30 de dez 2017

Realmente espero que vocês não tenham entendido literalmente o nu do título, por favor né gente, vocês sabem que eu gosto de umas reflexões.
Mas se quiser começar o ano peladão, todo apoio!

O mais engraçado para mim é que eu gostaria de escrever apenas: DEIXEM AS BAGAGENS NEGATIVAS PARA TRÁS! E ir embora, porque depois de tanto pensar parece simples, mas vou falar mais a respeito.

Provavelmente, ano passado mesmo, eu estava reclamando de como as pessoas usam o ano novo como desculpa para traçar novas metas, não fazer nada a respeito e reclamar que elas não se cumpriram. Não discordo da Carla do ano passado, pois a falta de ação realmente não leva ninguém a nada, as coisas raramente caem em nossos colos, porém, metas são importantes, mesmo as otimistas demais. Quando focamos em um objetivo já pensando em seu sucesso, há possibilidades de que seu empenho, mesmo frente a adversidades, seja maior. Segundo o estudo que eu acabei de fazer aqui na minha vida.

Se você começa a fazer algo já achando que nunca vai conseguir, acaba nem tentando tanto quanto tentaria se estivesse pensando: Vou treinar até ficar foda.

Outro pensando a ser abandonado ou ao menos repensado é: Esse é o meu jeito, eu só não gosto/não consigo. O que já faz um flashback ao meu texto “Não com essa atitude”. No momento em que você não quer abrir o pensamento para algo, procura qualquer desculpa para não precisar. Tanto se perde quando você não está disposto a conhecer novas coisas, quando as suas certezas estão tão decididas que distorcem a realidade a ponto de que você pense que só o que você ama/conhece, é bom. Abra seus olhos, ouvidos e mente para o que o mundo ainda tem a te oferecer.

É importante que você esteja preparado para as situações, que você pense de forma realista e tenha consciência das consequências dos seus atos, mas que também saiba que as vezes é bom tentar chegar ao seu destino pegando uma estrada incerta. Que viver as emoções desse caminho que você pegou sem saber aonde iria, também é válido. E que o que não sair perfeito no final, não é um fracasso, é só a vida. E ela nunca vai ser perfeita como a sua idealização, porque a perfeição não existe.

Descarte as neuras do passado porque quando se olha para o plano geral, ninguém quer saber se sua unha do dedão do pé é encravada. As pessoas são se lembram mais daquela besteira que você falou em 2009, ou talvez, se foi algo muito horrível, você ainda pode pedir desculpas. Remoer situações e guardar rancor só te envenenam, resolva!

Não se abale com comentários negativos feitos no calor do momento por pessoas próximas ou não. Há grandes chances daquela pessoa só estar falando aquilo por não ter mais nada para falar e se esse for o caso, ela pode ficar com o conselho de Pitágoras: Se o que tens a dizer não é mais belo que o silêncio então cala-te.

O mesmo pode ser dito a opiniões não solicitadas feitas por pessoas que acham que te conhecem. Elas valem tanto quanto você pagou por elas: Nada.

– 2018, pode entrar!


Quanto ao look, simplesmente amei usa-lo. O cropped foi feito pela Dona Carmen (costureira amiga), a saia custou R$5,00 em um brechó e os sapatos são veganos da Urban Flowers, um amor de loja. O óculos é da Chilli Beans, fazia muito tempo que eu não tinha um óculos real oficial, espero que os fakes não tenham derretido minhas retinas.

Look ilustrado:

/roda

Fotos por Simone Montilares

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

10 de out 2016

img_2690
Sempre fui muito ansiosa, quando pequena mal conseguia dormir próximo a dias de excursão escolar, viagens, visitas de familiares, começo das aulas, etc. Foi por conta de toda essa ansiedade que roí minhas unhas por 18 anos e um dos motivos pelo qual vivo rodeada de papeis, sempre rabiscando, planejando, imaginando, fazendo contas, minha cabeça  nunca para.

Por incrível que pareça não é uma coisa engraçadinha, como achávamos tempos atrás, não era apenas ficar na expectativa por algo que está por vir. Começou a me impedir de fazer coisas e demorei para entender o que estava acontecendo, percebi que era transtorno de ansiedade.

Eu imagino milhões de situações que podem ou não acontecer e crio soluções mentais para elas por medo de não saber o que vai acontecer, penso no pior e sofro antecipadamente, mas dificilmente não estou preparada para algo. Durmo 6 horas ou menos por dia, por medo de perder as coisas que estão acontecendo no mundo (?) e em dias em que estou ansiosa demais, tensiono tanto os músculos da minha perna que elas acabam doloridas, tenho um problema de foco seríssimo (que nem vou começar a explicar pra não entrar no território de DDA), entre outras coisas.

Nunca fui a um psicologo, não tenho propriedade para recomendar nada mais do que estou fazendo por mim mesma, muita gente vai achar que sou maluca e estou fazendo drama, não culpo vocês, o drama é da minha natureza, mas pesquisei muito e ouvi relatos e psicólogos falando a respeito. Se você acha que pode ter isso, vá a um psicologo, ele pode te recomendar um remédio e terapia que realmente pode ajudar.

2016-10-08-08-55-15-1

Ufa! falei tudo isso para explicar que percebi recentemente que por medo de alguma atividade ou da decepção de não ter cumprido uma atividade, parava de preencher minhas agendas e planners para não encarar essa “falha” e isso me fazia dar um passo para trás.

Então assisti esse vídeo da Gabbie (ignore o título, é só o clickbait), uma youtuber/vinner gringa que falava sobre objetivos e como alcançá-los, que você tem que ter uma imagem do que você espera, do que você sonha e uma série de pequenos passos a tomar para chegar lá. Pela primeira vez entendi o que significava correr atrás dos seus sonhos, ela praticamente desenhou para mim, uma lampada se acendeu no meu cérebro.

Sai, comprei um monte de papel cartão e estou reorganizando tudo, pedi um novo planner pelo aliexpress e tentando seguir direitinho o que já tenho. Coloquei meus maiores sonhos bem na minha frente, literalmente, imprimi e pendurei na minha frente no desktop e finalmente me sinto nos trilhos. O engraçado é que nessa reorganização, encontrei coisas que guardei por anos e anos pensando “um dia vou usar isso para algo” e agora fazem sentido, acho que agora vai. Estou confiante, logo vou fazer um post mostrando como reorganizei minha vida com papel e assim que o planner chegar, mostro para vocês, quem sabe não rola uns freebies para quem também tem planner fichário.

Conclusão: Foco e dedicação, bora ♥

Acho que esse é meu primeiro desabafo em algum tempo, obrigada por lerem.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

17 de ago 2016

Vídeo cutinho com várias brisas reflexivas.

Se inscreva no canal para não perder nenhum vídeo! <3

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 1 de 6123456
 
ir ao topo