19 de dez 2016

sdfghj-3

Manter os cabelos cacheados sempre lindos e impecáveis requer uma série de cuidados diários. A cada dia que passa mais e mais mulheres dizem adeus à chapinha e alisamentos químicos para assumir os cachos. A valorização da beleza natural está em alta, respeitando a diversidade, beleza e escolhas de cada uma.

Atualmente, quem tem cabelos cacheados encontra muitos produtos voltados especialmente para esse tipo de fio, ainda bem. Mas, para conseguir cachos definidos (para quem não curte muito o frizz) e hidratados é preciso abandonar maus hábitos e implementar novos procedimentos na hora de cuidá-los.

Estrutura dos cachos inspiram cuidados especiais no dia a dia

Nem ondulado, nem crespo: o cabelo cacheado se encontra em um meio-termo entre ambos. Cachos e ondas de todos os tamanhos, em espirais bem definidos ou não, não recebem oleosidade natural o suficiente do couro cabeludo. Consequentemente, esse tipo de fio é mais sensível e frágil, com tendência ao frizz e ao ressecamento.

Para deixar os caracóis dos seus cabelos sempre macios e brilhantes, podemos adicionar produtos como finalizadores, leave in, cremes para pentear e óleos nutritivos na rotina de beleza, que ajudam a manter os cachos resistentes e brilhantes. Além disso, coisinhas simples adotadas no dia a dia ajudam na manutenção de cachos fortes e bem hidratados. Confira os erros mais comuns no cuidado diário e como evitá-los!

4 maus hábitos que detonam cabelos cacheados

  • Lavar os cabelo diariamente

Quando lavamos o cabelo com shampoo, certas substâncias presentes na composição do produto (sulfatos, petrolatos e corantes) podem causar ressecamento dos fios. Por isso, o ideal é alternar as lavagens, a fim de preservar a distribuição da película protetora natural por todo o fio. Um tendência cada vez maior entre as cacheadas são as técnicas no/low poo, que consiste na abolição total do produto ou no uso mínimo.

  • Deixar a hidratação de lado

Como o cabelo cacheado resseca com facilidade, não hidratá-lo profundamente deixa os fios opacos, arrepiados e com frizz. Isso acontece porque na maioria das vezes, o tratamento é apenas para disfarçar pontas indisciplinadas e acaba não nutrindo completamente os cachos. Tire um tempinho e faça um hidratação profunda ao menos uma vez por semana.

  • Não cortar as pontas

Se você está deixando o cabelo crescer, não deixe de aparar as pontas a cada dois meses. O corte pode ser imperceptível, mas remove grande parte de fios ressecados e pontas duplas, deixando o cabelo fortalecido e sedoso.

  •  Pentear a seco

Para não desfazer as voltas dos fios e mantê-los sempre alinhados, utilize um umidificador antes de pentear os cachos. O ideal é desembaraçar os fios debaixo do chuveiro, com um pente de dentes largos anti estático.

Esse post foi patrocinado pela Emporio Charme, as opiniões expressas foram sinceras e o conteúdo informativo foi considerado de interesse geral.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

08 de nov 2016

Desde o ano passado comecei a me interessar por esse tipo de pulseira, em que podemos adicionar charms de coisas que gostamos, sonhos ou contando uma história, etc. Uma amiga (a Lele) acabou me convencendo de que o bracelete da Pandora é melhor do que semelhantes de outras marcas, então já estava pesquisando e esses são meus favoritos:

O primeiro é um clássico, flexível, mas com o fecho
em formato de coração.
blankE o segundo é rígido e tem um adorno em forma
de floco de neve (meu coração não aguenta)
em cristais de gelo no fecho. Uma edição limitada ♥

Charms

1 – Olho Grego: Estou viciada em olhos gregos, desde que ganhei minha pulserinha da Camila (mostrei nos favoritos de Agosto) só de olhos gregos, portanto não poderia faltar na minha pandora. Realmente acredito que muito mudou em minha vida desde que comecei a usar o nazar. ♥

2 – Cristal de neve: Sou apaixonada por flocos de neve, tanto porque amo o inverno, quanto por serem únicos. E por nunca ter visto neve de perto, é um dos meus sonhos, tenho até uma tatuagem. ♥

3 – Máquina fotográfica: Vocês sabem que amo fotografar, comecei uma pequena coleção de câmeras, não tinha como ficar de fora da pulseira, um dia tatuo uma. ♥

Amo os charms de viagem, todos eles contam como sonhos que quero realizar, até adicionaria mais, mas alguns só estão disponíveis em outros países.

4 – Cabine de telefone 5 – Castelo encantado 6 – Mundo

7 – Poesia das flores: Sakuras são minhas flores favoritas. ♥

8 –  Coelho: Estou cada dia mais viciada em coelhos, socorro.

