16 de mar 2017

Nome: Fazendo Meu Filme Vol.1
Autoras: Paula Pimenta
Editora: Gutenberg Autentica
ISBN: 9788589239844
Número de páginas: 336
Sinopse: “Fazendo meu filme” nos apresenta o fascinante universo de uma menina cheia de expectativas, que vive a dúvida entre continuar sua rotina, com seus amigos, familiares, estudos e seu inesperado novo amor, ou se aventurar em um outro país e mergulhar num mundo cheio de novas possibilidades.

Alouu!

Antes de tudo, gostaria de dizer que euzinha estou muito animada (na verdade, feliz pra caramba) por poder fazer parte de uma equipe tão incrível quanto a do Faltou Açúcar e entrar em contato com vocês, e estarei aqui todas as quintas-feiras falando de um assunto tão amorzinho quanto esse blog: livros!

E agora, vamos à um livro que vai fazer vocês gritarem de tanta paixão: FAZENDO MEU FILME, da Paula Pimenta!

“Desliguei o computador, fui até a cozinha e voltei com uma lata de leite condensado. Liguei a minha televisão, coloquei o DVD do Diário da Princesa e deitei debaixo do edredom, para assistir e entender de uma vez por todas que a vida nunca ia ser perfeita como um filme.”

Como cheguei até ele?

Era uma vez, um livro com a capa rosa cheia de fofurices na capa. Sue, que vos escreve, olhou para esse livro com uma curiosidade tamanha. Enquanto analisava o livro, ela percebeu que todos os capítulos começavam com um trecho de um filme diferente. “Que coisa mais louca”, pensou, “quem escreveu essa obra?”. Paula Pimenta foi sua resposta. Sue comprou o livro e depois disso não conseguiu mais largá-lo.

Paula Pimenta, esse nome não é estranho, certo? Certíssimo! Uma escritora brasileira que tem vários livros com temática jovem e feliz. Fazendo o meu filme é um deles. Na verdade, são 4 deles, pois trata-se de uma coleção! Não é incrível ter algo produzido com tanto amor e carinho por alguém do nosso país?

Foi assim que eu decidi que esse livro era um must e agora tô aqui repassando a informação, porque AI GENTE TEM QUE LER.

Fani, gente como a gente

Estefânia (sim), mais conhecida como Fani, é uma estudante muito garota que é a louca dos filmes. Ela tem costume de classificar todos eles por estrelinhas, e todos os que ganham 5 estrelas vão pra coleção dela de DVDs (se Fani existisse na “Era Netflix”, Fani estaria surtando, certeza).

Fani tem seus melhores amigos: Leo (<3), gatinho inteligente incrível e sincero; Gabi, melhor amiga pra todas as horas sempre disposta a ajudar; e Natália, louca desvairada mas que a gente ama. Outros personagens importantes são: a Mãe da Fani, neurótica pelo melhor da filha; o Alberto, irmão mais velho que você aprende a amar; e a Priscila, moça fofa que depois ganha uma série pra si mesma da Paula Pimentinha.

Ah, e fato importante: você se lembra daquele professor gatinho pelo qual você costumava suspirar durante as aulas e ficar perdidinha na matéria? Ele meixmo, o professor de biologia de Fani. Ih, várias treta com isso aí amigas, mas aqui vai algumas dicas sobre o que estou dizendo: telefone, admiradora secreta e B.O. real oficial.

Vamos viajar, sim ou não?

Já comentei sobre a mãe neurótica, certo? Ela meio que obriga Fani a prestar uma prova pra poder fazer um intercâmbio na Inglaterra. Isso mesmo que você leu, Inglaterrinha do amor. Porém, fica o questionamento: Fani passará ou não na prova mais difícil de sua vida? Será que é isso o que ela deseja ou o que a mãe dela planeja pra ela? E, no fim, ela quer mesmo ficar UM ANO longe da sua família e amigos? Ainda mais quando se está mudando os olhos pra um certo amigo aí……. QUÊEE?

