20 de out 2017

Essas fotos estavam guardadas aqui faz um tempo porque eu estava procrastinando para escrever esse post, por isso meu cabelo ainda está na cor antiga.

Nunca consegui usar biquinis da forma que eu acreditava que eles tem que ser usados. Como seria essa forma? Com conforto. Talvez por causa dos filmes e revistas, sempre imaginei que estar pra praia ou piscina deveria ser uma experiencia relaxante, que não envolvesse preocupações com o corpo ou desconforto se tratando da vestimenta.

Mas ai é que está, todos os biquínis que já tive ou me apertavam, marcavam meu corpo (o que me fazia pensar como meu corpo estava errado praquela peça) ou ficavam caindo (sério, já expus mais de mim do que pretendia quando as ondas batiam) ou me causavam algum tipo de abrasão. Não importando o modelo.

Os biquínis repetem e pioram o erro que as calcinhas apertadas e em formatos bizarros já causam, deformam nossos corpos e mesmo quando não os estamos usando faz com que nos sintamos desconfortáveis, porque a sociedade diz que deveríamos estar usando.

Recentemente resolvi que chega de sofrer, eu precisava de um maiô, comecei a pesquisar em lojas online, mas acabei encontrando em um brechó.

As fotos desse posts foram tiradas no quintal de casa pela minha mãe, estou tentando ensinar ela a usar a câmera e fiquei bem feliz com o resultado desse photoshoot, hahaha.

Nesse meio tempo fiquei fissurada por looks compostos por maiôs e bodys. Montei uma pasta no Pinterest com as tendencias para o verão 2018. Ainda não é um post de moda praia, mas confiram as referências para looks.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

15 de abr 2017

O mundo inteiro enveludou. Logo de cara achei fuen, mas depois que vi o efeito legal do veludo molhado e como, seja qual for a peça, ele transforma o look, tive que me render.
Já estou querendo várias peças e vou mostrar algumas das inspirações, especialmente porque as achei bem reais, afinal andei olhando pelas lojas de departamento no shopping e tem a maioria dessas peças, então, possibilidade real de reprodução dos looks na vida.

Body, com decote nas costas: Os bodys e maios entraram com tudo no figurino das estilosas de plantão. Desde o começo do ano vejo um mais bapho que o outro, ja adquiri o meu em veludo.

Vestido camisetão: Esse é o tipo de peça que faz o look, não precisa de muito mais com uma peça chave dessas, simples e ao mesmo tempo sofisticada.

Blazer: Esse é o tipo de peça que a gente usa uma vez na vida uma na morte, pra ser sincera, mas quando usa, vira referência.

Quimono de veludo: Os quimonos e cardigans entraram com pé na porta esse ano, de todos os tipos e prontos pra complementar qualquer look.

Regata de alças/Cropped: Vi tantas brusinhas de alças finíssimas que acho que surgiram dos veludos mesmo. Seja para usar sozinho ou fazer sobreposições.

Vestido Ciganinha:

Saia Plissada: Saias plissadas, principalmente midi, estão ahasando demais, muitas vezes metalizadas, mas imaginem o quão sofisticadas podem ficar quando de veludo.

Macaquinho:Vou nem falar nada do macaquinho, porque socorro, que coisa mais linda, conforto é a palavra.

Body: Coloquei esse body extra no post porque a Kendall Jenner usou esses tempos, igualzin.

Tênis: Vocês já viram os tênis lindos de veludo que estão surgindo por toda parte, meus favoritos por enquanto são os modelos da Moleca e Quiz, joguem no google e chorem com a beleza.

Vestido de alças: Assim como as blusas, perfeitos para sobreposições, não só camisetas de algodão como rendas, transparências – Que são super tendências desse ano, várias possibilidades.

Bom gente, é isso, me contem o que mais gostaram nos comentários e se usariam tanto veludo molhado assim na vida, hahaha, beijo.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

13 de jun 2016

Ultimamente tem acontecido um fenômeno comigo, tenho gostado bastante das tendências, o que era anormal acontecer, talvez até mesmo pela falta de identificação que rolava. Porque eu via as meninas magras usando e pensava “nelas fica bom, mas em mim…”, o que mudou é que hoje, me importo menos com o que vão achar e dou mais atenção a como me sinto com determinada roupa.
Chegou a rolar até um momento mãe dinah, previ umas tendências, procurei pra comprar, não achei, esqueci e poucos meses depois, assistir pipocar em toda parte.
O que é mais legal das tendências recentes? Os anos 90 finalmente chegaram para dar um “oi, quanto tempo” bem dado, independente do olhar torto de alguns.
O primeiro pé na porta foram as chokers, que incomodaram uma galera, bora relembrar todas as tendências que passaram, voltaram ou estão chegando.