9 – Coração de Julho: Mês do meu aniversário. ♥

E vocês já viram os de Natal? Para quem quiser personalizar a pulseira para as festas de final de ano. Meu favorito é o biscoito ginger. ♥

1 – Anjo do Amor 2 – Coração de neve 3 – Boneco de neve brilhante

4 – Biscoito de Natal 5 – Pinheirinho de Natal

Me contem se gostam desse tipo de pulseira e quais seus charms favoritos.  :D

Esse post foi patrocinado, as opiniões e experiências contidas no mesmo são sinceras. ♥

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

04 de out 2016

Olá gente, hoje, dia 4 de Outubro, se comemora o Dia Mundial dos Animais, o Dia do cachorro e o Dia de São Francisco de Assis (Protetor dos animais, segundo os católicos). Então para não passar em branco, aceitei o convite da BitCão e vou apresentar meus filhos para vocês, Cherry, Sirius e Zequinha.

Cherry ♥

Já tive muitos cachorros nessa vida, pois o amor é muito, alguns que adotamos porque estavam nas ruas e com o tempo demos a parentes, outros que não estão mais entre nós, hoje em dia tenho 3, mas o Cherry é o mais velho, está comigo a 12 anos, vou começar pela história dele.

Para contar a história do Cherry, preciso contar a da Teka, uma Schnauzer que chegou aqui em casa com 4 meses e uma sequência de erros tirou de mim. Teka era muito hiperativa e animada, corria mais rápido do que qualquer cachorro que tive, um dia, meu pai se descuidou e enquanto saia pelo portão não viu que ela havia saído com ele. Ela correu para rua e enquanto ele a chamava, um carro apareceu e a atropelou, eu assisti tudo da garagem, ainda sinto meu coração se quebrando e desde então tenho trauma.

Meu pai quando pequeno era conhecido por andar sempre com uma cachorrinha, engraçado que nunca perguntei o nome dela, mas lembro da história, que minha avó odiava, pois na época, em Pernambuco, eles mal tinham o que comer. Talvez puxei esse lado dele, de querer ajudar os animais mesmo que eu mal possa.

Enfim, voltando. Penalizado com a situação, meu pai contou a supervisora dele no trabalho sobre a Teka e ela me deu o Cherry de presente. Fomos buscá-lo em Santos, de carona numa Kombi, hahaha, passamos o dia inteiro para ir e voltar, chegando lá conheci o pai do Cherry, um cachorrinho minúsculo. O Cherry, que é um yorkshire, tinha um mês, tão pequeno que parecia um hamster, portanto passei muito tempo alimentando-o com ração derretida. Enquanto ele crescia tive medo que ele fosse mini como o pai, pois mesmo naquela época em que não tínhamos internet, sabia o perigo que seria para ele, mas ele cresceu, ainda bem.
Me falaram também que um cachorrinho como ele custaria R$700,00 na época, eu não entendia porque os maiores, que pegamos da rua anteriormente, os vira-latas, não tem valor. Ainda não entendo.

O Cherry tem uma orelha para cima e outra para baixo, me recusei a por talas quando ele era pequeno

Nessa época o Milu, um pastor alemão, que foi meu primeiro cachorro, ainda estava entre nós, mas depois que ele se foi, meu pai trouxe para casa o Zequinha. Ninguém sabe exatamente de onde ele era, invadiu a obra que meu pai estava supervisionando na empresa em que trabalhava e se apegou a um homem, o Zequinha, e por isso foi batizado com o nome dele. Ainda era filhote, uns 6 meses, mas sempre foi muito inteligente e agitado, como podem ver, parece muito com um Border Collie, até no tamanho.

Zequinha ♥

A história do Sirius vocês acompanharam, porque eu já tinha o blog e contei aqui, ele também foi um presente e é o cachorrinho mais teimoso que já tive, hahaha, ele é misturado, shitzu com pequinez, raça indefinida, prognata e com rabinho de mola. ♥

Hoje em dia divido a responsabilidade dos 3 com a minha mãe. Eles passam o dia todo comigo, já que trabalho de casa e me ajudam a controlar meus níveis de estresse.

Sirius

Sirius ♥

Como a criação de crianças, cuidar de cachorros vai muito além de alimentar, limpar e manter saudável, eles precisam ser educados, cada um tem sua personalidade, geralmente variando de acordo com a raça, requer paciência e preparo. Não é um brinquedo pros seus filhos, é um animalzinho, um ser vivo que tem sentimentos, necessidades e merece respeito.

 Ainda há muitos animais à resgatar das ruas, eles não tem para onde ir, por vezes abandonados por suas famílias. Não compre animais, comprar só estimula o comercio e praticas desumanas que acontecem nesses pontos de venda. Se for comprar, conheça o lugar, tenha certeza de como tudo funciona, como os bichinhos são tratados e tenha consciência de que você pode mudar a vida de um pet, que já passou por maus bocados, adotando.

Espero que tenham gostado de conhecer meus doguinhos, me contem nos comentários sobre os bichinhos de vocês. ♥

Esse post foi patrocinado e as opiniões expressas no mesmo, como sempre, são sinceras.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 1 de 512345
 
ir ao topo