O amorzinho mais amorzinho de todos amorzinhos

“Esse Leo é meio maluco. (…) eu é que sempre ligo pra ele pra perguntar sobre trabalhos em grupo, mas se bem que nem precisava, já que ele senta praticamente do meu lado, e no fim de semana a gente sempre vai para os mesmos lugares, e todo dia eu recebo um e-mail dele com cada piada mais sem graça do que a outra, e ele é quase tão viciado em filmes quanto eu, aí sempre passa lá em casa sem avisar pra pedir um DVD emprestado da minha coleção (e acaba ficando para assistir lá mesmo, já que eu nunca empresto), mas telefonar, eu acho que ele nunca telefonou.”

Antes de terminar de falar sobre esse livro, não poderia ficar sem dizer sobre o que mais me corroeu e ao mesmo tempo me tirou sorrisinhos fofos durante o livro: O ROMANCE DE FANI E LÉO. Já se prepare! Nesse livro você vai dar uns pulos, porque sempre fica muito óbvio que o Leo gosta da Fani e ela nunca nota – já que tudo é narrado em primeira pessoa você percebe a burrice dessa menina de perto (mentira, te amo Fani).

Aí o Leo começa a namorar a Vanessa, a bitch da história, e você fica COMO ASSIM LEO, PQ? Mas aí rola umas loucura e uns rolê; e isso tem tudo a ver com uma notícia importante que a Fani recebe… Cê vai entender tudinho quando você ler, e por favor, deixe aqui nos comentários se você ficou tão agoniadx quanto eu, pq olha!!!!!!!!

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Mas vale muito a pena. Esse é, na verdade, um dos romances que mais valem a pena de ser lidos. É tão inocente e puro, mas ao mesmo tempo tão incerto que tem aquele gostinho de “quero mais”.

E TEM MAIS!

O livro tem continuação, então prepare-se pra viver momentos muito intensos com a Fanizinha, ser muito feliz, dar muitas risadas (de engraçado e de nervouser) e ficarem pra sempre tocados por essa história incrível.

Obrigada, Paula Pimenta!

E OBRIGADA POR LER ESSA RESENHA, se vocês quiserem que eu escreva sobre as continuações, deixe nos comentários! É um prazer estar aqui com vocês,

beijinhos no core,
Sue. <3

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

02 de ago 2016

Nome: Livro de Marcar Livros
Por: Increasy Consultoria Literária
Editora: Verus
ISBN: 9788576865001
Número de páginas: 200
Sinopse: Um lugar para anotar os filmes a que assistiu em diversas categorias, aqueles que conquistaram o seu coração e os que ainda quer ver, enquanto descobre os premiados, que nenhum cinéfilo pode deixar passar.

Assim que vi esse livro fiquei louca atrás, na verdade, desde que o Livro de marcar livros fiquei imaginando como seria um de marcar filmes/séries.

O livro é bem interativo, a intenção é que você complete e responda as solicitações do próprio livro.
A lista de filmes premiados no Oscar está incluída no livro, para que possamos marcar qual já assistimos ou pretendemos assistir. Outras premiações conhecidas também aparecem, como o Globo de ouro, o festival de cinema em gramado e até o Framboesa de ouro.

O que achei mais legal, foi que não se concentraram apenas no prêmio principal, mas categorias que adoro, como fotografia e trilha sonora, também foram incluídas no livro. :D

Ele te dá a opção de indicar e escolher atores e filmes para as maiores premiações do cinema atualmente e contar seus diretores favoritos.

Tem um espaço para fazer avaliações sobre os filmes assistidos recentemente, que poderia ser maior, em minha opinião.

Amei o livro, a capa é dura, e as folhas internas brancas, com detalhes e ilustrações em tons de roxo. A fonte usada nos textos tem bom espaçamento e serifa e a dos títulos é jovem e divertida.