Como são muitas, juntei tudo e no final chamo atenção para as principais. Resumindo é praticamente um jogo dos 7 acertos nas fotos das Spice Girls e alguns outros ícones populares na época, como a Drew Barrimore, Jennifer Aniston (como Rachel em Friends), Sarah Michelle Geller (como Buffy), Winona Rider (em tudo que é filme da época), Sarah Jessica Parker (como Carrie em Sex in the city), Liv Tyler (Por Empire Records, existir e ser linda), etc. As fotos foram retiradas de séries, filmes, revistas e passarelas.

anos 90

A pegada grunge é gritante e ainda bem, porque é o estilo que eu mais curti nessa época e que devido a diversidade permite que tantas combinações diferentes sejam feitas, seja vocês gótica suave ou não.

Plataformas – Creppers – Tênis esportivo – Gladiadoras: Já faz um tempo que as gladiadoras começaram a pipocar por ai e assim como os outros dois tipos de calçados, é 8 ou 80, ou você ama ou odeia. Apesar de não ser fã das gladiadoras, sou louca pelos creepers e plataformas, principalmente porque tenho dificuldade com saltos não retos. Quanto aos tênis mais esportivos, sou fã pela questão de conforto, sempre tive um pé no street style, ainda que não curta os tênis de corrida.
Chokers e gargantilhas: As chokers chegaram no melhor estilo plastico trançado e foram se atualizando, exatamente como nos anos 90, agora o que mais vemos são os cordões de veludo super confortáveis com pingentes.
Croppeds: Amo croppeds, acho que nunca vou ter o bastante. Os modelos camisetinha e de alças eram os mais usados, mas há uma infinidade de estilos de cropped, de mangas compridas, camisa, de amarrar, combinações infinitas, pra todos os gostos.
Cintura super alta: Eu sempre gostei de modelos que marcassem mais a cintura alta que baixa e ainda bem que a moda voltou, porque era bem complicado encontrar calças com a cintura tão alta quanto eu gosto sem que tivessem quinze mil botões ou strass.

anos 90s

Vestidos longos – Saia midi – Saia com botões na frente: Saias rodadas e vestidos confortáveis, voltaram para nós, tenho a impressão que hoje em dia demonstram um pouco mais de atitude que antes, talvez seja em conjunto com maquiagem e cabelo, mas isso vai ficar para um próximo post.
Cadarços e ciganinhas: Ambos dão um ar romântico ao look, lembra aqueles modelos de época e começaram a aparecer novamente com a moda Boho.
Patchs e bottons: Estou super empolgada que os patches estão voltando, os mais legais pararam de ser fabricados. Eles servem basicamente para personalizar mochilas, calças, bomber jackets (aquelas jaquetas que parecem de aviador), tudo que a sua criatividade deixar.
Saias de tule: Quem ai já sonhou em ser bailarina (mesmo nunca tendo se inscrito em aulas nem nada). o/
Seja num estilo Barbie ou Princesa Punk, sempre curti essas saias de tule. Houve o tempo em que eu não teria coragem de usar, mas ainda bem, foi uma das coisas que o blog desbloqueou em mim, ser feliz usando o que eu quero, independente do que vão falar/pensar.
Sobreposições: Sobreposições de camisas de gola por sweaters e camisetas com vestidos de alça já foram avistados (lembram do look da Selena no Met Gala 2016?), acho um convite a versatilidade, afinal de contas, você pode transformar qualquer look com uma sobreposição bem feita. ♥
Macações – macaquinhos – Jardineiras: Seja jeans ou tecido, os modelos são super confortáveis e podem ser combinados com praticamente todos os tipos de sapato, além de alongar a silhueta.

tudo2

Esportivo: O estilo esportivo segue o street style e o college, quase que se fundindo, mas chama as cores e uma pegada academia.
Veludo molhado: O veludo voltou pra esquentar a gente, em espessuras diferentes, inclusive de tecidos que apenas imitam o veludo (como o chenille). Blusas, calças, bolsas, tá tendo de tudo e provavelmente vai continuar ano que vem, então fiquem de olho.
Blusa amarrada na cintura: Quantas blusas não perdi na infância, querendo ser descolada? kkkkk. Pra mim ainda é o mesmo conceito de “largado cool”, ainda mais se a blusa é xadrez, que nunca sai de moda (assim como listras, pie de pole, etc).
Meias aparecendo – 7/8 – Botas over the knee: Acho que essa é a única tendência que anos atrás eu não adotaria de forma alguma e hoje em dia penso “hmm, quem sabe”, principalmente por inspirações asiáticas que tive recentemente.

Agora me contem o que usariam e se lembram da época em que usavam tudo isso.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 1 de 212
 
ir ao topo