07 de nov 2014

Olá! O post de hoje será um pouco longo porque quero tentar explicar algumas coisas sobre o processo de planejar um intercâmbio. Algumas pessoas planejam com um ano de antecedência, bom, eu planejei o meu em 1 ou 2 meses…Aí você pensa: Então você não planejou porra nenhuma, Juliana? Eu planejei o máximo que eu pude, juro! E acho que se eu tivesse planejado por mais tempo teria surtado!

Malta <3

Malta <3

Primeira dúvida linda que surge: PARA ONDE EU VOU?
A menos que você já tenha um destino definido em mente, aquele sonho de criança (aposto que meio mundo aqui quer ir pra Londres), você assim como eu, só quer ir para algum lugar legal e “barato” que fale inglês. Eu fiquei realmente louca pesquisando os preços dos destinos, pedindo orçamento para mil agências diferentes, etc. As perguntas que eu mais levava em conta eram:

Esse país precisa de Visto? – É fácil obter este visto? É caro tirar o visto? Leva muito tempo? Se você não está planejando com muita antecedência, isso é bem importante. Outra coisa, saiba que se você pretende ir pro Canadá e está indo pela America Airlines, eles farão conexão nos EUA e apenas para a conexão nos EUA você precisa ter um visto de lá. Sim, só para pisar no aeroporto deles você é obrigado a ter um visto. Então, nesse caso você teria que tirar visto pros EUA e visto pro Canadá.

Balluta's Bay - E a igreja da Balluta, a minha favorita em Malta

Balluta’s Bay – E a igreja da Balluta, a minha favorita em Malta

Eu quero morar nesse país por um tempo? – De um modo geral esses países que são destino de intercâmbio são sempre lindos e aí vai muito de você decidir se aquele país seria um bom destino. Eu adoro grandes metrópoles tanto quanto gosto de paisagens naturais, então isso para mim não importava muito. Em compensação, entre frio x calor, eu sou mais o calor. Às vezes seu sonho é estudar em Dublin num inverno rigoroso da porra e tirar mil fotos na neve. Beleza, você vai mesmo gostar de sair todo dia de casa embaixo de neve? Se pergunte isso.

– Qual o custo de vida nesse país? Isso é muuuuuuito importante! Londres, por exemplo, se não me engano está entre as 3 cidades mais caras da Europa para se viver. Em compensação, Malta é um dos países europeus com o custo de vida mais em conta<3

– A passagem para esse raio de lugar é cara? As passagens costumam entrar em promoção as vezes, mas geralmente os destinos têm um preço meio tabelado.

As ruas de Valletta, e as casas com o típico balcão de madeira maltês.

As ruas de Valletta, e as casas com o típico balcão de madeira maltês.

– As escolas e as opções de  acomodação são caras? Isso varia bastante. Eu sempre orcei 2 meses de estudo + acomodação nos países que pesquisava, e as vezes o orçamento de um para o outro variava em até 4 mil reais. É grana demais! Então essa parte do processo é beeeem chata.

– Nesse país/cidade têm bastante coisa que eu queira ver? Afinal, você não vai querer ficar entediado durante o seu intercâmbio, né? Outra coisa que pesou muito na minha decisão foi o fato de Malta estar na Europa e eu queria aproveitar alguma companhia low cost (baixo custo) de avião para viajar para um outro país. E consegui visitar a Espanha e a Itália durante os 2 meses em que estive em Malta.

SmartCity - Lugar onde foi realizada a OktorberFest maltesa

SmartCity – Lugar onde foi realizada a OktorberFest maltesa

Bom, levando essas coisas acima em questão, você percebe que as vezes um país como Inglaterra, no qual você não gastará nada com visto, você terá mais gastos no dia-a-dia e as escolas e acomodações lá também costumam ser mais caras. Então tente fazer essa conta, as vezes o destino parece ser barato porque você achou uma escola legal com um preço bom, mas as passagens pra lá podem ser bem mais caras e o custo de vida também.

Levando tudo isso em conta, eu optei por Malta e não me arrependi. No próximo post vou falar sobre outras decisões importantes quando você está planejando um intercâmbio: acomodação, escola e agência. Ah! Se você tiver alguma pergunta, deixa aí nos comentários que eu respondo!

See you!

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

 
ir ao topo