27 de set 2016

Sabe aquele mini ataque cardíaco que temos ao começar um filme de terror que diz ser baseado em fatos reais? E conforme o filme vai rolando você fica tentando descobrir qual parte ali foi verdade, porque se for mesmo, o monstro pode vir te pegar, hahaha. Sabendo do efeito que essa frase causa nas pessoas, cada vez mais filmes a carregam e nem sempre a história realmente aconteceu. Separei alguns filmes, os mais recentes, conhecidos e que lembrei de cabeça.

Contatos imediatos de 4º grau

Demorei para ver esse filme, justamente pelo medo que as pessoas me colocaram e talvez por ter esperado alguns anos e aprendido umas coisas sobre vídeo, não acreditei na veracidade do mesmo. Quando o filme começa, a primeira cena é, na verdade, a atriz Mila Jovovich – Sim, a atriz, que já era bem famosa na época, dizendo que aquela história era baseada em fatos reais, que haviam provas documentadas e estatísticas. Durante o decorrer do filme, muitas vezes a tela se divide para mostrar a cena do filme e a tal evidência documentada.

A cidade Nome, no Alasca, onde eles dizem ter acontecido a história e a cidade que aparece nas imagens no filme, nem é a mesma. Nome é cercada por neve (Hello, Alasca) e teve casos de desaparecimentos, geralmente de viajantes, o que fez famílias se preocuparem que houvesse um serial killer a solta. E as pessoas que aparecem da filmagem “real” no filme, que eu já tinha achado muito bem enquadradas para serem verdadeiras, são atores, depois de um tempo apareceram no imdb e tudo, ou seja, tudo falso. Mas não quer dizer que os alienígenas não existam, só acho que se eles realmente vierem pra cá, estamos perdidos de vez.

A bruxa de Blair

Acho que da Bruxa de Blair todo mundo sabe, mas já que lançou o segundo filme, vamos reforçar. A história do filme não é real, ainda que os diretores tenham criado um background histórico super convincente, sobre uma mulher acusada de tirar sangue de crianças, crianças desaparecidas e equipes de resgate mortas ao tentar encontra-las. O filme parece tão real porque foi filmado em primeira pessoa, pelos próprios atores, que praticamente improvisaram as cenas e falas. Ele foi gravado em 8 dias em um parque estadual em Maryland, os três atores realmente dormiram lá e durante a noite a produção do filme os assustava de verdade. E criaram um site, na época que a internet mal existia, que acabou divulgando.

Os estranhos

Quando perguntado a respeito o diretor do filme disse que se inspirou em casos em que pessoas tocam a campainha de casas e no caso de não haver ninguém, furtam a casa, ou seja, não existe uma história de terror ou semelhante de serial killer em que o filme tenha se baseado.

Possessão

Apesar de bem simples e assustador, a história do filme não aconteceu, a única coisa de real é que as caixas que guardam Dybbuks realmente existem, espalhadas pelo mundo.

Bom gente, é isso, se souberem de mais algum filme, me contem. :D

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

09 de jan 2016

poltergeist de enfield

Eu sou muito fã de “Invocação do mal”, realmente fico super curiosa com os casos dos Warren, já falei aqui no blog sobre as histórias em que se basearam o primeiro filme (Harrisville Haunting), “Horror em Amityville” e Anabelle (clique para ver o post). O novo filme Invocação do Mal 2 (The Conjuring 2) chega aos cinemas dia 10/06 e foi também baseado em uma história real, o Poltergeist de Enfield.

O Poltergeist de Enfield, foi o nome dado para as atividades de aconteceram entre 1977 e 1979 em uma casa na cidade de Enfield, Inglaterra.

A família que morava na casa, era formada por Peggy (mãe solteira) e seus quatro filhos Margaret, Janet, Johnny e Billy. Muitos dos acontecimentos envolviam as crianças, principalmente, Margareth e Janet de 13 e 11 anos.

Tudo começou com as crianças relatando a mãe que os móveis se moviam sozinhos e que ouviam batidas nas paredes. Depois de um tempo as manifestações se expandiram a vozes demoníacas, barulhos altos, pedras e brinquedos sendo atirados, cadeiras viradas e crianças levitando.

Há fotografias mostrando momentos em que as meninas flutuam pela casa e gravações de áudios que os investigadores fizeram na casa (que eu não tive coragem de ouvir inteiros, mas se clicar aqui pode ir até eles)

O caso foi investigado pela Society for Psychical Research e alguns dos acontecimentos foram comprovados como falsos, o que foi explicado pela família como uma forma de testar os investigadores, saber se eles sabiam ou não distinguir o que era real. Depois de adulta Janet disse ter falsificado 2% dos eventos.

Ed Warren chegou a dizer que Janet estava possuída, por flutuar durante o sono e porque as vozes demoníacas ouvidas, aparentemente, virem dela. Janet chegou a relatar que sentia uma presença atrás dela o tempo todo.

Esse vídeo conta mais sobre a atividade, com fotos, vídeos e textos, para quem souber inglês é uma boa:
 


 
Vários filmes de poltergeist se basearam de alguma forma nesse caso, incluindo “Poltergeist, o Fenômeno” de 1982, o qual a refilmagem foi lançada uma nova versão em 2015.

Aqui vai o trailer de Invocação do mal 2, boa sorte, não olhe para trás:
 


 
Fontes: 1, 2, 3 e 4

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

14 de dez 2015

indicação filmes

Tá sem nada para fazer e quer ir ao cinema? Esses foram os últimos filmes que assisti, porque todas as vezes que fui tentar ver Jogos Vorazes, deram errado e precisei de outras opções, hahaha.

O ultimo caçador de bruxas

 

 
Não sei porque, tenho uma coisa com o Vin Diesel, acho ele awesome nos filmes de ação, mas não tenho muita paciência para assistir esses filmes. Agradeço a pessoa genial que misturou ele com o sobrenatural, hahaha. Gostei bastante do filme, acho que vale a pena assistir.

Atividade Paranormal – Dimensão fantasma

 

 
Sou muito fã da série Atividade Paranormal, estava muito ansiosa por esse filme, fiquei meio decepcionada, mas para quem gosta, não importa. Assistam, ainda tem uns sustos para levar, hahaha.

Como sobreviver a um ataque zumbi

 

 
Confesso que nunca assistiria a esse filme sozinha, mas no dia que fui ao cinema estava com meu grupo da faculdade e com os amigos tudo é mais engraçado. Tem umas cenas muito absurdas, até ofensivas, bem besteirol.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 1 de 71234567
 
ir ao topo