08 de set 2017

Ainda lembram do primeiro post de lugares para fotografar em São Paulo? Se não clique na frase antes e depois volte aqui.

Finalmente temos a segunda parte e com certeza no futuro teremos mais, porque ainda tem muitos lugares não fui. Nas minhas andanças em ensaios, fotos de looks e busca desesperada por pontos turísticos para conhecer, esbarrei em alguns lugares legais de fotografar, não tão óbvios e talvez perfeitos para o que você procura.

Pensei em fazer uma escala de segurança em faquinhas, hahaha, mas acho que acabei ficando mais vida loka e não sei medir a periculosidade dos lugares mais, porém, CUIDADO!

Adianto que algumas fotos do post são de celular, porque ou no dia eu estava com uma lente muito fechada para o lugar ou fotografei apenas pessoas. No caso do Mirante, esqueci mesmo de fotografar quando passei por lá e ainda não consegui visitar o edifício Itália.

Ruas da Vila Madalena

Além do Beco do Batman, a Vila Madalena tem várias ruas com grafites e paredes coloridas, além de outras bem simpáticas com portões bem bonitos, então categorizei como um lugar não óbvio porém com ótimas opções. Na escala de perigo, tome cuidado como em qualquer outro lugar.

Horto Florestal

Visitei o Horto brevemente e já quero voltar, acostumada com os parques de SP, fiquei impressionada com as árvores gigantes, vi várias possibilidades para fotos e pelo jeito outros fotógrafos concordam, vi pelo menos dois ensaios durante minha passada por lá.

Centro Cultural Vergueiro – CCSP

Como outro lugar não óbvio, o parte de cima do CCSP lembra uma galeria por dentro e tem uma iluminação ótima. O terraço tem uma vista super ampla dos prédios, porém, por ser aberto, muita luz, então se for fotografar lá, se prepare para lidar com isso (Sim, luz demais também estraga).

 

MAC

Apesar de ter o mesmo probleminha de luz demais (sem um óculos de sol lá em cima, mal dá pra enxergar nada), o mezanino do MAC tem uma vista incrível, leve uma lente de ângulo maior e suba até o último andar. Recentemente parece que abriu um café por lá, a entrada no museu é gratuita, mas pergunte, vai que está rolando alguma exposição paga.

Edifício Italia

Foto por Jacqueline Leite

No Edifício Itália não tive oportunidade de visitar ainda, apesar da vista incrível os 30 reais de taxa para subir no prédio e o vidro que cerca a vista me desanimam, porém, dá pra ver o Copan de perto lá de cima e tem um restaurante também.

Eu ia incluir o Copan, mas como o alugar um quarto por lá ainda é bem caro (uns 400 reais o fds pelo que amigos me disseram) e esses posts aqui seguem a tendencia do mais barato possível/de graça, achei inviável.

Casa das Rosas

Foto por Jacqueline Leite

Com um jardinzinho muito charmoso e um ar vintage, a Casa das Rosas dá uma vontade louca de fotografar. Porém, só é permitido fotografia não comercial dentro da casa, fotos do ambiente (Me disseram quando entrei com uma amiga e minha câmera e ainda me seguiram um pouco pra ver se ia obedecer). No jardim pode fotografar pessoas mais tranquilamente, mas por lá recomendo que saquem seus celulares.

Parque do Carmo

O Parque do Carmo é procurado pelo Bosque lindo de cerejeiras, porém, seu potencial é muito maior, alguns caminhos (como esse da foto acima), lagos e o por do sol que podemos aproveitar infinitamente (melhor golden hour que já peguei) por trás das sakuras, fazem a distância valer a pena. Sempre vi ensaios por lá, então acredito que seja liberado.

Oscar Freire

Como uma rua muito bonita (com vários grafites, paredes com texturas, arvorezinhas, etc) e bem policiada, a Oscar é um lugar não óbvio ideal, dependendo do seu objetivo.

Mirante 9 de julho

Reprodução: Oppa

Passei tão rápido pelo Mirante quando fui que esqueci de fotografar, mas também recomendo uma lente de ângulo maior e que você visite o café que tem lá dentro. Alias, vou fazer um post sobre cafeterias simpáticas, que parecem ser um patrimônio da cidade também, mas já adianto os Starbucks da Alameda Santos e Haddock Lobo como lugares legais pra fazer umas fotos.

É isso, espero que tenham gostado e se tiverem alguma sugestão de lugar que não citei, pode deixar nos comentários, beeijo.

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

11 de dez 2016

Oi gente, trouxe mais um lugar fofinhos para comer admirando a decoração, hahaha. Esse Sábado fomos comemorar o aniversário da Simone (Agridoce Cereja) e escolhemos a Condimento, uma doceria/confeitaria/restaurante (não sei bem qual a legenda para o estabelecimento, hahaha.) por já estarmos com vontade de visitar.

