29 de ago 2015


Oláá, vamos para mais um post da série “Quero ter um blog”.
Hoje vou falar de design, lembrando que não vim cagar regra, adoro design, apesar de não ter me formado nisso (ainda, pretendo um dia) e curto um estilo mais livre – algumas pessoas usam inspiração como pretexto para copiar tudo de outro lugar ou de alguma tendência que tenha acabado de surgir.

Nós conhecemos o design de cada rede social e elas nos possibilitam aprender um pouco com isso, mesmo sem perceber. Lembrem-se quando o orkut trocou as letras estranhas por normais e depois quando ele começou a virar g+ e perdeu a característica azulzinha e foi ficando menos arredondado. Estranhamos os formatos do facebook logo que chegamos nele e ainda reparamos nas pequenas mudanças de design que eles tem de vez em quando.

Criar um layout pro blog/site é uma tarefa complicada, porque ele tem que durar um tempo, não é muito recomendável mudar toda semana. Acarreta grande carga visual, uma pessoa que conheceu agora seu blog, precisa se lembrar dele quando voltar daqui a uma semana, daqui a um mês. Por isso é importante que ele seja único, que tenha uma identidade visual.

Definições da Web
Identidade visual é o conjunto de elementos formais que representa visualmente, e de forma sistematizada, um nome, ideia, produto, empresa, instituição ou serviço. Esse conjunto de elementos costuma ter como base o logótipo, um símbolo visual e conjunto de cores.

O que é importante na sua identidade visual? que as pessoas reconheçam, o ideal é que elas olhem e já saibam o que é, sem ninguém precisar explicar. Vou dar um exemplo claro: Você reconhece a cor e os símbolos da Coca-cola, Mc Donalds, em qualquer lugar, mesmo quando o nome da marca não está escrito ao lado.

Por isso é importante traçar tudo que você quer e precisa expressar com sua identidade. É assim que o logo nasce e todo o resto deve acompanhar/casar.

Cores


É importante ter uma paleta de cores pré determinada para que o layout fique mais harmonioso. Imagina um layout com mil cores diferentes, nos boxes, menu, títulos, textos, fica uma bagunça. Pode acontecer das pessoas sentirem incomodo ao olharem e isso diminui o tempo de permanência delas no blog.
Acredito que as cores podem ser conciliadas (sempre uso no máximo 5), claro, cores que não briguem e é importante decidir onde as cores mais escuras vão ficar, se haverá sobreposições, o que deve ter destaque, etc.

Dica: Tente não colocar preto. Use um tom próximo, como um cinza bem escuro, o preto pode causar irritação. Isso também serve para outras cores vivas demais, usadas de forma chapada assim, vermelho, rosa choque, verde, tons florescentes ou muito fortes.

Há sites com paletas de cores prontas e formas de você estudar se as cores que você quer, formam uma composição agradável, olhando a própria escala cromática. Exemplos que uso:


Colour lovers – Color Trends

Color scheme design ou Paletton

Siga a mesma linha / Estilo


Tente estabelecer um padrão, já na identidade visual, para seguir, se fez uma curva em um box, faça em todos. É possível misturar estilos, como flat e aquarela, desde que não exageradamente e que se siga o padrão. Se você vai utilizar um tipo de ilustração no cabeçalho, tente seguir o mesmo padrão no resto (ícones, assinatura, etc).

Menos é mais
É o que dizem, tudo que é demais estraga, se não há como harmonizar, deixe o mais clean possível.
Muitas vezes

Espaçamento / Distribuição de elementos

Essa parte é bem mais clara para pessoas perfeccionistas ou com mania de organização. Nem todo mundo consegue perceber de olho se alguma coisa está torta, por isso é preciso ter atenção, usar uma régua para medir se for preciso.

Nessa questão de alinhamento, não é só centralizar que tudo fica bem. É preciso haver respiro, que os textos e ícones não estejam colados nas bordas das caixas.

Fontes

Eu vou parando por aqui, porque quero fazer um post só para explicar e indicar fontes para vocês, vou falar o básico.
Não use muitas fontes em um mesmo lugar. Em um layout, no máximo três e isso se duas delas forem da mesma família.
Fontes script ou fantasia, são preferíveis em títulos.
Fontes com serifa, são melhores de se ler em textos.

É muito importante que a fonte dê leitura. Isso não pode ser levado tão literalmente, com muito esforço é possível ler uma font muito zoada, mas a intenção é que esse esforço não seja necessário. Por isso escrita branca ou vermelha, no preto chapado, não dá leitura, incomoda.

