14 de mar 2017

Hey pessoas, aqui é a Bia, nova colaboradora do blog para a categoria TV e Cinema, e para o meu primeiro post eu resolvi trazer para vocês uma pequena listinha de documentários que podem ajudar a entender o movimento feminista é a importância dele na nossa sociedade. Escolhi falar um pouco sobre essa temática por duas razões principais:

1ª: Dia oito foi o dia das mulheres e considero que é uma época bastante importante para a gente pensar o quanto ser mulher significa ser um ser de luta. Luta por espaço, por voz, por direitos…
2ª: Até hoje o feminismo é um assunto que incomoda muita gente, principalmente pela grande quantidade de “desinformação” que circula na internet, então considero de extrema importância a gente buscar e mostrar materiais que possam desconstruir isso. E acredito que esses documentários podem ajudar.

Agora chega de razões do porque desse post e vamos a lista, ela não é muito grande pois não é tão fácil encontrar documentários sobre mulheres ou temas da nossa vivencia. Aquela coisinha chamada representatividade já tá em falta nos filmes/séries, imagina nos documentários.

THE HUNTING GROUND

Um dos documentários que aborda, na minha opinião, uma das maiores lutas do movimento feminista e um dos maiores problemas sociais que a gente tem no mundo, a cultura do estupro. O foco do documentário é mostrar, através do relato de alguns vitimas, os inúmeros casos de estupro nas universidades americanas. Mesmo que a nossa realidade seja um pouco diferente, eu acredito que a grande questão ao assistir esse documentário é que ele mostra como a cultura do estupro é algo que está internalizado na nossa sociedade. Como é comum culpabilizar a vitima e esconder o que aconteceu. Além disso, ele também aborda uma outra questão bastante importante ao discutir essa temática, que nem sempre o agressor será alguém que a gente não conhece, pode ser alguém da família, alguém que estuda na sua sala, enfim, alguém que é da sua convivência social.

Uma curiosidade é que a cantora Lady Gaga foi quem produziu a musica tema e a musica, inclusive, foi indicada ao Oscar. Ela abraçou o projeto pois foi estuprada enquanto estava na universidade, então a apresentação da musica para a cerimonia também é bastante emocionante, recomendo vocês assistirem depois do documentário.

Ah! O documentário está disponível na Netflix.

CLANDESTINAS

O aborto ainda é considero crime no Brasil, mas isso não impede que ele seja realizado. E esse documentário vai relatar exatamente isso, historia de mulheres que, por diferentes motivos, já realizaram um aborto. É um documentário incrível e emocionante que com os seus vinte e poucos minutos de duração consegue quebrar muitos preconceitos.

Ele está disponível no youtube gratuitamente, então vou deixar o vídeo aqui para vocês.

SHE’S BEAUTIFUL WHEN SHE’S ANGRY

E claro, não poderia deixar de fora dessa lista um documentário que falasse um pouco sobre a historia do movimento. Esse é um documentário que eu já adoro desde o seu titulo, She’s Beautiful When She’s Angry (ela é linda quando está brava), que é super provocador. Nele vamos conhecer um pouco da luta das mulheres contra o feminicídio, estupro, aborto nos anos de 1966 a 1971. Mas, pra mim, as duas grande questões dele é que:
1. Mostrar grandes mulheres que lutaram para que hoje pudêssemos estar aqui falando de questões tão importantes da vida das mulheres e 2. Dá um choque ao mostrar como algumas questões ainda são tão atuais.

O documentário é realmente muito bom, pois também mostra que uma luta sempre está atrelada a outra quando faz o recorte para questões das mulheres negras e das mulheres lésbicas.

Ah! E esse também está disponível na netflix.

Então é isso, espero que vocês tenham gostado e não deixem de me contar nos comentários qual ficou mais interessado em ver ou se já viu algum. xoxo :*

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

14 de jul 2015

pulse
Eu assisto muuitos filmes de terror e suspense e quando todos os bons parecem ter acabado, fico angustiada por não ter mais nada para assistir, é péssimo. Para que vocês não tenham que se sentir assim, gosto que sempre tenham posts de filmes aqui, por isso eu e Patê estamos aqui sempre indicando.

Percebi que nem todos os filmes de terror que vi, postei aqui. Fiz uma seleção de alguns menos piores, hahaha, pois sabemos que terror é uma questão de gosto.