Espero que tenham gostado, estou amando e já no aguardo de um para séries. :D

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

04 de jul 2016

Nome: Curtindo a vida adoidado (Ferris Bueller’s day off )
Autora: Todd Strasser
Editora: Gutenberg
ISBN: 9788582353790
Número de páginas: 160
Sinopse: Os pais de Ferris Bueller realmente acreditaram que ele estava doente. A sua pior atuação em anos, e eles haviam caído nessa. Ferris não esperava que fosse fácil convencer o amigo, Cameron, a sair de sua fossa interior para acompanhá-lo em um dia onde o céu era o limite e não haveria nada que eles não pudessem fazer. Tirar a namorada, Sloane, da aula seria a parte fácil do plano, mesmo com a marcação cerrada do diretor Rooney e a perseguição de Jeanie, a explosiva irmã de Ferris.

Tendo Chicago inteira como parque de diversões e com a missão de fazer com que seu dia de folga seja incrível, Ferris não aceitará ter nada menos que o dia mais inesquecível de sua adolescência – tão inesquecível quanto o filme de John Hughes, que completa 30 anos em 2016.

Logo que a editora apresentou os títulos disponíveis para resenha, fiquei animadíssima, não só porque a história é um clássico, mas porque é épica de tão fantástica. Para quem, assim como eu, não assistiu Curtindo a vida adoidado, o filme, na sessão da tarde e não conhece Ferris Bueller, prepare-se para virar fã. Aos que já são fãs, podem relembrar e perceber alguns detalhes fantásticos aos quais não demos atenção antes.

 

Esse poderia ser um livro sobre juventude transviada e adolescentes descumprindo regras, bom, parece, mas o propósito e a mensagem transmitida são bem maiores e nos faz repensar escolhas da vida.

Ferris está no último ano do ensino médio, sua vida está prestes a mudar, em alguns meses ele vai sair da escola e todas as responsabilidades serão reais. Ele se preocupa frequentemente com seu melhor amigo, Cameron, a quem ele descreve como “tenso”, por ter crescido em uma casa muito rígida, tradicionalista e fria. Apesar de Cameron ter a Saúde frágil, Ferris acredita que ele apenas não esteja avaliando toda a perspectiva e precisa de algo melhor para fazer, tirar um dia para viver a vida da melhor forma que sabe: Se divertindo.

Cada personagem tem seu conflito e são muito bem construídos, desde Cameron com medo de se meter em confusões a Jeanie, a irmã de Ferris, que se revolta com a falta de limites do irmão.

O narrador é onisciente, portanto permite que tenhamos o ponto de vista de todos os personagens, quase como se estivéssemos assistindo ao filme, voamos de um cenário a outro. É uma leitura fácil, tanto pelas poucas páginas e diagramação confortável, quanto pela escrita que nos aproxima dos personagens. O livro é bem divertido, repleto de reflexões e lições de como aproveitar a vida de forma plena, sem deixar de lado o que importa.

A pressão sobre os adolescentes nessa época do final do ensino médio, acaba os induzidos a decidir o que querem “para o resto da vida” em um curto período de tempo e por causa de todo o estresse, acabam deixando a vida passar sem realmente aproveitá-la. As imposições e expectativas criadas imprimem a regra de que não são permitidos erros, mas nada é a prova de falhas e com Ferris aprendemos que o importante é saber improvisar no caminho e ser otimista.

Confesso que tenho vontade de saber o que acontece depois, o que provavelmente nunca vai acontecer, já que o filme está comemorando 30 anos e o livro foi lançado apenas agora. Mas fica para os imaginativos. Alguém ai esta afim de criar uma fanfic?

Já conhece a história?
Com qual personagem mais se identifica?

Easter Egg no fim do livro ♥

Diferenças do livro para o filme (SPOILER):
Ferris tem 3 irmãos, não apenas Jeanie;
Ferris rouba um dos dez títulos bancário do pai que seria usado para sua faculdade;
Ordens dos eventos, primeiro vão ao museu, depois ao jogo e depois pegam o taxi;
Ferris, Cameron e Sloane dão uma entrevista numa rádio de esportes;
O diretor não esquece a carteira na cozinha.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 1 de 3123
 
ir ao topo