Busque referencias


Para vencer o bloqueio criativo e garantir que ideias legais vão surgir, busque referências. Procure trabalhos de outros designers, layouts, infográficos, prédios diferentes, observe até mesmo a natureza, tudo é válido.

Além do próprio google, uso o Behance e o Pinterest.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

06 de ago 2015

Um problema recorrente entre ilustradores, designers e fotografos é encontrar seus trabalhos por ai, por vezes alterados, com assinaturas removidas e disponibilizados por terceiros.

Não serei hipócrita, um dia já fiz isso, anos atrás, na minha época de tumblr, eu pegava chibis do deviantart e utilizava. Na época eu não sabia que não podia fazer isso, na época eu nem ilustrava ainda e outra, todo mundo também fazia, então dava-lhes a mão e pulávamos juntos da ponte.

Penso que a internet evoluiu bastante de 2009 para cá e que temos muito mais informação que antes, mas algumas pessoas, muitas pessoas, ainda cometem o mesmo erro, algumas por serem novatas nesse mundo internético cheio de possibilidades, outras propositalmente.

Portanto resolvi eliminar as desculpas da galera com esse post, para ninguém poder dizer que o toque de inocência das fadas estava sobre seus olhos.

Descubra de onde veio

Como saber se aquela imagem pertence a outra pessoa ou se alguém está usando algo seu sem permissão?
Acesse o Google imagens e clique na câmera para selecionar a imagem do seu computador e compará-la com outras da internet.
3
Clique com o botão direito e selecione ‘pesquisar imagem no Google’. Lembrando que a imagem precisa ter fundo para funcionar direito, então como em png o fundo fica preto, não funcionará corretamente (dê um print ou coloque um fundo na imagem antes de pesquisar).
2

Remover os créditos é errado?

Bom, acho que a resposta é óbvia, ninguém gosta de ser descreditado de seu trabalho. Não é porque o trabalho foi pago que quem produziu perde o direito sobre ele e muito menos quando a imagem
é “free”.
A ilustração abaixo é um exemplo, ela foi produzida pela Akeno para ser disponibilizada free e recentemente foi encontrada por ai sem os créditos devidos e sendo distribuída por outra pessoa.

IlustracoesExclusivas6-586x1024

Dica: Creditar o site em que pegou e não o autor do trabalho também não é certo. Não foi o we♥it que tirou aquela foto linda que você pegou, nem o Pinterest, lembre-se.

Como visualizar apenas as imagens “free” no Google

No Google imagens selecione Ferramentas de pesquisa> Direitos de uso e marque a opção mais adequada para o que deseja fazer.
4

Imagens acessíveis

Alguns sites disponibilizam imagens para baixar gratuitamente ou por preços super acessíveis:
Recomendo o Freepik pela variedade e quantidade de materiais bonitos, disponibilizados gratuitamente.
O Creative Market tem valores acessíveis a pacotes de ilustrações, ícones e etc, mesmo cobrando em dolar.
No Pinterest há muitos links nas fotos, redirecionando a conteúdos free, é só saber o que procurar.

Dica: Quando você pegar um cabeçalho free em algum blog, verifique se essa ilustração não pertence a algum artista e está sendo disponibilizada sem autorização.

Vocês sabem que eu prefiro tirar minhas próprias fotos para os posts do blog, mas para quem nem sempre pode,lá vai:

Encontrei no blog do Bruno Avila uma lista gigante de sites que disponibilizam imagens free: clique.

Ilustradores, designers e fotógrafos, por favor deixem seus links aqui nos comentários, para que eu faça uma lista nesse post e possa divulgar o trabalho de vocês a quem estiver interessado em investir e encomendar exclusivamente (o programa que eu estava usando anteriormente faiô)

Ilustradores:
Carla Nascimento
Kakau Carvalho
Renata Montenegro (Vitrola)

Gostaria apenas de fazer um adendo.
Eu continuo odiando alguns costumes que a galera da internet andou desenvolvendo, de querer tudo de mão beijada, de ter preguiça de procurar pelas coisas que querem. A internet tem muita coisa boa, gratuita e paga, muita gente que trabalha bem e merece reconhecimento por isso e muito com o que aprender, portanto, pip pip!

badge_post_01

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

20 de jul 2015

Oi geente, fiz esse post para ensinar umas coisas, que parecem obvias para algumas pessoas, mas nem todo mundo sabe.

Na fanpage de vocês tem toda uma área de informações, que lembra bastante o Analytics (tem post sobre ele aqui) e mostra quem, quando, de onde e por onde vieram as pessoas que participam da sua página, mas não é isso que eu vim mostrar para vocês, e sim coisas que achei sem querer ou que pessoas me contaram pelo caminho, hahaha.