Pulse


E jurava que já tinha indicado esse filme aqui, por causa da Kristen Bell(Veronica Mars) e do Ian Somerhalder (Damon), não tem como ele ser menos querido para mim. Não consegui assistir ele tantas vezes quanto gostaria, por que o terror envolve computadores e internet e para quem, como eu, passa o dia inteiro conectado, é meio difícil não se borrar.

Insidious 3 (Sobrenatural)


Insidious tem um bom historico com os filmes anteriores, os outros dois também me fizeram gritar de susto. Porém, desde o segundo eles vem tentando inserir uma parte cômica no filme, com caça fantasmas meio goofy, que pra mim dão uma estragada. Isso não tira o mérito do filme, eles conseguem dar um jeitinho de fazer criar histórias que ainda não passaram por outros filmes de terror, o que é bem difícil. Até hoje não sei se entendi a história, sério, Insidious ainda me deixa meio confusa, mas ok.

Hide and Seek (O amigo oculto)


Esse filme tem uma coisa muuito importante! Fantasmas? demonios? monstros? Não, Dakota Fanning (Cherry Bomb/Jane de Crepúsculo) quando ainda era criança. Fala se a Dake não era ligeiramente assustadora quando pequena? Gostei muito do filme, ele é bem puxado para o suspense.

The woman in black 1 & 2 (A mulher de preto)


O primeiro filme ficou conhecido por causa do Daniel Hadcliffe (Harry Potter) e muita gente detestou. Eu ameei o filme, me assustei pra caramba, ainda me assunto se assistir novamente no escuro, a trilha e o timing do filme são muito bons, as horas de “Meu deus, vai acontecer alguma coisa agora” muito bem marcadas.

Já no segundo filme eles procuraram adicionar uma história para que o mesmo não ficasse vazio. Em alguns momentos lembrou o episódio Bloody Mary de Supernatural, pois ‘A mulher de preto’ não pode ser vista sem que alguem morra, ou algo do tipo. Me assustei bem menos e me pareceu mais suspense do que terror.

Haunter (Assombrada pelo passado)


Esse filme é bem suspense, mal posso falar sobre ele sem dar spoiler. O filme é com a Abigail Breslin (Little Miss Sunshine), e bem psicológico, vale a pena assistir.

The Possession (Possessão)


Esse filme não é um terror de susto, pelo menos eu não me assustei de gritar nenhuma vez, só fiquei tensa mesmo. Tem o Jeffrey Dean Morgan (John Winchester) e envolve possessão e uma caixa maligna, hahaha.

Nothing left to fear (Boca do inferno)


Desde o começo tá na cara que tem alguma coisa errada, tipo tudo, hahaha. O filme quase te entrega a história, o que não te impede de se assustar. O filme foi produzido pelo Slash (sim, o cara da guitarra do Guns – considerado um dos maiores guitarristas do mundo) e tem uma música tema (Nothing left to fear), composta por ele como tema.

Grave Encounters (Fenômenos Paranormais)


Para falar a verdade esse filme é bem besta, bem daquele que ficamos “MAS POR QUE VOCÊS ESTÃO FAZENDO ISSO?”. Tem sustinho e fantasma e eu assisti o 1 e o 2, recomendo apenas o 1. Tem toda uma coisa de tempo e becos sem saída, que me lembrou Silent Hill, provavelmente foi inspirado no filme.

The Lazarus Effect (Renascida do Inferno)


Esse filme é meio diferente, fiquei quase até o fim tentando entender se era de possessão, demônio ou zumbi. Assisti principalmente por ter a Olivia Hilde (A 13 de House) e não me arrependi, gostei.

Espero que ajude vocês a se angustiarem com os filmes, hahaha. Beijo, não olhe para trás.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

29 de jun 2015

Olá, resolvi fazer alguns pôsteres dos meus filmes favoritos, principalmente porque sei que muita gente também gosta deles e provavelmente ficariam felizes em tê-los também.

Provavelmente logo haverão mais, até porque já comecei a fazer um de ‘Meninas malvadas’, mas não sei quando irei postá-los.

Os arquivos estão em jpg em tamanho a4, mas vocês também podem imprimir em a5 (só uma dica). É só clicar com o botão direito e abrir a imagem em uma nova guia para salvar.

O fabuloso destino de Amélie Poulain

jhghu

10 Coisas que odeio em você

faltouacucarposter277686

O brilho eterno de uma mente sem lembranças

faltouacucarposter3

Enjoy, beijo beijo!

ps: as cores parecem alteradas pois eles estão em cmyk, quando impressos ficarão ok.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 1 de 41234
 
ir ao topo