Vimos algumas fotos na internet e a decoração maravilhosa foi o principal atrativo. Assim que entramos já teve o momento surto “quero tudo para mim, omg”, parece uma casa de bonecas, tudo muito fofo e personalizado.

O lugar é bem aconchegante, não vende apenas bolos e doces, como café da manhã, almoço e chá da tarde. Não recomendo visitar se você estiver em um grupo maior que 4/6 pessoas, nós estávamos em 8 e como no horário em que chegamos (meio dia, por ai) estava cheio, foi bem apertado.

Por conta disso e por sermos naturalmente atrapalhadas, acabamos virando a xícara de chá da Ana (Blue), digo nós, porque apesar de ter sido apenas uma de nós, somos um grupo, uma unidade, hahaha ♥

Talvez tenha sido por conta disso que sentimos o clima meio estranho com os atendentes, eles pareciam estar cercando a gente algumas vezes, o que achei meio fora do comum, afinal estávamos conversando e comendo, talvez eles só queriam estar a disposição, não sei muito bem até agora.

Pedi o Red Velvet, porque nunca havia comigo, sempre fui muito curiosa a respeito desse bolo. Ele é tãão lindo e bom, aprovado, pelo menos o da Condimento, super levinho, fofo, nada enjoativo, comeria um inteiro, muito bom.

 

Cada uma pediu um bolo diferente, alguns com acompanhamentos de sorvete e acho que ficaria feliz com qualquer um deles, parecem todos muito bons. Os valores são um pouco acima da média, principalmente para os pratos salgados, acredito que o fator gourmet contribua, mas ainda recomendo para quem quer uma experiência fofa.

Os bolos na mesa parece super reais, mas acho que são de resina, hahaha.

Alice no pais das maravilhas, presente ♥

Fotografei apenas com o celular lá dentro, justamente porque estávamos em muitas pessoas, ficou meio apertado, então mesmo levando a câmera, não tirei da bolsa até sairmos da Doceria.
A Condimento tem um site, que não é atualizado a bastante tempo, mas vocês podem ter acesso a mais algumas informações de contato e a respeito do lugar, etc: aqui

Endereço: Rua Itapura, 1400 – Vila Gomes Cardim, São Paulo – SP
Estação mais próxima: Carrão

Processed with VSCO with 10 preset

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

03 de dez 2016

Engraçado como sempre quero começar um texto escrevendo: Engraçado bla-blá-blá. Mas deixando de lado as gracinhas, hoje temos um look diferente, um que até fez a Carla do começo da faculdade gritar “Pronto, agora sim tô preparada pra tudo”, hahaha.
Eu sei que muita gente tem a mesma impressão que eu – Porque já me disseram bastante isso em conversas, que vestidos, bolsas pequenas e sapatos abertos nos deixam mais vulneráveis as imprevisibilidades do dia. Você não fica preparado para a chuva, para correr caso algo aconteça, para andar bastante tempo, sem se machucar, para inúmeras situações que precisariam de algum aparato que ficou de fora por não caber na bolsa.
Por causa disso, me sinto extremamente preparada para a vida quando estou de jeans, tênis e mochila, nesse look não é exatamente isso que estou usando, mas estava com a mesma sensação de “tô pronta mundo, me engula”.

Esse look foi fotografado entre a pinacoteca e o parque da luz, fui até lá porque queria umas fotos para o Amazing 6 (dia 6 chegandoo :D).

Quero destacar no look o uso da blusa de alcinhas, que evito a anos, por ter lido que por conta do meu busto grande e estar acima do peso (a vida toda) que não era a melhor opção para mim. Claro que como sou do contra, comprei umas brusinhas pra usar e esse verão vai ser mais fresquinho.

Sabe aquilo que a gente faz de roubar umas roupas do namorado (parceiro em geral) pra usar? eu adorava pegar blusas de frio por exemplo, mas estou solteira a um tempo, então whatever, comprei uma camisa jeans masculina, que gostei bem mais que dos modelos femininos. Estava com desconto na black friday e tô in love.

Outra coisa nova nesse look foi, depois de anos, usar um sutian sem armação, sei que ess parte nem precisava falar, mas queria destacar como estou felizinha com isso, porque por muito tempo achei que era obrigatório para mim, enfim, tem sido tempos interessantes para redescobrir.

Bom gente, é isso, espero que tenham gostado, me contem o que usariam, se já se sentiram da mesma forma, etc, beeijo.

Camisa, blusa e calça: Renner Sapato: Melissa Grunge Mochila: Liberdade

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

Página 1 de 41234
 
ir ao topo