07 de fev 2015

Olá, aqui estamos para mais um instaweek. Teve foto em Pesqueira, Recife (Piedade e Porto de Galinhas), do aeroporto e de casa em Cotia, já que essa foi minha última semana de viagem em Pernambuco (cheguei Sexta de madrugada).

Espero que tenham gostado e clique no bannerzinho abaixo para ir ao instagram:

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

02 de fev 2015

Eu sempre quis ter um castelo, teve uma época, na adolescência, que eu cismei que construiria. Quando minha tia me falou do castelo, desconfiei. Nunca tinha ouvido falar dele, nem tinha planos de ir até Pesqueira, acabou que ontem, meu penúltimo dia aqui em Sertânia, demos um jeito.

Apesar de parecer afastado, o castelo é apertadinho entre as casas, mas é beem alto e dá para ver de longe. O dono é um comerciante cheio de criatividade e determinação, que apesar de ter um castelo, parece viver uma vida bem humilde.

A frente do castelo é uma explosão de cores e itens, fiquei até sem saber para onde olhar, são muitos leões e símbolos religiosos.

O castelo é fechado para visitações, mas vocês podem ver ele por dentro nessa reportagem aqui.
O que acharam?

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

29 de jan 2015

Olá gente, vocês devem estar se perguntando porque eu desacelerei o ritmo dos posts da viagem, pois bem, vamos lá explicar. Eu estou em Sertânia, uma cidade pequena, divisa entre Pernambuco e Paraíba, bem do tipo que todo mundo se conhece (metade tem parentesco) e sabe de tudo de todos. As casinhas da cidade são bonitinhas e coloridas, porém menos glamourosas que as do Recife e dei muito azar de esquecer o cartão de memória no dia em que realmente andei pelo centro dela, geralmente fico no sítio, onde mora a maior parte da minha família (pere, me deixe contar… sim, acho que é a maior parte).

Não se iluda, não há muito glamour nos sítios por aqui (pelo menos não nos que eu passei) como vocês talvez estejam imaginando, gramados, piscinas e churrasqueiras, blablablá, não. A seca do sertão sempre me  impressiona, choca, de certa forma e as vezes só quem já passou por aqui (ou lugares semelhantes) pode compreender a profundidade da tristeza e a determinação de quem vive, para prosseguir embaixo desse sol.

As fotos a seguir são registros aleatórios daqui:

Porteira do Sítio Queimada do Milho

Vontade de encher o post com fotos de cactos <3

Palmas

Um dos trigêmeos

9

E para lá fica a cidade

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 1 de 3123
 
ir ao topo