12 de jan 2016

Olá, pessoal, é a Patê,

Voltei, voltei! E vamos começar 2016 renovando as energias, cheia de metas e determinações. Adoro essa época do ano, mas o motivo é: férias! Férias no cinema geralmente é sinônimo de animação, atualmente tá passando Alvin e os esquilos 3 e logo estreia Peanuts – O filme. Pra quem prefere ficar em casa, vou fazer uma lista de animações que se destacaram ano passado (que loucura que 2015 já é passado). Então é assim, se vocês não assistiram aos filmes que comentarei, fica a dica; se sim, sempre válido reassistir, não?

Divertida Mente

O primeiro não poderia ser diferente, Divertida Mente exemplifica bem aquela frase de “esse filme não é pra criança” (mesma coisa que Up, Wall-e, Mary e Max). Quer dizer, o filme é completo, né? Tem personagens caricatos – quem não gostou da Tristeza?-, tem uma história que prende e um ótimo ritmo, mas vamos combinar que poucas crianças entendem as fases da consciência da Riley, as ideias abstratas e a definição, mesmo que implícita, de depressão. O filme é um deleite pra nós, não-crianças!

As Memórias de Marnie

Embora esse filme não tenha ganhado visibilidade no cinema nacional, espero que vocês tenham conferido. As Memórias de Marnie é o mais recente filme do Studio Ghibli e retrata a história de uma menina, Anna, que acabou de se mudar e logo conhece Marnie. O filme é singelo como todas as animações japonesas desse estúdio e super, super recomendo a quem ainda não assistiu!

Minions

EU AMO MINIONS! Pronto, confessei! E mesmo amando, odiei o filme. Quer dizer, o marketing do filme foi incrível, torrei rios de dinheiro e enchi minha casa de amarelo, mas o filme em si, fala sério? A vilã, Scarlet Overkill, é mal construída, não tem passado e propósito. Os minions são ótimos coadjuvantes, mas não conseguem carregar um filme inteiro. De qualquer forma, dá pra rir bastante. Todos viram, né?

Hotel Transilvânia 2

Embora o primeiro filme não tenha feito muito sucesso, fizeram a continuação de Hotel Transilvânia. Nesse, a vampira e o humano se casaram e todos vivem no Hotel junto com o Drácula. Quando os dois têm o primeiro filho, Drácula fica eufórico querendo ensinar as “vampirices” pro neto, mas existe a possibilidade de ele ser um simples humano.  Assim como o primeiro, o filme é bem gostosinho de assistir num sábado à tarde pra passar o tempo!

O Pequeno Príncipe

Mesmo tendo o mesmo nome do livro do Saint-Exupéry, o filme não retrata a história fielmente do livro. A história gira em turno de uma garota que se mudou e fez amizade com seu vizinho, um senhor que começa a lhe contar a história do pequeno príncipe e seu asteroide com a rosa. As mensagens bonitas e famosas do livro estão contidas no filme, só a narração que muda o foco. Vale a pena para quem gosta da história!

E é isso, pessoal! Muitas animações estão por vir esse ano, aliás, quem não espera ansiosamente Procurando Dory? Enquanto isso, gente, tempos de Oscar, se preparem para os próximos posts!

Um beijo e até a próxima!

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

 
ir ao topo