Como curtir páginas com a fanpage

Descobri a pouco tempo como adicionar essas páginas que ficam quase como um recomendo ali do ladinho das postagens (Graças a Lorenna, thaanks!).

Só aparecem 3 páginas por vez, se você adicionar mais de 3, elas vão ficam trocando aleatoriamente. É possível visualizar todas clicando na setinha. Vamos aos passos:

4

Vá até a fanpage que você pretende adicionar, clique nas 3 bolinhas e selecione ‘Curtir como uma página sua’.

Em seguida selecione qual página e tcharaam!
Obs: Sim, tem um ir página por página.

Publicações programadas

Eu nunca utilizei, mas é muito útil para divulgar posts do blog que também foram programados. Caminho: Ferramentas de publicação> Publicações programadas.

Alcance das publicações – O que é e como aumentar

Depois de ver algumas publicações em grupo falando sobre o alcance das publicações das páginas, percebi que o pessoal tem várias dúvidas. Não sou Expert, claro, mas achei que poderia ajudar explicando algumas coisas que parecem obvias, mas nem todo mundo entende.

Alcance das publicações: Pessoas a quem sua publicação chegou, ou seja, quem viu.

Pessoas envolvidas: Quem comentou, curtiu ou compartilhou sua postagem. E com isso conta quem curtiu, comentou ou compartilhou o compartilhamento. .-.

O próprio facebook dá uma explicação para o alcance, mas nem todo mundo achou:

As publicações que recebem mais curtidas, comentários e compartilhamentos aparecem com mais frequência no Feed de notícias e são vistas por mais pessoas. As publicações ocultadas, denunciadas como spam ou que fazem com que as pessoas deixem de curtir sua página alcançam menos pessoas. 
Se notar um pico ou uma queda observe suas publicações no dia para saber mais sobre como você pode ter influenciado seu alcance.

Dicas para aumentar o alcance:

  • Poste mais vezes na sua fanpage.
  • Compartilhe coisas legais e que seu público possa achar útil.
  • Crie conteúdo próprio para ela, imagens, ilustrações, faça perguntas para interagir com as pessoas, além de aumentar o alcance é muito bom ter esse contato com as pessoas que acompanham o seu trabalho.
  • Divulgue em grupos. Não em dez no mesmo segundo, dê um intervalo de algumas horas para não encher o saco dos coleguinhas e mais gente aparecer para olhar sua publicação.
  • Ao invés de compartilhar direto do blog (muitos blogs, assim como o meu, tem o botão de compartilhamento nas postagens), cole o link na fanpage e compartilhe a publicação de lá. Sempre que você compartilhar a publicação vai contar alcance para a fanpage.

E para as pessoas terem acesso ao que você posta?

Ainda é surpresa para muitos que o facebook não mostre para as pessoas, que curtiram a sua página, todas as publicações. É uma estratégia deles para fazer você pagar para divulgar a página (nunca paguei, mas quem sabe um dia tento). Uma forma de contornar isso é pedir para as pessoas marcarem a opção ‘Adicionar  às listas de interesses’.

Páginas para acompanhar – comparativo

Já aviso que não acho isso saudável. Nunca usei, descobri a pouco tempo e só adicionei as páginas dazamiga pra mostrar para vocês como é. Você pode adicionar páginas para acompanhar o andamento delas, número de curtidas, publicações semanais e o envolvimento das pessoas e comparar com a sua, não sei exatamente qual é a lógica de se ter isso, mas tá ai pra quem quiser.

Informações>Visão geral>Adicionar páginas.

Tamanho de capa e avatar para fanpage

Troquei minhas capas das páginas esses dias e achei que seria legal postar para vocês uma ajudinha. O melhor tamanho para capas é 851×315 pixels. O tamanho minimo pro avatar 180×180 (ele fica 160×160 depois que o face ajusta), mas costumo usar o maior tamanho possível para fotos, tentando perder o mínimo de qualidade.

13

Fiz uma capa para vocês usarem free. Ela está em psd (ou seja, formato do photoshop) e as fontes utilizadas foram Amatic e Armonioso. O quadrado branco é onde o avatar fica, então apaguem essa camada quando forem arrumar direitinho (por favor não me peçam ajuda quanto a isso a não ser que seja extremamente necessário, pensem bastante no problema pois talvez vocês consigam resolver sozinhos).

psd free

clique aqui para fazer o download (se possível, credite na legenda quando usar)

Espero que tenham gostado e, já conhecem minhas páginas?


 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 1 de 212
 
ir ao topo