque só consigo ver as burrices que eles fazem, os erros desnecessários que levam a história a alguns lugares e os sinais tão óbvios de que algo vai acontecer, me tirando as surpresas. Essa série representa minha incapacidade de parar de assistir coisas ruins, é hipnotizante, no momento, enquanto escrevo esse post estou assistindo o último da primeira temporada.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

10 de mar 2015

MODELO CAPA1
Resolvi fazer um vídeo contando meu dia bizarro, não me julguem, assistam se estiverem sem fazer nada, hahaha, ESPERO QUE GOSTEM, BEIJO!

Se gostou se inscreva no canal e curta o vídeo para ajudar a espalhar o açúcar, or something like that.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 1 de 212
 
ir ao topo