30 de out 2013

Eu pretendia ter feito mais posts de terror, mas infelizmente não pude. Então farei esse as pressas.

Há quem não considere o tema zumbis como terror e mesmo quem hoje em dia sonhe com um apocalipse. Isso devido ao grande número de séries, jogos, filmes e livros criados.
Assim como os vampiros, os zumbis foram popularizados, porém, a constante comparação com nossa realidade atual e a forma com que o “futuro apocalipse zumbi” é apresentado, nos faz questionar se o rumo que estamos tomando não seria o mesmo.
O Protocolo Bluehand – Zumbis

 

Estava louca por esse livro desde que fiquei sabendo do mesmo (ano passado), adiei por um tempo esperando que barateasse e acabei por comprar agora.
O Bluehand é um guia de sobrevivência contra zumbis, escrito pelos brasileiros Fábio Yabu, Alexandre Otoni e Deive Passos (A galera do jovem nerd que antes disso que também lançou o Protocolo Bluehand : Alienígenas e outros dois livros que podem ser encontrados na Nerdstore) e ilustrado pelo Márcio L. Castro.
O protocolo nos apresenta várias formas possíveis de contágio, e explica de onde o vírus poderia ter surgido. O livro trabalha a ideia de que o apocalipse zumbi já está rolando por debaixo dos panos e os governos abafam as notícias para não gerar o pânico e situações de estresse que podem levar a um surto.
Como não terminei de ler ainda, não contarei mais nada para que possam se surpreender, assim como eu, mas sei que tenho pela frente dicas de quais armas usar, quais os melhores lugares para me esconder e que rotas de fugas tomar.

Só comentando, o livro te ensina também como identificar zumbis em potencial, nem preciso dizer o quanto ri quando li que os publicitários estão entre os primeiros.

No hotsite do livro tem mais informações, além de 27 páginas do livro. Divirta-se!

ps: Tem Zombie Walk SP no sábado, quem vai?

 

Acompanhe o blog também nas redes sociais:  Facebook InstagramTwitter

 
ir ao topo